Seguir o O MINHO

Braga

Póvoa de Lanhoso investe 6,3 milhões no novo ano letivo

Educação

em

Foto: Divulgação / CM Póvoa de Lanhoso

A Câmara da Póvoa de Lanhoso vai investir mais de 6,3 milhões de euros no setor da Educação no ano letivo 2022/2023, anunciou hoje o município.

Em comunicado, a autarquia refere que parte daquele investimento irá para a requalificação do parque escolar (cerca de 730 mil euros), refeições escolares (930 mil euros), transportes escolares (525 mil euros) e Atividades de Animação e Apoio à Família (350 mil euros).

A generalização do cartão escolar municipal a todos os níveis de ensino também integra o conjunto de projetos e apoios que a Câmara vai disponibilizar.

Através do programa PóvoaCresce, as famílias recebem uma comparticipação para o pagamento das mensalidades das creches.

Foto: Divulgação / CM Póvoa de Lanhoso

No que diz respeito ao 1.º ciclo, a oferta dos livros de fichas/cadernos de atividades a todas as crianças, que este ano engloba um investimento de perto de 25 mil euros, junta-se este ano à comparticipação, por parte da autarquia, das visitas de estudo escolares para alunos abrangidos pelos escalões A e B da Segurança Social.

“O ano ficará também marcado por um novo programa de Atividades de Enriquecimento Curricular, que conta com a Escola Profissional do Alto Ave para a sua execução. Em simultâneo, a autarquia, em colaboração com o Contrato Local de Desenvolvimento Social, vai implementar, em todas as turmas do terceiro ano, um programa de desenvolvimento de competências sócio-emocionais”, acrescenta o comunicado.

A Câmara vai ainda continuar a disponibilizar as plataformas + Cidadania (pré-escolar e 1.º ciclo) e Hypatiamat (1.º ciclo), bem como o programa da Fruta Escolar e do Leite Escolar.

Quanto aos 2.º e 3.ºciclos e secundário, a Câmara destaca a generalização do ensino da natação nas turmas de 5.º ano e a promoção da utilização da bicicleta em contexto escolar para as turmas de 6º ano.

No 3º ciclo, será disponibilizado o projeto de educação financeira “No poupar está o ganho”.

Na sequência de um projeto-piloto que decorreu no final do ano letivo anterior, a Câmara irá dar continuidade a um programa de atividades nas interrupções letivas para crianças e alunos com necessidades educativas especiais.

No que se refere ao ensino secundário e universitário, o apoio passa pela atribuição de bolsas de estudo.

Populares