Politécnico de Viana inaugurou residência com 21 camas em Melgaço

Foto: IPVC

A prenda de aniversário chegou ainda antes do arranque das cerimónias comemorativas do 13.º aniversário da Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo, em Melgaço (ESDL-IPVC), com a inauguração, esta manhã, da nova residência académica e com a assinatura do protocolo de exploração.

O espaço está equipado com 21 camas e estará disponível aos estudantes já a partir do próximo ano letivo. Num investimento de cerca de 800 mil euros, a nova residência académica nasce da reconversão da Escola Primária de Prado, numa parceria entre o Politécnico de Viana do Castelo e o Município de Melgaço, sendo 685 755 € assegurados pelo PRR, no entanto, o montante poderá ser superior no âmbito da reprogramação do PRR recentemente aprovada.

“Muitos estudantes que nos escolhem são do distrito de Viana do Castelo, mas há uma grande maioria proveniente de outros distritos, que escolhem Melgaço pela qualidade do ensino da ESDL e que só podem vir para cá se tiverem alojamento. Hoje, inaugurámos aquela que é a primeira residência académica da Escola, um equipamento que vai contribuir para fixar estudantes na ESDL e na região”, salientou o presidente do Politécnico de Viana do Castelo, Carlos Rodrigues. 

O Presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, congratulou-se com a obra que considerou ser uma “requalificação extraordinária” do edifício da antiga escola primária, que se encontrava devoluto. “Hoje é um dia feliz com a inauguração desta residência, tornando a ESDL e Melgaço mais atrativos para os alunos, que já se encontram aqui a estudar e também para aqueles que nos irão escolher nos próximos anos letivos.”  

Com 14 quartos, seis quartos individuais, sete quartos duplos e um quarto adaptado para mobilidade reduzida, a nova residência conta ainda com três salas para estudo e de estar, duas copas, lavandaria, arrecadação e logradouro.  Os estudantes contam também com um parque de estacionamento e uma área reservada a bicicletas.

Também a Pousada da Juventude, que já é um espaço de acolhimento de estudantes do Politécnico de Viana do Castelo, será objeto de requalificação podendo já no próximo ano oferecer melhores condições”.

Foto: IPVC

Emoção na homenagem a Jorge Dantas

“Queria começar por dedicar um minuto de palmas ao Jorge. O dia de hoje tem muito a ver com o Jorge Dantas. Obrigado à família do Jorge aqui presente.” Foi desta forma que começou a cerimónia do 13.º aniversário da Escola Superior de Desporto e Lazer do Politécnico de Viana do Castelo.

As palavras do diretor da ESDL-IPVC, Pedro Bezerra, abriram as portas a um dia carregado de momentos simbólicos e de recordação ao antigo subdiretor da Escola, que perdeu a vida num trágico acidente, em junho de 2023.

Em sua homenagem foi plantado no jardim da ESDL-IPVC um “Quercus Robur”, mais conhecido por Carvalho Alvarinho, e descerrada uma placa com um poema de José Saramago. O sarau desportivo foi outro momento de homenagem ao professor Jorge Dantas.

Nova licenciatura e consolidação da escola marcam 13 anos de existência

Numa viagem pelos 13 anos da mais jovem Escola Superior do Politécnico de Viana do Castelo, Pedro Bezerra fala de uma Escola “consolidada” e que entra “agora num voo de estabilidade”, com projeção de crescimento. E, aqui, o diretor da ESDL-IPVC falou da nova licenciatura em Lazer e Animação Desportiva, cuja acreditação já foi submetida à A3ES – Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior e que o diretor da ESDL-IPVC – esperando-a ver aprovada brevemente.

Foto: IPVC
Foto: IPVC
Foto: IPVC

A implementação de um Gabinete de Saúde e Bem-Estar, que irá funcionar de forma presencial nas Escolas Superior do IPVC fora do concelho de Viana do Castelo – Escola Superior de Desporto e Lazer, em Melgaço, Escola Superior de Ciências Empresariais, em Valença, e Escola Superior Agrária, em Ponte de Lima –, vem garantir mais valências de apoio psicológico e de reabilitação física para toda a comunidade académica. 

O diretor da ESDL-IPVC realçou ainda o crescimento de apoios no âmbito do mecenato académico, “empresas, algumas que estão com a ESDL desde o início, e que nos permite apoiar muitos estudantes. Atualmente e de forma direta este mecenato possibilita-nos apoiar 17 alunos, em propinas, alojamento ou transporte”.

Pedro Bezerra não perdeu a oportunidade para destacar os estágios além fronteiros que têm colocado os estudantes da ESDL em locais como Taiwan, Suíça, Cabo Verde, “alunos que levam a ESDL e o IPVC para todo o mundo”. 

O diretor falou ainda dos diversos projetos europeus onde estão inseridos, assim como da Unidade de Investigação Sprint que já se encontra integrada num consórcio de 9 politécnicos. “Falta-nos pouco para sermos felizes”, rematou.

Foto: IPVC

Manoel Batista, relembrou que, no próximo dia 13 de maio, passam 11 anos da inauguração das instalações onde se encontra atualmente a funcionar a ESDL-IPVC. “A 13 de maio de 2013, inaugurámos estas instalações e a ESDL continua a dar saltos significativos todos os anos em termos de qualidade de formação. Esta Escola conta com alunos e docentes que têm colocado a ESDL como uma referência ao nível da investigação”. O presidente da Câmara Municipal de Melgaço elogiou a “capacidade de se afirmar. Capacidade essa fundamental para o Instituto Politécnico de Viana do Castelo e para o território de Melgaço”.

Manoel Batista considera mesmo que “o IPVC é para os autarcas e para o Alto Minho uma peça chave, um instrumento absolutamente fundamental para o desenvolvimento do território. O Alto Minho tem feito um percurso notável e tem capacidade para continuar este caminho”, concluiu.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vizela desce de divisão (e Moreirense é cada vez mais sexto)

Próximo Artigo

Alto Minho vai acordar com grande chuvada

Artigos Relacionados
x