Seguir o O MINHO

Futebol

Tapsoba na Alemanha em venda recorde do Vitória

Bayer Leverkusen será o destino do defesa-central

em

Foto: DR / Arquivo

O defesa-central do Vitória SC, Edmong Tapsoba, está a caminho do Bayer Leverkusen, num negócio estimado em cerca de 20 milhões de euros, avança a imprensa portuguesa.


O internacional do Burquina Faso já se deslocou para a Alemanha onde deverá cumprir os exames médicos durante a tarde desta sexta-feira.

A confirmarem-se os valores da venda, será a maior verba recebida pelos conquistadores numa venda de futebolista.

Segundo avança a Rádio Santiago, os alemães querem pagar 18 milhões de euros pelo jogador numa primeira fase, e mais dois, conforme objetivos alcançados por Tapsoba ao serviço do emblema bávaro.

O burquinês esteve ainda com um pé no Leicester, mas não lhe foi concedido um visto de trabalho.

Anúncio

Futebol

“É uma luta muito difícil”

Vítor Oliveira

em

Foto: Paulo Jorge Magalhaes / O MINHO

Declarações no final do encontro Sporting-Gil Vicente (2-1), da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio José Alvalade:

– Vítor Oliveira (treinador do Gil Vicente): “Penso que se tivéssemos marcado mais cedo podíamos ter perturbado a equipa do Sporting. Não foi possível, penso que a vitória foi justa – e é sempre justa porque o resultado reflete os golos marcados -, mas foi um jogo dividido, em que criámos três ou quatro ocasiões. O Sporting, a meio da segunda parte, teve também um período em que podia ter fechado o jogo. Teve um sabor um bocadinho amargo, porque fizemos talvez o suficiente para conseguir outro resultado.

[Sobre as contas da manutenção na I Liga] É uma luta muito difícil para as sete equipas, temos consciência de que ainda não está resolvido. Nós vamos preparar-nos para fazer mais pontos, temos consciência das dificuldades que vamos encontrar, assim como os outros clubes também vão encontrar dificuldades. Os mais competentes vão ficar e os menos competentes vão descer”.

– Rúben Amorim (treinador do Sporting): “Olho para cima e tenho um clube a nove pontos e olho para baixo e tenho um a cinco. O foco é segurar a posição, temos um calendário muito difícil e não acho que o terceiro ou até o quarto lugar esteja garantido. Não é falta de ambição. Sou realista e penso que jogo a jogo vamos fazer o caminho que temos de fazer.

Aquilo que tenho vindo a dizer é que sei que os adeptos do Sporting querem títulos. Temos até o exemplo do Liverpool, que levou muitos anos a conseguir aquilo que tem agora. Não sabemos o dia de amanhã e é difícil para os jogadores, sobretudo jovens, pensarem dois ou três jogos à frente. Desde que entrei aqui que o objetivo é que o próximo jogo é para ganhar e não há maior ambição do que essa.

[Trajetória melhor do que os rivais na retoma do campeonato] Parece que sim, mas tivemos tempo para preparar [a equipa]. Nisso a pandemia ajudou-nos um pouco. O sentido inverso é o nosso trabalho. Sofremos em todos os jogos, nunca sentimos o jogo claramente controlado, mas sofremos todos juntos e, para mim, é um prazer enorme sofrer com eles. Mais do que a técnica ou tática, por vezes é isso que faz uma equipa forte.

[Sobre a aposta em mais jogadores da formação] Sabemos que eles [Joelson Fernandes e Tiago Tomás] precisam de tirar a estreia do corpo e vão evoluir com os jogos. Temos também jogadores experientes que os ajudam nesta fase e os resultados também ajudam.

[Sobre o que tem a ensinar] Tenho tido bons jogadores, o que ajuda muito, e tenho tido sorte nos momentos certos, gente que acredita em mim, gente que acreditou aqui e foi contra outros pagando um valor alto. Não tenho nada a ensinar a eles, tenho, sim, a aprender muito”.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente regressa às derrotas

Em Alvalade

em

Foto: Twitter

O Gil Vicente perdeu hoje com o Sporting, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Um golo do médio brasileiro Wendel na primeira parte e outro de Gonzalo Plata logo a abrir o segundo tempo sentenciaram uma inédita sequência de quatro triunfos consecutivos para os ‘leões’ no campeonato, que reforçaram assim o terceiro lugar na prova, agora com cinco pontos de vantagem sobre o Sporting de Braga e somente a nove do ‘vice’ Benfica, quando restam cinco partidas por disputar.

Apesar de mais uma vitória segura sob o comando do treinador Rúben Amorim – que se mantém invicto de verde e branco, com cinco vitórias e um empate -, o Sporting encontrou hoje pela frente uma boa réplica do Gil Vicente. O emblema de Barcelos mostrou sagacidade e personalidade em Alvalade e ameaçou por várias vezes a baliza de Luís Maximiano, cuja atenção evitou males maiores para os anfitriões.

Sem contar com o extremo Jovane Cabral – figura de proa da equipa nos últimos encontros – por motivos físicos, o Sporting apostou em Rafael Camacho para o seu lugar. De resto, estrutura e identidade iguais a si mesmas e que se começam a consolidar em Alvalade, redundando numa entrada confiante e assertiva em campo, mas à qual se contrapôs com inusitado à-vontade um Gil Vicente ambicioso na procura da baliza ‘leonina’.

Entre a natural maior iniciativa por parte do Sporting e o atrevimento dos ‘gilistas’, sempre à procura de bolas rápidas para as costas da defesa verde e branca, os ‘leões’ acabam por chegar ao 1-0 logo numa das primeiras ocasiões, depois de ameaças por Ristovski e Coates. Uma boa jogada de Plata pela direita levou a um corte incompleto de João Afonso, ao qual Wendel respondeu com um remate de primeira, que ainda desviou no defesa e traiu o guardião Denis.

O conjunto de Vítor Oliveira não se deixou abater pelo primeiro golpe infligido pelo Sporting e até veio a colocar a bola na baliza ‘leonina’ aos 26 minutos, através de Sandro Lima, mas o lance foi anulado por fora de jogo. Poucos minutos depois, foi a vez de Luís Maximiano se aplicar a fundo para evitar o golo ‘gilista’ num remate forte de Baraye já dentro da área, impedindo que o Gil conseguisse o empate antes do intervalo.

E se o Gil Vicente deu uma boa resposta ao tento inaugural do Sporting, o segundo tempo trouxe outro duro revés para os ‘minhotos’, com o 2-0 para o conjunto de Alvalade. Depois de uma dupla ameaça de Wendel, aos 47, Plata assinou mesmo o segundo golo dos ‘leões’ aos 49, na sequência de um passe totalmente falhado por Claude Gonçalves, que caiu numa ‘terra de ninguém’, onde o equatoriano foi o mais rápido a chegar e superou a oposição de Denis.

A jovem equipa de Rúben Amorim mostrou-se mais tranquila, mas não encontrou mais o caminho do golo. Sem resolver as contas da partida, o Sporting deu esperança ao Gil Vicente, que nunca deixou de acreditar na sorte e acabou por ser premiado com o ‘tento de honra’ aos 90, numa grande penalidade concretizada por Rúben Ribeiro. Depois, já só houve tempo para as estreias de Tiago Tomás e Joelson Fernandes na equipa ‘leonina’ e para o apito final de Rui Oliveira.

Com o resultado de hoje, o Gil, que regressa às derrotas, está em 11.º, com 33, seis acima da zona de despromoção.

O Sporting soma 55 pontos no terceiro lugar, com cinco de vantagem sobre o SC Braga e a nove de distância do Benfica.

Ficha de Jogo

Jogo realizado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting – Gil Vicente, 2-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Wendel, 21 minutos.

2-0, Gonzalo Plata, 49.

2-1, Rúben Ribeiro, 90 (grande penalidade).

Equipas:

– Sporting: Luís Maximiano, Eduardo Quaresma, Coates, Borja, Ristovski, Matheus Nunes (Tiago Tomás, 81), Wendel (Battaglia, 81), Nuno Mendes, Rafael Camacho (Doumbia, 69), Gonzalo Plata e Soprar (Joelson Fernandes, 90+1).

(Suplentes: Renan Ribeiro, Ilori, Luís Neto, Battaglia, Miguel Luís, Tiago Tomás, Pedro Mendes, Joelson Fernandes e Doumbia).

Treinador: Rúben Amorim.

– Gil Vicente: Denis, Claude Gonçalves, Ygor Nogueira, Rodrigo, Ruben Fernandes, João Afonso (Kraev, 79), William Soares, Rúben Ribeiro, Baraye (Samuel Lino, 63), Lourency Rodrigues (Naidji, 87) e Sandro Lima (Hugo Vieira, 87).

(Suplentes: Bruno, Alex Pinto, Naidji, Hugo Vieira, Vítor Carvalho, Edwin Vente, Kraev, Samuel Lino e Ahmed Isaiah).

Treinador: Vítor Oliveira.

Árbitro: Rui Oliveira (Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Samuel Lino (75) e Ygor Nogueira (90+2).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Continuar a ler

Futebol

Estádio do Dragão recebe estreia de Portugal na Liga das Nações

Com a Croácia

em

Foto: O MINHO / Arquivo

O Estádio do Dragão, no Porto, vai acolher a estreia da seleção portuguesa no grupo 3 da Liga das Nações A, diante da Croácia, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Portugal vai iniciar a defesa do título conquistado na primeira edição diante dos vice-campeões mundiais, em 05 de setembro, a partir das 19:45.

Três dias depois, em 08 de setembro, a equipa comandada por Fernando Santos desloca-se à Suécia, para o segundo embate do grupo 3, do qual também faz parte a campeã mundial, França.

A seleção nacional conquistou a primeira edição da Liga das Nações, em junho do ano passado, depois de vencer na final os Países Baixos por 1-0, com um golo de Gonçalo Guedes.

Continuar a ler

Populares