Seguir o O MINHO

Desporto

Palavras de Tiago Monteiro: “Vejo o Mariano Pires a ser piloto profissional a curto prazo”

Mariano Pires apresentou o projeto para 2019/2020, no sábado passado, ao lado de Tiago Monteiro, seu agente, e de Celeste Patrocínio, presidente da Adega de Ponte de Lima, ‘main sponsor’ do prodigioso piloto limiano, de apenas 18 anos

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Tiago Monteiro é uma referência no desporto automóvel. Com 22 anos de carreira, o piloto português está virado, também, para o agenciamento de jovens pilotos. Mariano Pires, o jovem de Ponte de Lima, é uma das grandes promessas neste desporto.


“O Mariano, desde cedo, demonstrou a toda a gente o potencial que tinha em pista. Pouco a pouco foi crescendo e esse talento foi sendo desenvolvido”, começa por dizer Tiago Monteiro em conversa com OMINHO.

Aos 18 anos, depois de ter ganho vários campeonatos em Portugal e Espanha, Mariano Pires é um dos melhores pilotos da sua geração. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

No entanto, hoje em dia para se ser atleta profissional é preciso muito mais do que talento: “é preciso ter outras qualidades que, pouco a pouco, ele foi desenvolvendo por si próprio”.

Monteiro ‘esbarrou’ com Mariano quando fazia uma pesquisa sobre os melhores jovens talentos nacionais: “o Mariano fazia parte do lote dos melhores pelas suas capacidades em pistas, mas também, fora de pista como a inteligência, a gestão da pressão, dos momentos mais complicados e o potencial que ele demonstrou”.

Evitar erros

A O MINHO, o único piloto português a conquistar um pódio na Fórmula 1 revela que “os pilotos quando têm 12/13 anos, vê-se logo que há uns que são melhores do que outros mas não sabemos como vão evoluir”. No caso de Mariano Pires, as coisas pareciam bem claras: “era um talento fora de série e eu não quis perder a oportunidade de me juntar a ele, de apoiá-lo tentando direccioná-lo da melhor forma possível”.

Tiago Monteiro com Mariano Pires, em Ponte de Lima. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (19/10/2019)

Uma das funções de Tiago Monteiro é passar os ensinamentos que as mais de duas décadas de carreira lhe proporcionaram.

“Cometi alguns erros, aprendi muito e a ideia é evitar que os jovens pilotos cometam alguns erros que se cometem por desconhecimento, ultrapassando alguns passos no seu crescimento como pilotos”.

Mariano a piloto profissional

Tiago Monteiro não tem dúvidas: “vejo o Mariano a curto prazo a ser piloto profissional e a poder viver desta profissão mas tem que dar o salto a nível de campeonatos”.

No segundo ano em automóveis, o jovem limiano “já deu saltos grandes mas queremos dar saltos maiores para o ano e para daqui a dois anos para dar nas vistas no mundo mais abrangente do desporto automóvel”.

Tiago Monteiro esteve com Mariano Pires e Celeste Patrocínio, presidente da Adega de Ponte de Lima, na apresentação do projeto do piloto para 2019/2020. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (19/10/2019)

Actualmente, Mariano Pires participa no GT4 South European Series, campeonato que se corre em França, Espanha e Portugal, mas o próximo salto é “para algo que dê mais nas vistas” e pode chegar ao DTM.

“É um campeonato possível, é um campeonato onde há pilotos profissionais, nos GT’s há pilotos profissionais, nos Turismos há pilotos profissionais”, alarga Monteiro as hipóteses para Mariano Pires.

Tiago Monteiro também gere a carreira de António Félix da Costa. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

E descarta os monolugares: “a via não será essa porque não começou por aí, mas tanto nos Estados Unidos, na Austrália ou noutros países há campeonatos onde os pilotos podem exercer a sua profissão e o Mariano cabe, perfeitamente, nesses campeonatos”.

Novas funções

Apesar de fazer agenciamento há dez anos associado a António Félix da Costa, Tiago Monteiro montou, há dois anos, a Skywalker Racing Management, empresa dedicada à formação de pilotos semiprofissionais para serem profissionais.

“A ideia é descobrir jovens pilotos desde os kartings e temos pilotos dos 7 aos 30 e poucos anos, num total de 14”.

Vídeo: Tiago Monteiro foi o único piloto português a chegar ao pódio na Fórmula 1.

O papel do piloto português é orientar “na transição para os automóveis”, tal como fez com Mariano, porque é uma transição muito difícil por causa dos custos envolvidos.

Mariano Pires recebeu membros da equipa, patrocinadores e amigos, em Ponte de Lima. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

“Tentamos facilitar e encontrar patrocinadores, parceiros, para que esse salto seja possível. Este é um desporto caro porque não é só pegar numas chuteiras. Tem camiões, mecânicos, deslocações”.

Como o futuro é já ali, Mariano Pires, mesmo com 18 anos, pode chegar, em breve, a campeonatos de referência, tornando-se um dos nomes incontornáveis do desporto automóvel em Portugal.

Anúncio

Futebol

Cristiano Ronaldo deixa Portugal em avião-ambulância privado

Covid-19

em

Foto: Divulgação / FPF

O futebolista português Cristiano Ronaldo, que testou positivo à covid-19, deixou hoje Portugal, a bordo de um avião-ambulância privado, que partiu do aeródromo de Tires, constatou a agência Lusa no local.

O capitão da seleção portuguesa estava desde terça-feira em isolamento na Cidade do Futebol, em Oeiras, depois de ter testado positivo ao novo coronavírus.

Ronaldo estava no estágio da seleção portuguesa, depois de ter defrontado a Espanha (0-0), em jogo particular, no dia 07 de outubro, em Lisboa, e a França (0-0), no domingo, em Saint-Denis, para a Liga das Nações, tendo sido dispensado do encontro de hoje, diante da Suécia, também para a Liga das Nações.

O avançado da Juventus deverá regressar a Itália, onde vai cumprir as regras de isolamento definidas, falhando também os próximos encontros da equipa italiana para o campeonato e Liga dos Campeões.

O avançado partiu do aeródromo de Tires num avião ambulância privado rumo a Turim cerca das 13:30.

Ronaldo é o terceiro jogador da seleção lusa infetado com o novo coronavírus, depois de José Fonte e Anthony Lopes, que já tinham sido dispensados dos trabalhos da equipa das ‘quinas’.

Continuar a ler

Futebol

Portugal recebe a Suécia sem Ronaldo para a Liga das Nações

Liga das Nações

em

Foto: Divulgação / FPF

Portugal procura hoje frente à Suécia regressar às vitórias na Liga das Nações de futebol e fugir na liderança do Grupo 3, num encontro da quarta jornada em que Cristiano Ronaldo estará ausente, infetado com a covid-19.

O capitão da seleção nacional, que marcou um total de sete golos nos últimos quatro confrontos com os escandinavos, teve um teste positivo ao novo coronavírus na terça-feira e é baixa certa para o encontro que vai decorrer no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Depois do empate a zero com a França na última ronda, em Saint-Denis, a seleção portuguesa recebe os suecos, últimos classificados do grupo com zero pontos, com o objetivo de se isolar no topo da classificação e ficar mais perto da fase final.

Para isso, no 20.º confronto entre as duas nações, o atual detentor da Liga das Nações tem de novamente bater a Suécia, como aconteceu no duelo da segunda jornada (2-0), em Solna, e esperar que a França tropece na Croácia.

Além do empate a zero em França e do triunfo por 2-0 na Suécia, Portugal iniciou a defesa do título da Liga das Nações com uma goleada sobre a Croácia, por 4-1, no Estádio do Dragão, no Porto.

A seleção portuguesa de futebol apenas por uma vez venceu a Suécia nas noves ocasiões que recebeu a equipa escandinava em solo luso e saiu mesmo derrotada do último duelo, um particular na Madeira, em 2017, por 3-2.

A única vitória portuguesa em casa foi em novembro de 2013 e num jogo oficial, na primeira mão do ‘play-off’ de acesso ao Mundial2014, por 1-0, no Estádio da Luz, em Lisboa, com um golo de Cristiano Ronaldo já perto do fim, aos 82 minutos.

Exatamente uma semana depois do nulo com a Espanha (0-0), num particular, a seleção nacional volta a atuar no Estádio José Alvalade, desta vez num encontro oficial e com direito a 5000 espetadores nas bancadas, naquele que será o jogo de futebol no país com mais adeptos desde o início da pandemia da covid-19.

O Portugal-Suécia está agendado para as 19:45 e terá arbitragem do sérvio Srdjan Jovanović.

Continuar a ler

Futebol

Ex-Vitória Hernâni vai jogar no Al-Wehda, de Ivo Vieira

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O extremo português Hernâni vai jogar nos sauditas do Al-Wehda, treinados pelo compatriota Ivo Vieira, até final da temporada, por empréstimo do Levante, anunciou hoje o clube da Liga espanhola de futebol no seu site oficial.

Hernâni, de 29 anos, chegou ao emblema valenciano no ano passado, após quatro épocas e meia de ligação ao FC Porto, que, pelo meio, o cedeu aos gregos do Olympiacos e ao Vitória.

De resto, foi na primeira passagem pelos minhotos, entre 2013 e 2015, que Hernâni despertou a cobiça dos ‘dragões’, já depois de ter representado Cova da Piedade, Atlético e Mirandela.

No Al-Wehda, o extremo luso vai ser orientado por Ivo Vieira, técnico que deixou o Vitória no final da época passada e assumiu o comando do emblema de Meca, que terminou o último campeonato saudita no quarto lugar.

Continuar a ler

Populares