Seguir o O MINHO

Guimarães

You Can’t Win, Charlie Brown celebra 10 anos com passagem em Guimarães

Cultura

em

Foto: Divulgação

Os portugueses You Can’t Win, Charlie Brown celebram dez anos, uma data redonda que está a servir para olhar para trás e para confirmar que ainda faz sentido estarem juntos, disse à Lusa o músico David Santos.

O grupo inicia no dia 13, em Lisboa, uma série de 13 concertos por palco nacionais, precisamente para celebrar uma década de existência, desde que lançou em 2009 a música “Sad Song”.

Em declarações à agência Lusa, o músico David Santos, um dos fundadores dos You Can’t Win, Charlie Brown, explicou que a banda tem estado a ensaiar cerca de duas dezenas de músicas, e o alinhamento desta digressão será moldado concerto a concerto.

“O que estamos a preparar é um bocadinho uma retrospetiva destes anos todos”, na esperança de que, quem vá ver, possa ter uma noção de evolução do trabalho de composição do grupo, explicou.

Depois de Lisboa, os You Can’t Win, Charlie Brown apresentam-se no dia 14 em Guimarães, no âmbito do Suave Fest, e no dia 15 em Coimbra.

A série de atuações prosseguirá pelo Porto (dia 19), Viseu (dia 20) e Aveiro (dia 21). Em outubro, o grupo estará em Portalegre (dia 04 e dia 12), Évora (dia 05), Faro (dia 11), Torres Vedras (dia 13), Fundão (dia 18) e Leiria (dia 19).

“Dez anos não é assim tanto tempo. Entre 10 a 15 anos é quase o tempo em que todos nós estamos na música. Não acho que tocar as músicas mais antigas a gente sinta nostalgia muito grande. É engraçado perceber que já passou tanto tempo e que dez anos são dez anos. […] Estamos juntos há muito tempo e faz sentido isto continuar”, disse.

Os You Can’t Win, Charlie Brown surgiram em 2009, quando o tema “Sad Song” foi incluído na coletânea de música portuguesa “Novos Talentos FNAC”. Um ano depois lançaram o EP, homónimo, feito quando a banda ainda só era um quarteto com Afonso Cabral, Salvador Menezes, Luís Costa e David Santos.

“Na altura, quando começámos a tocar mais ou vivo, houve necessidade de ter uma bateria e mais mãos para tocar. E entraram o Tomás Sousa e o João Gil”, recordou.

Ligado por laços criativos, familiares (três dos elementos são primos) e de amizade, o sexteto editou três álbuns – “Chromatic” (2011), Diffraction/Refraction” (2014) e “Marrow (2016) -, pelo meio fez uma versão ao vivo do álbum “The Velvet Underground & Nico”, dos The Velvet Underground, e providenciou a banda sonora para o filme “Maudite soit la guerre” (1914), de Alfred Machin, num cine-concerto para o Curtas de Vila do Conde.

Da formação inicial, entretanto saiu o guitarrista Luís Costa, tendo sido substituído ao vivo por Guilherme Canhão e, agora para os próximos concertos, o guitarrista Pedro Branco.

Cada um dos músicos dos You Cant Win, Charlie Brown desdobra-se por outros projetos dentro e fora da música, mas há “uma dinâmica de proximidade” entre todos e a cadência dos ensaios regulares numa sala de ensaios, sublinhou David Santos.

Fora dos You Can’t Win, Charlie Brown, Afonso Cabral editou recentemente o primeiro álbum a solo, “Moradia”, e integra a formação de Bruno Pernadas, Salvador Menezes estreou-se a solo em 2018 com “Novas ocupações”, David Santos é também conhecido como noiserv, Tomás Sousa integra Minta & The Brook Trout, e João Gil faz parte dos Diabo na Cruz.

Depois destes dois meses de concertos pelo país, o grupo poderá planear um novo álbum para 2020.

Anúncio

Guimarães

Hélder Martins é o aluno com melhor média a entrar na UMinho: 19,66 valores

Estudante de Guimarães entrou em Engenharia Física

em

Foto: GuimarãesDigital / Facebook de Agrupamento Escolas Francisco de Holanda

É com ”um nervosismo acrescido que Hélder Martins, com 17 anos, encara o facto de ter sido o aluno com melhor média a entrar na Universidade do Minho. Os 19,66 valores permitiram-lhe entrar em Engenharia Física e o vimaranense quer “cumprir as expectativas e manter o mesmo nível ao longo do curso.

Hélder entrou na primeira opção, num curso que junta duas das suas ‘paixões’: a Física e a Matemática.

“Queria algo que não fosse muito longe de casa, que me permitisse continuar a viver em casa e este curso, também, me permite isso”, refere em declarações a O MINHO.

Ainda sem uma ideia quanto ao que vai seguir no futuro, o jovem de Guimarães, ex-aluno da Escola Francisco de Holanda, espera que “o curso responda a essas questões para que posso seguir depois uma área que vai ao encontro das minhas expectativas”

O percurso académico de Hélder já deixava antever um resultado como este. Ganhou a medalha de prata nas mais recentes Olimpíadas de Matemática. “Foi um resultado surpreendente mas muito bom”, recorda sobre a experiência. “Foi algo diferente do normal a que estava habituado com um tipo de problemas mais ligados ao raciocínio que é isso que me interessa muito”.

 

Continuar a ler

Guimarães

Detido homem de 42 anos suspeito de tráfico de droga em Guimarães

Suspeito já está referenciado pela prática de furtos

em

Foto: DR/Arquivo

A GNR deteve um homem de 42 anos em Guimarães por alegado tráfico de estupefacientes e apreendeu-lhe 73 doses de heroína e cocaína, bem como 190 euros, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a GNR acrescenta o suspeito já está referenciado pela prática de furtos.

O detido foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães atribui 11 mil euros em bolsas desportivas para atletas

Durante a Gala do Desporto de Guimarães

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães atribuiu cinco bolsas de Formação Desportiva num valor total de 11 mil euros para os atletas premiados na Gala do Desporto, que se realizou este sábado, 7 de setembro, no Multiusos de Guimarães. Cerimónia distinguiu ainda todos os campeões internacionais, nacionais e distritais na época desportiva 2018/2019.

Paulo Pereira, atleta do Guimagym, e Flávia Ribeiro, atleta do AJKP (karaté), foram distinguidos como os Atletas do Ano (Masculino e Feminino, respetivamente) e têm direito a uma Bolsa de 2.500 euros.

João Costa, atleta do Vitória SC (Natação), e Catarina Ribeiro, atleta do Guimagym, foram distinguidos como os Atletas Revelação (Masculino e Feminino, respetivamente) e têm direito a uma Bolsa de 2.000 euros.

Miguel Domingues recebeu o Prémio de Atleta de Desporto Adaptado e tem direito a uma Bolsa de 2.000 euros.

O presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, realçou a “gratidão” a todos os atletas vimaranenses que “são uma referência de superação constante”, assinalando esta Gala do Desporto como “o momento de agradecer pelo mérito, empenho e dedicação que demonstram na prática desportiva”. Domingos Bragança sublinhou ainda que “esta festa do desporto tem como objetivo central dar conhecimento público do mérito dos nossos atletas”, destacando a distinção a mais de dois mil atletas nas dez edições da Gala do Desporto.

Nesta Gala do Desporto nota de destaque para dois momentos altos na noite: a homenagem a Gaspar Gonçalves, que foi diversas vezes campeão regional em diferentes modalidades tais como lançamento do disco, provas de velocidade, salto em altura entre outros. Apurou também imensos atletas de Guimarães para os Campeonatos Nacionais das diferentes categorias. Foi um dos fundadores da JUNI e do CNE da Costa; Treinador de atletismo e Juiz de provas da Associação de Atletismo de Braga e da Federação Portuguesa de Atletismo e Treinador do Vitória SC – Atletismo.

Gustavo Castro foi distinguido com o Prémio Carreira, fruto do percurso como atleta de andebol em vários clubes. Ao serviço do Xico Andebol, foi campeão nacional da 2.ª Divisão. Foi ainda 16 vezes internacional nos diferentes escalões de formação e como atleta sénior foi 9 vezes internacional. Foi treinador de diversos escalões de formação do Xico Andebol, tendo assumido na época 2015/2016 a equipa sénior do clube vimaranense.

A Gala do Desporto de Guimarães contou com as presenças do delegado regional do IPDJ, Vítor Dias, do vereador do Desporto da Câmara de Guimarães, Ricardo Costa, do presidente da Assembleia Municipal, José João Torrinha, do deputado na Assembleia da República, Luís Soares e do presidente do Vitória SC, Miguel Pinto Lisboa, entre outros.

Continuar a ler

Populares