Seguir o O MINHO

Barcelos

Câmara de Barcelos diz que colaborou com as buscas da PJ

Alegado esquema fraudulento de viciação de procedimentos de contratação pública.

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

A Câmara de Barcelos enviou às redações um comunicado na sequência das buscas da Polícia Judiciária esta quarta-feira, entre as 10:00 e as 12:30, no âmbito da operação “Rota Final”.

A autarquia avança que prestou toda a colaboração solicitada pelos inspetores, aguardando com serenidade o desenrolar deste inquérito.

Câmara de Braga esclarece buscas da PJ

A operação “Rota Final” relaciona-se com um alegado esquema fraudulento de viciação de procedimentos de contratação pública.

As buscas mobilizaram meios da Diretoria do Norte da PJ, com o apoio de vários departamentos de investigação criminal e da Diretoria do Centro, no âmbito de um inquérito titulado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Coimbra.

Transdev visada na operação que levou a PJ a fazer buscas em Braga e Barcelos

Ao todo, foram 50 as buscas realizadas, envolvendo 200 elementos da Polícia Judiciária – inspetores, peritos informáticos, peritos financeiros e contabilísticos.

As 18 câmaras municipais alvo de buscas forma as de Águeda, Almeida, Armamar, Belmonte, Barcelos, Braga, Cinfães, Fundão, Guarda, Lamego, Moimenta da Beira, Oleiros, Oliveira de Azeméis, Oliveira do Bairro, Sertã, Soure, Pinhel e Tarouca.

“Mediante atuação concertada de quadros dirigentes de empresa de transporte público, de grande implementação em território nacional com intervenção de ex-autarcas a título de consultores, beneficiando dos conhecimentos destes, terão sido influenciadas decisões a nível autárquico com favorecimento na celebração de contratos públicos de prestação de serviços de transporte, excluindo-se das regras de concorrência, atribuição de compensação financeira indevida e prejuízo para o erário público”, afirma a PJ, em comunicado a propósito deste caso.

Também no recrutamento de funcionários se terão verificado situações de favorecimento, ainda segundo a PJ.

A investigação prossegue “para determinação de todas as condutas criminosas, seu alcance e respetivos agentes”, esclarece a polícia.

Anúncio

Barcelos

Saiba onde vai ficar a Mercadona em Barcelos

Abertura a 26 de setembro

em

Foto: DR

Já há data oficial para a abertura da primeira loja da cadeia de hipermercados espanhola Mercadona na região do Minho. O próximo dia 26 de setembro fica marcado pela abertura da loja na rua Filipa Borges, 414, na cidade de Barcelos.

Depois das primeiras 4 aberturas no mês de julho, no distrito do Porto, a empresa prepara agora a sua próxima abertura, no dia 26 de setembro, em Barcelos.

Durante os próximos dias, até 6 de setembro, colaboradores da empresa vão “dar a conhecer” aos vizinhos da nova loja o funcionamento do supermercado, através de sessões de apresentação às comunidades, avança a empresa em comunicado.

Em Barcelos, as apresentações decorrem no Hotel Bagoeira e estão programadas 2 sessões por dia, com capacidade para cerca de 100 participantes cada: uma de manhã, pelas 11:00, e outra à tarde, pelas 18:00, com a duração de uma hora.

Para cada sessão é necessário realizar inscrição através dos números de telefone 918 724 597 e 918 714 687, de segunda a sexta-feira, entre as 9:00 e as 21:00.

Continuar a ler

Barcelos

Detido após “bofetadas e empurrões” a ex-companheira em Barcelos

Homem de 39 anos tinha uma faca de cozinha que lhe foi apreendida

em

Foto: Ilustrativa

A PSP deteve na terça-feira, em Barcelos, um homem de 39 anos por violência doméstica contra a sua ex-cônjuge, anunciou hoje aquela força de segurança.

Em comunicado, a PSP refere que o detido abordou a na via pública e agrediu-a com bofetadas e empurrões. Perante a intervenção de populares, o detido foi “isolado” da ex-cônjuge até à presença da PSP.

O suspeito tinha em sua posse uma faca de cozinha, que foi apreendida.

Continuar a ler

Barcelos

Emigrante de Barcelos mata mulher à facada no Luxemburgo

Violência doméstica

em

Foto: DR

Um emigrante português, natural da freguesia de Lama, Barcelos, está sob custódia policial no Luxemburgo desde o passado sábado depois de ter provocado lesões fatais na companheira, de nacionalidade brasileira, no Luxemburgo, com recurso a uma arma branca, sabe O MINHO.

De acordo com informações da polícia daquele país, os serviços de emergência foram chamados a um apartamento no centro de Esch sur Alzette, a 20 quilómetros da capital, onde residia o casal, encontrando Dione Streckert, de 52 anos, em estado “muito crítico”.

A mulher, natural de Santa Catarina, no Brasil, não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer já no hospital durante a madrugada de domingo, dia 11. Já o emigrante português foi ouvido pelas autoridades ainda no local do crime e acabou detido, tendo-lhe sido decretada a medida de prisão preventiva enquanto aguarda julgamento.

Familiares da vítima relataram à imprensa brasileira que o homem já se tinha envolvido em confrontos com a companheira, tendo inclusive sido detido durante dois dias na sequência de episódios de violência doméstica.

A mesma fonte aponta “ciúmes” como motivação do crime, uma vez que a mulher estaria de partida para o Brasil durante esta semana, algo que o português pretendia evitar.

O crime está a chocar a comunidade brasileira no Luxemburgo e foi criada uma página nas redes sociais em homenagem a vítima.

Familiares da vítima estão a caminho do Luxemburgo para cooperar com as autoridades judiciais, uma vez que a vítima tinha uma filha de 10 anos [de outro relacionamento] que se encontra agora entregue às autoridades daquele país.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares