Seguir o O MINHO

Alto Minho

Retomadas as buscas para encontrar atleta de Barcelos desaparecido no rio Minho

em

Foto: Infomiño.com

As buscas pelo atleta Rafael Sá, natural de Viatodos, Barcelos, foram retomadas na manhã desta segunda-feira no rio Minho. O atleta desapareceu quando fazia a travessia do rio Minho, durante o XII Triatlo da Amizade Cerveira-Tomiño, organizado pelos municípios de Vila Nova de Cerveira, Alto Minho, e Tomiño, Galiza.

Estão a fazer as buscas uma lancha da polícia marítima portuguesa, duas embarcações, um helicóptero da Força Aérea, e três equipas de mergulho – uma equipa da Marinha Espanhola e outra da polícia marítima de Lisboa – com recurso a Sonar lateral. O alerta do desaparecimento do jovem de 23 anos foi dado cerca das 15:45 deste domingo.

O jovem participava no Triatlo da Amizade, prova que liga Tomino (Galiza) a Cerveira (Minho), e terá desaparecido durante um percurso de 750 metros em que os atletas atravessavam o rio Minho a nado.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, explicou que “a primeira parte da prova incluía a travessia do rio Minho, entre o Espaço Fortaleza, em Goián, na Galiza, e o parque de transição no Cais do Rio Minho, em Vila Nova de Cerveira”.

“No primeiro terço da prova, o jovem deixou de ser visto nadar. Os meios de socorro iniciaram de imediato as buscas, mas sem sucesso”, especificou Fernando Nogueira.

O autarca explicou que as operações de busca envolvem meios da Polícia Marítima, da Comandância Naval de Tui, um meio aéreo do Salvamento Marítimo de Espanha, os bombeiros de Vila Nova de Cerveira e das federações portuguesa e galega da modalidade.

Anúncio

Alto Minho

PSP apreende oito mil “bombas de Carnaval” em Caminha e Monção

Operação Polícia Sempre Presente – Carnaval em Segurança 2020

em

Foto: PSP / Divulgação

Dois estabelecimentos em Caminha e Monção foram alvo de buscas pela PSP, no âmbito da operação “Carnaval em Segurança”, resultando na apreensão de oito mil artigos pirotécnicos, adiantou a PSP em comunicado.

O comando distrital da Polícia de Segurança Pública de Viana sublinha o facto de um destes estabelecimentos se situar “muito próximo de um estabelecimento de ensino”.

A Operação Polícia Sempre Presente – Carnaval em Segurança 2020 vai decorrer até à próxima terça-feira com a participação da equipa de fiscalização do núcleo de armas e explosivos.

A PSP apela à população, especialmente aos mais jovens, que não comprem este tipo de artigos, já que, os seus riscos são imprevisíveis.

“Se encontrar algum destes objetos afaste-se e alerte um responsável da Escola ou um Polícia”, finalizam.

O Comando da PSP de Viana do Castelo aconselha:

 

Não comprar, aceitar ou tentar fazer “bombinhas de Carnaval”

Não transportar “bombinhas de Carnaval”

Afastar-se das brincadeiras com “bombas de Carnaval”

 

 

Continuar a ler

Alto Minho

Trabalhadora morre à saída de uma fábrica em Cerveira

Óbito

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher, de 43 anos, perdeu a vida na sequência de um ataque súbito, quando saía de trabalhar do turno da noite, numa fábrica situada na zona industrial de Cerveira.

Segundo avança a Rádio Cerveira, a ocorrência foi registada cerca das 06:00 horas, mobilizando os Bombeiros de Cerveira, a VMER do Alto Minho e a SIV de Valença.

Apesar da pronta intervenção dos meios de emergência, não foi possível reverter a situação de paragem cardiorrespiratória em que a vítima se encontrava.

O corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Viana do Castelo.

A mulher, residente em Ferreira, concelho de Paredes de Coura, deixa dois filhos menores – um rapaz de oito e uma rapariga de 17.

Continuar a ler

Alto Minho

Buscas em Valença por idosa desaparecida há cinco dias

Vista pela última vez na segunda-feira

em

Foto: Facebook de Clinica Dr. Vitor Oliveira

As buscas pela mulher de 78 anos, desaparecida na última segunda-feira em Valença, continuam esta sexta-feira na freguesia de Sanfins, adiantou a O MINHO fonte dos bombeiros.

A GNR em cooperação com os bombeiros tinha já vasculhado toda a área circundante da habitação Fernanda Cruz, local onde foi vista pela última vez.

Até ao momento desta edição (15:30) as buscas contabilizavam oito operacionais e quatro viaturas de apoio.

Fernanda Cruz vive sozinha e padece de diabetes, assim como, de uma doença do foro neurológico.

Familiares e amigos apelam nas redes sociais para que qualquer informação sobre o seu paradeiro seja comunicado à GNR de Valença.

Continuar a ler

Populares