Seguir o O MINHO

Alto Minho

Requalificação de 680 mil euros resolve “ponto negro” no acesso a Ponte de Lima

Via Foral Dona Teresa

em

Foto: DR / Arquivo

A requalificação da via Foral Dona Teresa, de acesso a Ponte de Lima, num investimento de 680 mil euros a inaugurar na sexta-feira vai “resolver um ponto negro” na Estrada Nacional (EN) 203, disse hoje o presidente da Câmara.

“Esta intervenção veio resolver um ponto negro da EN 203 onde, nos últimos anos, se registaram muitos acidentes, nomeadamente, atropelamentos, alguns dos quais mortais”, afirmou à agência Lusa Victor Mendes.

O autarca de Ponte de Lima, (CDS-PP) adiantou que a empreitada, comparticipada em 400 mil euros pela Infraestruturas de Portugal (IF), dotou a via Foral de Dona Teresa (designação daquele troço da EN 203) de melhores condições de segurança.

Victor Mendes explicou que a intervenção começou em setembro de 2019 e terminou no final de 2020.

“A obra sofreu um atraso na sua execução devido à pandemia de covid-19, a mesma razão pela qual só está agora a ser inaugurada”, especificou.

A via em causa é um dos principais acessos à vila de Ponte de Lima, “integrando uma malha urbana plenamente consolidada, onde se localizam diversos espaços e equipamentos públicos educativos e desportivos, bem como estabelecimentos de comércio e de serviços”.

A empreitada resultou de um acordo estabelecido entre a Câmara de Ponte de Lima e a IP.

Anteriormente, à Lusa, o autarca de Ponte de Lima explicou que apesar de os encargos de gestão da manutenção daquele troço da EN não estarem sob a tutela da autarquia, mas sob a jurisdição da IP, ambas as entidades celebraram um acordo de gestão para que a intervenção pudesse ser realizada.

O acordo de gestão permitiu ao município avançar com a intervenção enquanto dono da obra.

O projeto de reabilitação incluiu “o tratamento da travessia urbana, incluindo o reordenamento de acessos e a reformulação de interceções”, através da construção de duas rotundas “enquanto elementos geométricos quebrantes, dissuasores de velocidades excessivas”.

A obra abrangeu “a melhoria e a reposição do sistema de sinalização vertical, horizontal e de orientação, assim como dos equipamentos de segurança e balizagem”.

A execução de um separador central, infraestruturas, iluminação, ciclovia e vias pedonais da envolvente urbana, para uma maior segurança do peão, foram outros dos trabalhos realizados.

A obra vai ser inaugurada, na sexta-feira, às 10:00, com a presença anunciada do secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado.

Em novembro de 2018, um movimento cívico criado em Ponte de Lima promoveu uma vigília para “sensibilizar peões e automobilistas” para a necessidade de prevenir a sinistralidade na EN 203.

Na altura, a vigília resultou num atropelamento que causou a morte de uma mulher de 56 anos.

Já em 2017, a Câmara de Ponte de Lima tinha aprovado um voto de protesto por a IP não avançar com a requalificação daquela via.

Populares