Seguir o O MINHO

Alto Minho

Ponte de Lima “firme” contra a mineração de lítio

Movimento SOS Serra d’Arga

em

Foto: Facebook de Movimento SOS Serra d'Agra / DR

O Movimento SOS Serra d’Arga reuniu, na passada quinta-feira, com o presidente da Câmara de Ponte de Lima, de forma a expor as preocupações daquele movimento relativamente à exploração de lítio no concelho limiano.

Victor Mendes foi o primeiro de cinco autarcas a reunir com a sociedade civil sobre esta matéria, tendo-se mostrado “firme” na oposição a qualquer tipo de projeto de prospeção e exploração de lítio em Ponte de Lima.

Em comunicado, o movimento dá conta da “firme oposição” da autarquia limiana contra este tipo de projetos, explicando que têm sido realizadas ações de sensbilização junto de associações, presidentes de junta e populares para ” a problemática” que aí vem.

O autarca terá reafirmado “não compreender a insistência do governo central nesta medida”, referindo que o contributo de Ponte de Lima para o desenvolvimento nacional já foi dado por várias vezes, não estando disposto “a mais sacrifícios”.

Víctor Mendes não crê que a conservação e valorização da Serra d’Arga passe por este tipo de projetos, estando disposto a “alargar” os limites de zona protegida a fim de evitar possíveis prospeções.

Limites da futura Paisagem Protegida da Serra d’Arga terão implicações na exploração de lítio

Na terça-feira, o movimento irá reunir com Miguel Alves, presidente da Câmara de Caminha, com o mesmo propósito, tendo já marcada para quinta-feira uma reunião com o autarca de Vila Nova de Cerveira.

Recorde-se que, em setembro de 2019, o ministro Tiago Brandão Rodrigues, em entrevista à Rádio Vale do Minho, garantiu que há muita “informação desconexa” sobre a matéria e que a prospeção de lítio não deverá avançar, mas concorda com os estudos para se “saber o que lá está”.

O governante defende que a área protegida da Serra d’Arga deve “estar fora de qualquer prospeção, todavia, considera que o país deve “estudar e entender muito bem” o que possui.

AR aceita petição contra concurso para prospeção de lítio na Serra d’Arga

De acordo com a proposta de OE, o Governo quer criar em 2020 um cluster do lítio e da indústria das baterias e vai lançar um concurso público para atribuição de direitos de prospeção de lítio em nove áreas do país.

No documento, na rubrica sobre recursos geológicos e mineiros, afirma-se, sobre as propostas para 2020: “Lançar o concurso público para atribuição de direitos de prospeção e pesquisa de depósitos minerais de lítio e minerais associados, para nove áreas do território nacional”.

Populares