Seguir o O MINHO

Futebol

“Foi o projeto mais difícil que tive na carreira”

Vítor Oliveira

em

Declarações dos treinadores após o jogo Vitória SC-Gil Vicente (1-2), da 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado em Guimarães:


Vítor Oliveira (treinador de Gil Vicente): “Toda a família gilista está de parabéns. Conseguiu-se aquilo em que acreditávamos [a permanência na I Liga]. Os comentários relativamente à equipa do Gil Vicente foram pouco abonatórios no início da temporada, mas, com o apoio da direção, do ‘staff’ administrativo, dos homens do futebol – o Tiago Lenho e o Dito – e dos jogadores, que foram inexcedíveis, conseguimos. Fizemos uma prova merecedora de todos os elogios. Queremos partilhar este momento fantástico com aqueles que nos apoiaram ao longo da época, no projeto mais difícil que tive na carreira.

“O Gil foi mais forte do que nós”

Esta vitória é inquestionável. Fomos melhores do que o Vitória em largos períodos do tempo. Naqueles em que não fomos, fomos equivalentes. A primeira parte foi equilibrada. Jogar a esta hora, com este calor, não é defender os jogadores. Isto é extremamente agressivo para os jogadores. Deveria haver mais cuidado na organização dos jogos. Toda esta conversa sobre proteger os jogadores não passa de palavras sem sentido.

Na segunda parte, o Vitória entrou um bocadinho mais agressivo, chegou ao golo e, a partir do golo, só deu Gil Vicente. Disse aos jogadores que era muito importante marcar primeiro, dado o estado de cansaço em que os jogadores já se encontravam, mas ganhámos à mesma. Esta vitória é justa e assenta bem ao Gil Vicente.

Dois golos nos descontos em Guimarães e o Gil Vicente festeja manutenção

Quando definimos os objetivos e eles são conseguidos, é bom. É extremamente difícil subir de divisão numa II Liga. É mais fácil manter uma equipa na I Liga. A II Liga é muito mais complicada do que a I Liga. Já consolidámos a nossa posição na I Liga para a próxima época. O banho que os meus jogadores me deram soube-me muito bem, porque gosto muito dos meus jogadores.”

Anúncio

Futebol

Ex-Famalicão Rafael Defendi reforça baliza do Farense

Futebol

em

Foto: DR

O guarda-redes brasileiro Rafael Defendi, ex-jogador do Famalicão, tornou-se hoje o quarto reforço do Farense para a época de regresso à I Liga portuguesa de futebol, anunciou a SAD algarvia.

“A Sporting Clube Farense – Algarve Futebol SAD comunica que chegou a acordo com o atleta Rafael Defendi para a celebração de um contrato de trabalho com a duração de duas épocas desportivas”, revelou o clube de Faro, em comunicado divulgado nas redes sociais.

Rafael Defendi, de 36 anos, reencontrará na capital algarvia o treinador Sérgio Vieira, que o orientou na época passada em Famalicão.

O guardião teve uma primeira passagem pelo futebol português no Desportivo das Aves, em 2007/08, regressando depois ao seu país natal. Voltou em 2014 para o Paços de Ferreira, que representou até 2018, mudando-se para o conjunto famalicense.

Na época agora concluída, Defendi somou 19 partidas em todas as competições pelo Famalicão.

Defendi junta-se ao guardião Ricardo Velho, ao médio Amine Oudrhiri e ao avançado Pedro Henrique no rol de reforços já anunciados pelos algarvios, que regressam ao escalão principal após 18 anos de ausência.

Sob o comando de Sérgio Vieira, o Farense dá início aos treinos para a nova temporada esta quinta-feira, no campo Sousa Uva, no concelho vizinho de São Brás de Alportel.

Continuar a ler

Futebol

OMS diz que é “irrealista” ter eventos desportivos com grandes multidões

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou hoje de “irrealista” a possibilidade de realização de eventos desportivos com grandes multidões em países mais atingidos pela pandemia de covid-19.

O diretor de emergências do organismo, Michael Ryan, considerou que, a acontecer, poderia ser “desastroso”: “É muito pouco realista pensar que em países com transmissão local veremos grandes encontros, como este ano”.

De acordo com Michael Ryan, “não é possível prever o regresso de 40.000, 50.000 ou 60.000 pessoas” a um recinto de jogos, sublinhando que “o risco não é apenas de estar no estádio, mas também nas deslocações em transportes públicos”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 701 mil mortos e infetou mais de 18,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.740 pessoas das 51.848 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Benfica regressa com exames médicos no sábado e já treina na segunda-feira

Futebol

em

Foto: Twitter / Benfica

A equipa de futebol do Benfica regressa ao trabalho para a época 2020/21 no sábado, uma semana depois de terminar a anterior época, com a derrota na final da Taça de Portugal, confirmou hoje o clube da Luz.

Na ‘newsletter’ diária, é confirmado que o plantel ‘encarnado’ realizará exames médicos no sábado, testes físicos no domingo e que os treinos arrancam na segunda-feira, já às ordens do treinador Jorge Jesus, oficializado por dois anos há dois dias.

A necessidade de iniciar trabalho mais cedo surge em resultado do segundo lugar na I Liga, com o Benfica a ter de disputar a terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, no que será o primeiro jogo da época, em 15 ou 16 de setembro.

Desta vez, e face às restrições de calendário impostas pela covid-19, a terceira pré-eliminatória será a um único jogo e o sorteio acontecerá em 31 de agosto, um dia antes do sorteio do ‘play-off’.

Caso ultrapasse a terceira ronda preliminar, o Benfica chegará então ao ‘play-off’, já a duas mãos (15 ou 16 de setembro e 22 ou 23 de setembro), numa época em que já está definido que o início da I Liga será no fim de semana de 20 de setembro.

Os russos do Krasnodar, ‘carrascos’ na mesma fase do FC Porto em 2019/20, e os franceses do Rennes são dois dos possíveis adversários do Benfica na terceira pré-eliminatória.

Jorge Jesus regressa a um cargo que ocupou entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente, três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

Continuar a ler

Populares