Violino Stradivarius com 300 anos exposto em Braga

Instrumento foi construído em 1724 pelo mais famoso luthier do mundo

O violino Stradivarius “Duque de Edimburgo” tem quase 300 anos e, do seu género, só há cerca de 500 no mundo, podendo o preço unitário chegar a vários milhões de euros.

O instrumento é o destaque das I Jornadas de Violino de Braga, que se realizam este sábado e domingo no Museu dos Biscainhos. A iniciativa é promovida pelo Departamento de Música da Universidade do Minho, em colaboração com o Município de Braga e a Sinfonietta de Braga.

“Aquele violino de 1724 foi construído pelo italiano Antonio Stradivari, talvez o luthier mais famoso, pela qualidade e pelo som dos seus exemplares. O “Duque de Edimburgo” vai integrar uma exposição das Jornadas, que inclui vários modelos da coleção privada Florian Leonhard. Os profissionais presentes são até desafiados a experimentar os violinos e os arcos em exibição”, refere a UMinho em comunicado.

As Jornadas, que têm o tema “Violinos lendários”, incluem ao longo do sábado aulas abertas com o belga-luso-americano Eliot Lawson e, às 19:00, um concerto da Orquestra de Cordas da UMinho, com os solistas Jessie Tortorice e Eliot Lawson e a direção de David Ramael. No domingo, às 11:30, há o recital de violino e piano “Lawson and Lawson”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Obras recuperam residência de estudantes em Ponte de Lima

Próximo Artigo

Profissionais de saúde do Alto Minho “saem” à rua pelos cuidados primários

Artigos Relacionados
x