Seguir o O MINHO

Braga

Turismo do Norte de Portugal congratula-se com classificação do Bom Jesus pela UNESCO

“É uma distinção mais do que merecida”

em

Foto: DR/Arquivo

A Entidade do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) congratulou-se com a elevação do Santuário do Bom Jesus a Património Mundial da UNESCO, considerando o monumento “um dos maiores baluartes” religiosos da região.

Em comunicado, o presidente da TPNP, Luís Pedro Martins, considera que a elevação do Santuário do Bom Jesus, em Braga, a Património Mundial da UNESCO, “é uma distinção mais do que merecida”.

Portugal passa a ter 17 bens inscritos na Lista do Património Mundial da UNESCO. Dois no Minho

“O Bom Jesus é um dos maiores baluartes, em termos de património religioso, da nossa região e a sua elevação a Património Mundial constituirá certamente um impulso para a dinamização do turismo religioso no destino Porto e Norte”, afirma no texto o responsável.

Luís Pedro Martins realça ainda “o empenho” nesta candidatura da Arquidiocese de Braga, da Confraria do Bom Jesus, bem como do município bracarense: “Um grande trabalho de equipa coroado hoje com esta distinção”.

A TPNP refere que o Santuário do Bom Jesus “é um dos monumentos do Norte do país mais visitados, recebendo cerca de 1,2 milhões de visitantes por ano, números que poderão aumentar consideravelmente com a distinção agora recebida”.

O Santuário do Bom Jesus, em Braga, recebeu no domingo a classificação de Património Cultural Mundial da UNESCO, na reunião do comité da organização, a decorrer até quarta-feira em Baku, no Azerbaijão.

Novas inscrições da UNESCO em Portugal são “mais um motivo de grande orgulho”, diz António Costa

A candidatura suscitou algumas questões ao Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios (ICOMOS), que faz a apreciação das candidaturas que chegam de todo o mundo, no que diz respeito à autenticidade e integridade deste monumento, assim como a preservação e prevenção de acidentes, como possíveis incêndios à volta do complexo religioso, mas a proposta acabou por ser aprovada.

O Real Edifício de Mafra e o Santuário do Bom Jesus elevaram no domingo para 17 os bens portugueses Património Mundial da UNESCO, que incluiu também o Museu Nacional Machado de Castro na área classificada da Universidade de Coimbra.

Populares