Seguir o O MINHO

Ave

Semana da UM ajuda estudantes a escolher futuro profissional

em

“Verão no Campus 2015” leva 400 jovens à Universidade do Minho, distribuídos por 21 atividades diferentes. Futuros universitários iniciaram, no Polo de Azurém, semana de abordagem ao conhecimento e à ciência.

Quatro centenas de jovens iniciaram em Guimarães, esta segunda-feira, 27 de julho, uma semana de atividades na Universidade do Minho que permitirão ajudar a definir a escolha de uma área de estudo e de trabalho a estudantes que pretendem ingressar no ensino superior.

O programa “Verão no Campus”, que tem em 2015 a sua 8ª edição, foi desenvolvido com o objetivo de promover a cultura, a ciência e a arte junto dos mais jovens.

A iniciativa, que decorre em Guimarães e Braga, pretende ser um espaço de aprendizagem para jovens alunos do ensino secundário, mas também fomentar o espírito de trabalho em equipa, laços de amizade e confiança mútua, através da realização de diversas atividades pedagógicas, lúdicas e culturais levadas a cabo em ambiente universitário.

“A Câmara Municipal de Guimarães associou-se a esta atividade atribuindo 40 bolsas a alunos das escolas secundárias vimaranenses”, referiu Adelina Paula Pinto, Vereadora da Câmara de Guimarães, presente na cerimónia de abertura.

Além de uma semana de abordagem ao conhecimento e à ciência, os estudantes terão ainda a possibilidade de passar umas férias diferentes, junto dos alunos e dos professores da Universidade do Minho, nas instalações da instituição, de conviverem com colegas de diferentes regiões geográficas e de aprenderem enquanto se divertem a experimentar ações científicas, culturais e desportivas, descobrindo a área científica que mais se enquadra nas suas preferências e aptidões.

Com um programa que abrange diferentes áreas científicas, serão promovidas atividades de ensino não formal nas áreas de arquitetura, matemática, química, arqueologia, sociologia, direito, educação, engenharia e letras.

Em todas as tarefas os participantes serão acompanhados por professores, investigadores e alunos da Universidade – os “padrinhos UMinho”.

Populares