Seguir o O MINHO

Região

Trovoada seca aumento risco de incêndio até domingo

Proteção Civil

em

Foto: DR / Arquivo

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alertou hoje para o risco de incêndio rural associado à ocorrência de aguaceiros e trovoada seca prevista com maior probabilidade nas regiões do interior Norte e Centro e Alto Alentejo.


Num comunicado enviado à agência Lusa, a ANEPC frisa que as previsões meteorológicas para a partir desta tarde e até domingo podem fazer “aumentar as condições favoráveis à eventual ocorrência e propagação de incêndios rurais em especial nas regiões do Sul e do interior Centro e Norte”.

“Prevê-se a partir da tarde de hoje e o dia de amanhã [domingo] um agravamento da instabilidade atmosférica, apresentando condições de instabilidade em todo o Portugal Continental, com exceção do Algarve, com maior probabilidade nas regiões do interior Norte e Centro e Alto Alentejo, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoada seca”, refere a nota baseada em informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Tendo em conta estas previsões, a ANEPC recorda medidas preventivas como a proibição de fazer queimadas sem autorização, bem como a proibição de utilização de fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito.

“[É proibido] fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais e lançar balões de mecha acesa”, sublinha a proteção civil, recordando que foguetes e uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal.

A ANEPC alerta que é obrigatório o uso de “dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e um ou dois extintores de seis quilos, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas”.

Anúncio

Braga

Jovem detido sem carta de condução ao volante de carro roubado em Braga

Condução ilegal

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

A PSP deteve um jovem de 23 anos por condução ilegal, na quarta-feira, quando circulava na Rua Fernando Namora, em Braga, anunciou hoje a PSP.

“No decorrer da intervenção policial foi recuperada a viatura que constava como furtada”, explica a polícia em comunicado.

O detido foi informado que vai ser notificado posteriormente para comparecer no Tribunal Judicial de Braga.

Continuar a ler

Ave

“Seis a dez funcionários” infetados nas várias valências de centro social em Famalicão

Covid-19

em

Foto: Centro Social Paroquial de Famalicão

O Centro Social Paroquial de Ribeirão, em Famalicão, tem funcionários infetados com covid-19 em todas as valências da instituição.

“Desde a parte da infância, à terceira idade e deficiência, há entre um e dois casos positivos nas respostas todas”, adiantou a O MINHO uma diretora técnica da instituição, revelando que o número total situa-se entre “seis a dez funcionários”.

Na infância, o Centro tem Creche, Jardim de Infância / Pré-Escolar e Centro de Atividades de Tempos Livres; na terceira idade tem Centro de Dia, Estrutura Residencial e Serviço de Apoio Domiciliário; na deficiência tem Centro de Atividades Ocupacionais e Lar Residencial.

Funcionários infetados em centro social de Famalicão

Como os funcionários são de valências diferentes e “não há ligação entre eles”, a instituição não consegue “perceber de onde vem esta cadeia de infeção”.

“[Os funcionários infetados] não estão em contacto entre eles, cada casa tem a sua independência”, refere a fonte, acrescentando que “nenhum” deles contactou com o pároco Manuel Joaquim Fernandes, também ele infetado.

Foi, aliás, após notícia de padre ter testado positivo à covid-19 que todos os funcionários foram testados, acabando por revelar vários infetados.

“Estamos a tentar perceber o que se está a passar”, sublinha a diretora técnica.

Entretanto, todos os utentes das estruturas residenciais começaram hoje a ser testado, foram suspensas as visitas ao lar, bem como a atividade das restantes valências, como a creche.

Padre em Famalicão infetado com covid-19

“Fechamos as respostas, algumas das quais já estavam em redução de horário devido ao encerramento do ano letivo, como a parte da infância. A direção, juntamente com a delegação de saúde, achou por bem encerrar já a parte de infância e centro de atividades. E pedir às famílias que possam colaborar no serviço apoio domiciliário”, explica a fonte, sublinhando que os espaços já estão a ser desinfetados.

Na semanada passada, O Centro Social Paroquial de Ribeirão comunicou que o seu presidente, monsenhor Manuel Joaquim Fernandes, se encontrava infetado.

Consequentemente, a instituição “decidiu por sua iniciativa realizar exames/testes a todos os seus colaboradores em serviço de funções”.

Esses testes acabariam por revelar vários infetados, confirmados hoje pelo Centro.

Continuar a ler

Barcelos

Feira de Barcelos volta a registar longas filas para entrar no recinto

Covid-19

em

Foto: O MINHO

A feira semanal de Barcelos voltou a registar na manhã desta quinta-feira longas filas para entrar no recinto, devido às medidas de segurança e higiene para contenção da pandemia de covid-19.

As filas, como documentam as fotografias recolhidas por O MINHO, registavam-se em todas as entradas.

Como o nosso jornal noticiou, na semana passada, registaram-se longas filas para entrar na feira de Barcelos, sendo que o tempo de espera podia chegar até uma hora.

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

A feira de Barcelos, uma das maiores e mais antigas do país, foi retomada em pleno no dia 28 de maio, após uma fase em que esteve totalmente encerrada e outra que funcionou apenas com o setor alimentar.

Em agosto, com a chegada de muitos emigrantes e afluência de turistas, a feira de Barcelos costuma ser ainda mais concorrida que o habitual.

A adaptação da feira à pandemia implicou um aumento da área de venda, de forma a acolher os 650 feirantes.
O recinto foi vedado e as saídas e entradas são identificadas e monitorizadas por funcionários do Município e por agentes da PSP.

Filas de uma hora para entrar na Feira de Barcelos

Para aceder ao recinto é obrigatório o uso de máscara ou viseira e a desinfeção das mãos, tendo sido disponibilizado desinfetante nas entradas, com doseadores automáticos, refere a autarquia.

Microfeiras de Artesanato

Desde a semana passada, a Câmara de Barcelos promove um ciclo de microfeiras de artesanato, a realizar-se todas as quintas-feiras do mês de agosto, no Largo da Porta Nova, entre as 10:00 e as 16:00, que tem como objetivo suprir os efeitos que a pandemia do covid-19 teve numa das atividades económicas que mais sofreu com a pandemia, o artesanato.

Cada feira é composta por seis artesãos, de forma rotativa, abrangendo o maior número possível de artesãos. Estes apresentam o seu trabalho ao vivo, chamando a atenção dos milhares de pessoas que passam na cidade e na Feira de Barcelos.

O artesanato é uma parte integrante da cultura barcelense, inspirado nos mais variados temas da cultura e da sociedade e constitui uma manifestação da criatividade ímpar de comunidade artesanal, que faz de Barcelos, neste âmbito, uma das principais referências a nível nacional.

Continuar a ler

Populares