Seguir o O MINHO

Desporto

Secretário de Estado assume “luta contínua” à violência no desporto

Promete novo pacote legislativo de prevenção e repressão

em

Foto: DR / Arquivo

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia, assumiu hoje a “luta contínua” à violência no desporto, sem abordar nenhum incidente em concreto, prometendo um novo pacote legislativo de prevenção e repressão.

“A violência no desporto é transversal a algumas modalidades, e desde o futebol profissional ao futebol amador, portanto, quando estamos a falar de combate à violência no desporto, estamos a falar de uma luta contínua. É isso que o Governo está a preparar. Já disse várias vezes que o Governo está a ultimar um pacote de medidas para reforçar a prevenção e medidas de força de combate à violência”, afirmou o governante, após a apresentação da Semana Europeia do Desporto.

Uma semana depois de uma criança ter sido obrigada a assistir ao jogo entre Famalicão e Benfica de tronco nu, por ter tentado entrar no estádio dos minhotos com uma camisola dos ‘encarnados’, e por outra criança e um pai terem sido insultados e cuspidos na receção do Estoril Praia ao FC Porto, em jogos da I Liga, João Paulo Correia reconheceu a necessidade de atuação.

“Já passaram alguns anos das últimas medidas e chegou a hora de introduzir novas medidas, depois de ouvirmos o setor e de termos a perceção ao que é preciso responder”, frisou.

A Semana Europeia do Desporto foi hoje apresentada na nave de atletismo do Centro de Alto Rendimento do Jamor, em Oeiras. Esta iniciativa é promovida pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) e vai decorrer entre sexta-feira e 30 de setembro, com cerca de 2.500 atividades em aproximadamente 200 municípios.

“Estamos a iniciar a semana da Semana Europeia do Desporto. Queremos que, com a iniciativa do IPDJ e com o apoio dos municípios, permita o incremento da atividade física, mas também sirva para comemorar o que têm sido os bons resultados obtidos por uma jovem geração, em várias modalidades. O que também nos diz que estamos num novo ciclo, de crescimento, e esperamos que esta semana também contribua para isso”, afirmou o secretário de Estado.

Nesse sentido, João Paulo Correia apontou como figuras inspiradoras os 34 embaixadores da iniciativa, entre os quais os medalhados olímpicos Fernanda Ribeiro, Francis Obikwelu, Emanuel Silva e Vanessa Fernandes e os ex-futebolistas Pedro Pauleta e Nuno Gomes.

“Essa também é uma das missões desta Semana Europeia do Desporto. Porque quando falamos de desporto, falamos de valores, de inclusão, solidariedade, sustentabilidade, tolerância. São valores fortes, sólidos e nobres. O desporto é uma força social que chega a todos os cantos, a todas as comunidades e a todas as idades, também queremos que esta semana represente isso”, referiu.

Retomando os incidentes ocorridos nas bancadas dos estádios nacionais, João Paulo Correia admitiu como objetivo “que o desporto seja um espaço de maior participação e adesão, não só para quem pratica, mas também para quem vai assistir”.

Ainda à margem da iniciativa, o governante foi questionado sobre as queixas sobre a desigualdade na distribuição de financiamento por parte de algumas federações, nomeadamente a de canoagem, recordando o aumento da verba disponibilizada para as preparações olímpica (18,4%) e paralímpica (32,9%) para Paris2024, para 31,2 milhões de euros.

Os valores aplicados nos últimos Jogos, num total de aproximadamente 30,6 ME – num ciclo olímpico atípico e alargado para cinco anos –, já corresponderam a aumentos significativos face aos do Rio2016, quando foram empregues 16 ME na preparação olímpica e 3,8 na paralímpica.

EM FOCO

Populares