Seguir o O MINHO

Braga

Disputa entre ABB e Trofa Saúde sobre preço final parou novo hospital privado no Porto

Desacordo quanto ao custo da obra levou construtora de Braga a suspender construção

em

Foto: Trofa Saúde

O novo Hospital que o grupo Trofa Saúde (TS) queria abrir no Porto, ainda em 2019, estava já meio construído, mas o empreiteiro, a Socimpacto, do grupo ABB, de Braga, parou a obra, por desacordo quanto ao preço e pôs uma ação no Tribunal Cível de Braga pedindo a resolução do contrato e uma indemnização, prevista numa das clausúlas, de 2,5 milhões de euros.

Na querela, a ABB- Alexandre Barbosa Borges, SA diz que o contrato assinado com o Trofa Saúde em 2014 previa a construção, em Campanhã, de um edifício, com 16 a 18 mil m2, mais uma área para 400 lugares de estacionamento.

A firma comprometia-se a comprar os terrenos, a edificar a unidade de saúde e a entregá-la em janeiro de 2017. A contrapartida consistiria no pagamento, a partir da entrega das chaves, pelo TS de uma renda mensal de 130 mil euros, nos primeiros 12 meses, a qual subiria para 150 mil nos anos seguintes.

Ao fim dos primeiros três anos, o TS  poderia comprar o prédio por 30 milhões, 15 por cento mais do que o custo previsto, 25 milhões. O contrato previa uma clausula penal de 2,5 milhões a pagar por quem o incumprisse.

Relações entre empresas

As duas empresas mantinham já relações comerciais, posto que o Grupo Trofa alugou à ABB o edifício Savoy, no centro de Braga, onde instalou uma extensão do hospital que possui na cidade. Foi no contexto desse aluguer que surgiu a ideia de se construir um hospital no Porto. Ao que apurou O MINHO, o hospital privado de Braga projeta uma extensão para o centro comercial Nova Arcada.

O contrato para o Porto, que teve três aditamentos, previa a construção de oito ou nove pisos, cada um com dois mil m2. Sucede que – defende a ABB – “o programa funcional” apresentado pelo grupo trofense para a obra implicava a ampliação do projeto, de 18 para 32 mil m2 de área (13 pisos com 2.100 ms), a que acresceriam 635 m2 de aparcamento.

Ou seja, argumenta a firma, as alterações à dimensão do projeto arquitetónico implicavam necessariamente uma revisão do preço da renda e do custo de compra pela empresa de saúde.Acrescenta que, em 2018, pediu a reorçamentação do projeto, tendo em atenção que iria custar 37,5 milhões, mais 12,5 do que o acordado.

E diz que a renda deveria subir até aos 173 mil. Garante que já investiu 12 milhões na obra, e que tentou a via do diálogo, mas, como tal não teve efeito, recorreu à via judicial. Pede 2,5 milhões de indemnização e a resolução do contrato. Em alternativa aceita a simples resolução ou a anulação do negócio.

O MINHO tentou mas não conseguiu contactar nem a ABB nem a empresa hospitalar. O Trofa Saúde, que tem 14 hospitais na região Norte, pode, até 9 de setembro, contestar a ação.

Anúncio

Braga

Homem morre em despiste de mota em Vila Verde

Em Cervães

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um despiste a envolver um motociclo provocou uma vítima mortal em Cervães, Vila Verde, ao final da tarde deste domingo, confirmou a O MINHO fonte dos Bombeiros de Vila Verde.

O sinistro ocorreu quando o homem, condutor do motociclo, entrou em despiste na Avenida Sobral Cobrosa, acabando por não resistir aos ferimentos.

Foram mobilizados para o local operacionais dos Bombeiros de Vila Verde com apoio da equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Braga, com estes a tentar reverter a situação da vítima, mas sem sucesso.

O corpo do homem, com cerca de 50 anos, foi transportado para o Instituto de Medicina Legal do Hospital de Braga.

O alerta foi registado pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes do INEM cerca das 19:00.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Carro cai a um campo em acidente em Braga

Duas pessoas ficaram feridas

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Duas pessoas ficaram feridas, este domingo à tarde, na sequência da colisão entre duas viaturas ligeiras, na rua das Valas, em Morreira, no concelho de Braga.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Fruto do choque, um dos automóveis acabou mesmo por cair a um campo de cultivo. Contudo, ao que O MINHO apurou, apesar do aparato as vítimas sofreram apenas ferimentos considerados ligeiros.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Os Bombeiros Voluntários e os Bombeiros Sapadores de Braga prestaram socorro às duas vítimas e transportaram-nas para o Hospital de Braga.

A GNR tomou conta da ocorrência.

Continuar a ler

Terras de Bouro

Quatro jovens estrangeiros perdidos resgatados na Serra do Gerês

Três neozelandeses e um cabo-verdiano

em

Foto: O MINHO

Quatro jovens estrangeiros, três neozelandeses e um cabo-verdiano, foram resgatados pela GNR na madrugada de hoje após se terem desorientado na Serra do Gerês, disse à Lusa a GNR de Braga.

Segundo a fonte, cerca das 22:00 de sábado os jovens – três homens e uma mulher – pediram apoio via telemóvel ao posto territorial da GNR de Terras de Bouro, por se terem afastado da trajetória que seguiam e não conseguirem orientar-se.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

“O posto informou o CDOS [Comando Distrital de Operações de Socorro] de Braga, que ativou a equipa do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, que procedeu ao resgate”, disse.

Conforme explicou a fonte do Comando Territorial de Braga da GNR, os jovens enviaram via ‘Whatsapp’ às autoridades as coordenadas GPS do local onde se encontravam, tendo sido localizados pelo GIPS pelas 01:00 de hoje, num local “bastante distante da estrada”.

Os jovens encontravam-se bem e a operação foi dada como finalizada pelas 04:00 da madrugada.

Continuar a ler

Populares