Seguir o O MINHO

Região

Braga e Viana sob aviso amarelo esta quinta-feira devido à chuva persistente

Estado do tempo

em

Foto: DR / Arquivo

Doze distritos do continente vão estar na quinta-feira sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte, queda de neve e precipitação, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os distritos do Porto, Viana do Castelo, Aveiro e Braga vão estar sujeitos ao mesmo aviso amarelo devido à chuva (entre as 09:00 e as 21:00 de quinta-feira), mas também por causa da agitação marítima (entre as 00:00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado).

De acordo com o instituto, os distritos de Viseu e Vila Real vão estar sob aviso amarelo entre as 09:00 e as 21:00 de quinta-feira por causa da previsão de chuva persistente e por vezes forte.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para os distritos de Faro, Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e Coimbra, mas só por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de noroeste com 4 a 5 metros (entre as 00:00 de quinta-feira e as 06:00 de sábado).

Os distritos de Castelo Branco e da Guarda estão também sob aviso amarelo mas por causa da queda de neve entre 1 entre a 10 centímetros nos 1.000 a 1600 metros (entre as 03:00 e as 12:00 de quinta-feira).

O aviso amarelo é o segundo menos grave de uma escala de quatro e é emitido quando as condições meteorológicas representam um “risco para determinadas atividades”.

Alto Minho

Desemprego no Alto Minho aumenta 33,3% e deixa 5.925 pessoas sem trabalho

Dados do IEFP

Foto: CM Viana do Castelo (Arquivo)

O distrito de Viana do Castelo registou em dezembro 5.925 desempregados inscritos nos centros de emprego, mais 33,3% (1.482) do que dezembro 2019, segundo as estatísticas do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), consultadas hoje pela Lusa.

De acordo com as estatísticas mensais daquele organismo, nos dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, em dezembro de 2019, antes do início da pandemia de covid-19, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego era de 4.443.

Um ano depois, depois de um primeiro confinamento geral, várias limitações e restrições impostas pelo Governo para tentar travar a propagação da doença causada pelo vírus SARS-Cov-2, o número de pessoas sem emprego passou para 5.925.

De acordo com as estatísticas do IEFP, os concelhos do distrito de Viana do Castelo onde o desemprego menos cresceu foram Ponte da Barca, com 15,5%, Caminha, com 18,1%, Arcos de Valdevez, com 21,5%, e Melgaço, com 23,3%.

Em termos absolutos, num ano, em Ponte da Barca e de acordo com a plataforma Eyedata, a partir das estimativas mais recentes do Instituto Nacional de Estatística, com 11.195 residentes, o desemprego atinge mais 36 desempregados.

Caminha, com 15.875 habitantes, ficou, num ano, com mais 60 desempregados inscritos.

Arcos de Valdevez (20.948 residentes) registou um aumento de 94 desempregados e, Melgaço, com 8.119 habitantes, tem mais 24 pessoas sem emprego.

Valença, a segunda cidade do distrito de Viana do Castelo, com 13.287 habitantes, registou um crescimento de 32,2% do desemprego, com mais 124 pessoas sem trabalho.

Acima da média do distrito, a capital, Viana do Castelo, com 84.527 habitantes, aumentou 35%, com mais 609 desempregados.

Em dezembro de 2019, a capital do Alto Minho tinha inscritos nos centros de emprego 1.738 desempregados e, no mês homólogo de 2020, contabilizava 2.347.

Já Vila Nova de Cerveira, com 8.894 habitantes registou um crescimento de 49,7%, com mais 90 desempregados.

Paredes de Coura, com 8.548 residentes contabilizou um aumento de 44% de desempregados e, Ponte de Lima, com 41.407 habitantes, registou, em dezembro de 2020, uma taxa de desemprego de 43,7%.

Em termos absolutos, Vila Nova de Cerveira tem mais 90 desempregados inscritos nos centros de emprego, Paredes de Coura mais 82, e Ponte de Lima mais 236.

Monção também ficou acima da média do Alto Minho: naquele concelho com cerca de 17.886 residentes, o desemprego aumentou 40,7%, com mais 126 desempregados.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.129.368 mortos resultantes de mais de 99,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 10.721 pessoas dos 643.113 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Região

PSP registou 25 infrações do confinamento no Alto Minho

Durante o fim de semana

Foto: DR / Arquivo

O Comando Distrital de Viana do Castelo da PSP registou, no último fim de semana, 25 contraordenações no âmbito da fiscalização das regras do confinamento.

Em comunicado, a PSP refere que, destes 25 autos, 15 foram por incumprimento do dever geral de recolhimento, 1 por incumprimento das regras de distanciamento físico, 2 por consumo de bebidas alcoólicas na via pública e 7 por incumprimento da realização de celebrações e outros eventos.

O Comando Distrital sublinha que realizou 26 Operações/ações de fiscalização, que incidiram sobre mais de 256 veículos, 9 comboios, 1 autocarro, 415 pessoas na via pública e 28 estabelecimentos.

“O Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo mantém o elevado enfoque no apoio à população e fiscalização no cumprimento do quadro normativo aplicável na sua área de responsabilidade”, refere o comunicado.

No sentido de aumentar a capacidade operacional, tal como anunciado na semana passada, por despacho do Diretor Nacional da PSP, foram suspensas as férias, tendo a PSP criado equipas policiais exclusivamente dedicadas à fiscalização do cumprimento destas normas.

No comunicado, a PSP relembra que “os cidadãos se deverão deslocar na via pública munidos de comprovativos que atestem o motivo e demonstrem cabalmente o carácter excecional da deslocação, enquadrável nas normas em vigor”.

“O Comando Distrital da PSP de Viana do Castelo apela ainda a todos os cidadãos que nos contatem dando conta de atividades que, de forma reiterada e abusiva, atentem contra a saúde pública da comunidade. Estes contatos constituem para a PSP um precioso auxiliar na deteção e intervenção precoce sobre comportamentos inaceitáveis no atual contexto de saúde pública e tudo faremos para acorrer a todas as situações em tempo útil”, conclui o comunicado.

Continuar a ler

Ave

Jovem de 25 anos assaltava menores à porta da escola em Famalicão. Foi detido

Suspeito de 16 roubos

Foto: Ilustrativa / DR

Um jovem de 25 anos foi detido, na manhã desta segunda-feira, por suspeita de vários crimes de roubo junto a escolas do concelho de Famalicão, anunciou a PSP. As vítimas eram sobretudo menores.

Em comunicado, a PSP refere que, pelas 11:00, elementos da Esquadra da PSP de Famalicão, no âmbito de um processo em investigação que decorria há alguns meses, detiveram o suspeito da prática de vários crimes de roubo, praticados junto da comunidade escolar de Famalicão.

“Até ao momento foi possível apurar que o suspeito praticou 16 crimes de roubo, cujas vítimas são essencialmente menores de idade”, sublinha o comunicado.

O detido vai ser presente amanhã no Tribunal Judicial de Guimarães para aplicação das medidas de coação.

A PSP refere que, com esta detenção, “pretende restabelecer o sentimento de segurança junto da comunidade escolar e continuará como sempre empenhada em garantir o sentimento de segurança dos cidadãos”.

Continuar a ler

Populares