Seguir o O MINHO

Desporto

Vitória e 5 dirigentes acusados de ficarem com 219 mil euros de IRS

em

Cinco dirigentes do Vitória e o próprio clube estão acusados de abuso de confiança fiscal qualificado, por alegadamente se terem apropriado de 219.259 euros de IRS retido na fonte, informou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.


Em nota publicada no seu site, a Procuradoria refere que os factos remontam a 30 de abril de 2012, quando o presidente e os quatro vice-presidentes do Vitória “determinaram” que fossem pagos aos jogadores de futebol os salários vencidos em dezembro de 2011.

Segundo a acusação, foram deduzidos 219.259 a título de retenção na fonte de IRS, mas esse montante não foi entregue à Administração Tributária “como se impunha”.

O início do julgamento está marcado para 21 de novembro, no Tribunal de Guimarães.

A 10 de abril de 2012, quando tomou posse como 24.º presidente do Vitória, Júlio Mendes afirmou que a situação do clube era “ainda pior” do que esperava e adiantou que iria ter que liquidar os salários em atraso dos futebolistas por fases.

Prometeu que “logo no início” da semana seguinte teria lugar a regularização de parte dos quatro meses de salários em atraso do plantel de futebol.

Mendes disse ainda que o passivo era de 22 milhões de euros.

Presidente do Vitória nega apropriação de 219 mil euros de IRS

O presidente do Vitória, Júlio Mendes, negou que a sua direção tenha ficado com IRS dos salários dos futebolistas de dezembro de 2011, em nota publicada no sítio oficial do clube da I Liga de futebol.

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto informou que Júlio Mendes, os então quatro vice-presidentes vimaranenses – Armando Marques, Luís Cirilo, Francisco Príncipe e Hugo Freitas – e o clube estão acusados de abuso de confiança fiscal qualificado por apropriação de 219.259 euros de IRS retido na fonte, mas o responsável máximo do Vitória rejeitou a acusação.

O elenco de Júlio Mendes foi eleito a 31 de março de 2012, tomou posse a 10 de abril e, no dia 30 desse mês, pagou os salários de dezembro de 2011, com o dirigente a afirmar que foram “emitidos os recibos e enviadas as competentes declarações” à Autoridade Tributária (AT), embora o valor estivesse em dívida desde 20 de janeiro, fase em que Emílio Macedo da Silva ainda era o presidente.

O responsável máximo do clube de Guimarães recusou que algum dos dirigentes empossados se tenha apropriado da verba em questão, argumentando que, em abril de 2012, “não tinha outros meios que não os estritamente necessários ao pagamento dos salários dos jogadores” e que “todos os prazos de pagamento voluntário da dívida à AT gerada pelos salários de Dezembro de 2011 estavam esgotados quando a direção tomou posse”.

Júlio Mendes revelou que o clube, que terminou a época 2011/12 com um passivo de 24 milhões de euros, acordou o pagamento da dívida à AT em “prestações”, avançando que a situação contributiva já se encontra “regularizada”.

O presidente vitoriano esclareceu ainda que os futebolistas encontravam-se, nessa fase, com quatro meses de salários em atraso, e que a “primeira das prioridades” residiu em “evitar a perda definitiva” dos “passes dos jogadores”, com “acordos de regularização”, que impedissem as “rescisões iminentes” e as “sanções desportivas inerentes”.

O responsável adiantou igualmente que “esta decisão está pendente de recurso extraordinário para o Supremo Tribunal de Justiça”, apesar de o Tribunal da Instância Local de Guimarães ter marcado julgamento para 21 de novembro, às 09h45.

Notícia atualizada às 14h08.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Desporto. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Futebol

Sporting goleia Sacavenense por 7-1

Taça de Portugal

em

Foto: Sporting CP

O Sporting goleou o Sacavenense por 7-1, no Estádio do Jamor, em encontro referente à 3.ª eliminatória da Taça de Portugal.

Sebastián Coates e o jovem Pedro Marques marcaram dois golos cada. Nuno Santos, Jovane Cabral e Gonçalo Inácio também faturaram para o Sporting.

Iaquinta assinou o tento de honra do Sacavenense.

Continuar a ler

Desporto

Francisca Cardoso substitui Telma Encarnação na convocatória da seleção

Futebol feminino

em

Foto: Arquivo

A avançada Francisca Cardoso, ex- SC Braga e que representa atualmente as holandesas do Heerenveen, foi chamada à seleção portuguesa de futebol feminino para o lugar de Telma Encarnação, do Marítimo, informou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A dianteira maritimista, de 19 anos, foi “dada como inapta pela Unidade de Saúde e Performance da FPF”, sendo substituída por Francisca Cardoso, que foi assim adicionada à lista de 25 jogadoras escolhidas pelo selecionador Francisco Neto, tendo em vista a dupla jornada de qualificação para o próximo Europeu, diante de Escócia e Albânia.

Francisca Cardoso, de 22 anos, conta apenas uma internacionalização, estando na sua primeira época na formação dos Países Baixos, na qual contabiliza quatro golos em oito partidas, depois de três temporadas ao serviço do Sporting de Braga.

Na sexta-feira, a avançada Francisca Nazareth, do Benfica, já tinha entrado na convocatória, “devido à indisponibilidade de Andreia Jacinto”, atleta do Sporting.

Na lista, destacam-se os regressos de Vanessa Marques, que se juntou ao grupo apenas hoje e esteve integrada no treino, e Carolina Mendes, bem como a chamada de Catarina Amado, de 21 anos, que se estreia em jornadas de qualificação da principal seleção feminina.

A capitã Cláudia Neto integra o estágio na terça-feira, por se encontrar ainda “em Itália, ao serviço da Fiorentina”.

Portugal recebe a Escócia (19:00), em 27 de novembro, e a Albânia (17:45), em 01 de dezembro, com ambos os jogos agendados para o Estádio do Restelo, em Lisboa.

No grupo 3 da qualificação, Portugal é segundo classificado, com 10 pontos, menos três do que a líder Finlândia, que tem mais um jogo disputado, enquanto a Escócia é terceira, com nove pontos e também menos um jogo, a Albânia quarta (três pontos) e o Chipre quinto (zero).

Apuram-se para a fase final, em Inglaterra, os vencedores de cada grupo mais os três segundos classificados com melhores resultados face ao primeiro, terceiro, quarto e quinto no seu grupo. Os restantes segundos vão disputar um ‘play-off’, em data a definir.

Lista de 25 convocadas:

– Guarda-redes: Rute Costa (Famalicão), Inês Pereira (Sporting) e Patrícia Morais (Sporting).

– Defesas: Diana Gomes (Sporting de Braga), Dolores Silva (Sporting de Braga), Sílvia Rebelo (Benfica), Carole Costa (Benfica), Ana Seiça (Benfica), Ana Borges (Sporting), Mónica Mendes (Sporting), Joana Marchão (Sporting) e Alicia Correia (Sporting).

– Médios: Vanessa Marques (Ferencvaros/Hun), Cláudia Neto (Fiorentina/Ita), Andreia Faria (Benfica), Tatiana Pinto (Sporting) e Fátima Pinto (Sporting).

– Avançadas: Diana Silva (Aston Villa/Ing), Francisca Cardoso (Heerenveen/Hol), Andreia Norton (Sporting de Braga), Catarina Amado (Benfica), Francisca Nazareth (Benfica), Carolina Mendes (Sporting), Ana Capeta (Sporting) e Melissa Gomes (Stade de Reims/Fra).

Continuar a ler

Futebol

Cristiano Ronaldo candidato a melhor da época e do século nos Globe Soccer Awards

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O português Cristiano Ronaldo, da Juventus, está entre os nomeados para melhor jogador do ano da Globe Soccer Awards e integra ainda, com Luís Figo, a lista dos candidatos a futebolista do século XXI, anunciaram hoje os promotores.

Ronaldo integra a lista de candidatos a melhor do ano em conjunto com Lionel Messi (FC Barcelona), Robert Lewandowski (Bayern Munique), Sadio Mané (Liverpool), Serge Gnabry (Bayern Munique), Ciro Immobile (Lazio), Marquinhos (Paris Saint-Germain) e Karim Benzema (Real Madrid).

Com seis triunfos nos Globe Soccer Awards, os últimos quatro consecutivos, Cristiano Ronaldo integra ainda, juntamente com Luís Figo, a lista para eleger os melhores jogadores do século XXI, referente ao período entre 2001 e 2020.

Cristiano Ronaldo e Figo integram uma lista que conta, entre outros, com Lionel Messi, Kylian Mbappé, Neymar, Luka Modric, David Beckham, Manuel Neuer, Iker Casillas, Robert Lewandowski, Ronaldinho, Ronaldo, Sergio Ramos, Steven Gerrard, Zinédine Zidane e Zlatan Ibrahimovic.

Além de Ronaldo e Figo, também o treinador português José Mourinho e o empresário Jorge Mendes figuram entre os candidatos a melhores do século XXI nas respetivas categorias.

José Mourinho partilha a lista com nomes como os de Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador português, Josep Guardiola, Zinédine Zidane, Carlo Ancelotti, Vicente Del Bosque e Alex Ferguson, entre outros.

FC Barcelona, Manchester United, Juventus, Liverpool, Manchester United e Real Madrid são alguns dos clubes que constam na lista para eleger o melhor clube do século XXI para a Globe Soccer Awards, que não integra nenhum emblema português.

A votação decorre ‘online’ e os vencedores serão anunciados numa cerimónia a realizar em 27 de dezembro, no Dubai.

Continuar a ler

Populares