Seguir o O MINHO

Alto Minho

Sandra Pontedeira regressa à Assembleia da República

em

Imagens de arquivo

Sandra Pontedeira, número três da lista de deputados do Partido Socialista, no distrito de Viana do Castelo, irá voltar a representar o Alto Minho na Assembleia da República, após Tiago Brandão Rodrigues tomar posse como Ministro da Educação.

A educadora de infância junta-se a José Manuel Carpinteira, ambos de Vila Nova de Cerveira, como deputada eleita pelo Partido Socialista, no distrito de Viana do Castelo.

Anúncio

Alto Minho

Roubavam material de construção para vender a empreiteiros em Arcos de Valdevez

Furto

em

Foto: Divulgação / GNR

Dois homens, de 34 e 41 anos, foram detidos na terça-feira por diversos furtos no interior de veículos e por posse ilegal de armas, no concelho de Arcos de Valdevez. Estavam sob investigação por também furtarem material de construção em garagens no mesmo concelho.

Em comunicado, o comando territorial de Viana do Castelo dá conta da operação saída de uma investigação de seis meses, levada a cabo por militares do Núcleo de Investigação Criminal de Arcos de Valdevez.

Para além dos furtos em viatura, os militares da Guarda “apuraram que os suspeitos arrombavam garagens com o intuito de furtar material relacionado com construção civil para o vender posteriormente a empreiteiros”.

“Uma vez dentro das instalações, furtavam todo o material que conseguiam, mesmo o que estava no interior dos veículos. No âmbito das diligências policiais, foram realizadas três buscas domiciliárias, tendo culminado na apreensão de material no valor de cerca de 10 mil euros”, sublinha o comando da GNR

Foram apreendidas duas armas de fogo, 27 munições de vários calibres, duas armas brancas, dois autorrádios, dois telemóveis, dois relógios smartwatch, diverso material informático e diversas máquinas de construção civil.

Foi ainda identificado e constituído arguido um terceiro indivíduo, de 32 anos, suspeito de ter participado nos diversos furtos mencionados.

Os dois detidos, com antecedentes criminais relacionados com furtos, foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Arcos de Valdevez.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Senhora da Agonia, de Viana, representada em folhas miniatura dos CTT

Tradição

em

Foto: CTT

Os CTT vão apresentar na quinta-feira um conjunto de peças filatélicas e um livro que homenageiam algumas Festas e Romarias em Portugal, com uma tradição milenar, informou hoje a empresa. No livro, estão retratados os Gigantones e Cabeçudos na Praça da República, em Viana do Castelo, nas Festas da Senhora da Agonia.

Nesse dia, os CTT lançam também um livro dedicado ao mesmo tema, “Festas e Romarias”, da autoria de Paulo Mendes Pinto, refere a empresa em comunicado, lembrando que incluídos no livro estão os quatro selos e a folha miniatura de seis selos desta emissão.

Os selos retratam as Festas de Santo António, um baile popular num dos bairros típicos de Lisboa; as Festas de São João Batista, os festejos na zona da Ribeira, no Porto; as Festas de São Pedro, a tradicional procissão marítima, no Montijo; e a Festa dos Tabuleiros / Festa do Espírito Santo com o desfile na Praça da República, em Tomar.

Fonte: CTT

A folha miniatura contempla, para além das festas de Viana, a procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima, uma imagem da Senhora do Almortão em dia de romaria, uma imagem noturna da celebração das Festas de Nossa Senhora dos Remédios, uma imagem do andor da Mãe Soberana / Senhora da Piedade em dia de romaria, em Loulé, o Círio e Romaria de Nossa Senhora do Cabo.

A edição é bilingue, com tradução de José Manuel Godinho, sendo o ‘design’ do livro da responsabilidade de Folk Design e a tiragem é limitada a 4.000 exemplares.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Detido por incendiar dois espigueiros para se vingar da ex-mulher em Viana do Castelo

Violência doméstica

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Um homem foi detido em Viana do Castelo por suspeita de ter incendiado dois espigueiros, num quadro de vingança e de violência doméstica sobre a mulher de quem se encontrava separado, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, o Departamento de Investigação Criminal de Braga da PJ explica que o homem, de 55 anos de idade, é “o presumível autor de um incêndio ocorrido durante a noite de 08 para 09 de abril passado, numa freguesia do concelho de Viana do Castelo, que consumiu por completo dois espigueiros, avaliados em cerca de 15 mil euros, que se encontravam no logradouro de uma habitação”.

“O detido, trabalhador agrícola e residente na freguesia onde ocorreu o incêndio, atuou num quadro de vingança e de violência doméstica, sendo a principal vítima a sua esposa, de 54 anos de idade, de quem se encontrava separado”, especifica aquela força policial.

A investigação realizada pela PJ “permitiu a recolha de elementos de prova, que conduziram à detenção fora de flagrante delito do indivíduo, o qual vai agora ser presente às autoridades judiciárias competentes para interrogatório judicial e aplicação de medidas de coação”.

Continuar a ler

Populares