Seguir o O MINHO

Barcelos

Crianças regressam a escola de Barcelos onde chovia após solução “provisória”

Terminou boicote

em

Foto: Pedro Luís Silva / O MINHO

As crianças da EB1/JI de Fraião, em Tamel S. Veríssimo, Barcelos, regressam amanhã, quarta-feira, às aulas, depois de um boicote iniciado na passada quinta-feira contra a falta de condições. Como O MINHO noticiou em primeira mão, com as obras de retirada de amianto choveu dentro da escola, ficando a “pingar em todo o lado” e provocando estragos. Entretanto, uma solução “provisória” permite aos pais voltaram a levar os seus filhos para as aulas.

“Colocaram uma cobertura provisória e já não choveu dentro da escola e nem pinga. Colocámos desumidificadores e, se o tempo ajudar, com as janelas abertas, dará para minimizar o cheiro a humidade”, explica a O MINHO o presidente da Associação de Pais, Paulo Gomes.

Na sua página de Facebook, Associação de Pais refere que, “após cerca de quatro dias da colocação da cobertura provisória nas salas de aula, as salas de aula encontram-se bastante melhores, uma vez que a cobertura provisória evitou que voltasse a entrar água nas mesmas”.

“Com a colocação de desumidificadores e a abertura das janelas para arejamento das mesmas, a humidade existente reduziu quase na totalidade”, refere a publicação, ressalvando que “apenas subsiste um pequeno odor de humidade, principalmente nas salas de aula mais afetadas”.

Portanto, considera a associação, há “novamente as condições para desenvolver as atividades do ATL/CAF, nas salas comuns, até então usadas pelas turmas de 2.º e 4.º ano”.

Contudo, a publicação salienta que “no refeitório e polivalente ainda se mantêm pequenas infiltrações, que terão de ser retificadas”. Paulo Gomes realça a O MINHO que ainda “não está tudo resolvido”. “Vamos continuar a lutar para que alguém nos dê uma solução definitiva para a escola, porque assim não pode continuar”, aponta.

“A situação não está resolvida, encontra-se apenas remediada, e a APEJIM não se contenta com remedeios. Vamos continuar a lutar pelos direitos das nossas crianças, principais interessadas em ter umas condições dignas”, lê-se na publicação da Associação de Pais, que aguarda ainda uma “decisão final” da delegação de saúde que, na segunda-feira, realizou nova inspeção ao local.

Mas, para já, esta quarta-feira reabre o ATL/CAF e é retomada “a normalidade possível na escola”.

O presidente da Associação de Pais salienta a “união de todos os encarregados de educação” para tentar resolver o problema. “A Associação agradece a todos os pais que cederam os desumidificadores para colocar nas salas de aulas, assim como a todos os pais que nos ajudaram nesta luta e que sempre nos apoiaram, esperando que assim continuem”, refere a publicação na página de Facebook.

Como O MINHO noticiou, devido à falta de condições, os pais boicotaram as aulas desde a passada quinta-feira. Reclamavam uma solução urgente. Na quinta-feira, questionada por O MINHO, a Câmara de Barcelos garantiu que a situação provocada por “uma pequena inundação” ficaria resolvida até ao final do próprio dia.

Populares