Seguir o O MINHO

Futebol

Sérgio Conceição diz que reconquista do título “não é missão impossível”

‘Dragões’ defrontam Gil Vicente amanhã

em

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, considerou hoje que “não é uma missão impossível” a sua equipa ganhar todos os jogos até ao fim da I liga de futebol e ainda ambicionar a reconquista do título de campeão.

Na antevisão ao jogo de sábado, com o Gil Vicente, da 22.º jornada da competição, o treinador sublinhou que “ainda nada está perdido”, garantindo que “enquanto for matematicamente possível a equipa irá lutar para correr atrás dos rivais”.

“Não é uma missão impossível. A partir do momento em que a vitória passou a valer três pontos e o empate um, acho que podemos recuperar. Já vi muita coisa no futebol. Nós acreditamos e vamos dar luta até ao fim. Temos de correr atrás do prejuízo”, garantiu o treinador dos ‘dragões’.

O conjunto ‘azul e branco’ segue no terceiro lugar do campeonato, 10 pontos atrás do líder Sporting e a um do SC Braga, segundo colocado, mas Sérgio Conceição garantiu que não se contenta com o segundo posto, que dá acesso direto à Liga dos Campeões.

“Não olhamos para o segundo lugar. E digo-o sem arrogância. Estamos focados no primeiro lugar. Agora, o mais importante é ultrapassar o Sporting de Braga, no segundo posto, mas isso faz parte do trajeto”, disse o treinador.

Sobre a estratégia a utilizar no jogo frente a Gil Vicente, Sérgio Conceição disse que “vai também depender da postura e comportamento do adversário ao longo do jogo”, mas vincou que não quer ver repetidos os erros cometidos no último desafio, frente ao Sporting de Braga, na derrota por 3-2, que ditou a eliminação da Taça de Portugal.

“Foi um jogo que não podemos esquecer, nem cometer os mesmos erros. E não falo de erros técnicos ou de um drible que saiu melhor ou pior. Fico ‘aziado’ é se faltar algum tipo de atitude ou compromisso aos jogadores. Isso é essencial”, vincou Sérgio Conceição.

O treinador do FC Porto reconheceu que nesse duelo com os bracarenses “ficaram demonstradas algumas das fragilidades” que tem “sentido nesta época”, mas rejeitou um cenário de cansaço mental no grupo.

“Cansaço mental têm as pessoas que estão doentes, ou com dificuldades para pagar contas e para comer. Nós, no futebol, treinadores e jogadores, nomeadamente, neste clube que é respeitado em todo o mundo, temos o privilégio de fazer o que gostamos e ainda por cima somos bem pagos. Tenho dificuldades em entender isso do cansaço mental”, disse Sérgio Conceição.

Ainda assim, o treinador admitiu que o “cansaço físico existe, devido a uma época anormal e com grande densidade competitiva”, assinalando algumas debilidades físicas de Pepe e Sérgio Oliveira, e garantindo que o defesa central Mbemba está lesionado e vai falhar a deslocação a Barcelos e, provavelmente, o embate com Juventus, na terça-feira, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

O FC Porto, terceiro classificado, com 45 pontos, joga no sábado no reduto do Gil Vicente, 15.º com 19, numa partida agendada para as 18:00, que terá arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Populares