Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Professores de português na Galiza querem secundário com docentes especializados

Alerta a Associação de Docentes de Português na Galiza

em

Foto: Ilustrativa / DR

A Associação de Docentes de Português na Galiza (DPG) alertou hoje para o preenchimento de vagas no ensino secundário com professores sem especialização na língua portuguesa, considerado estar em causa a qualidade do ensino ministrado.


Em comunicado enviado à agência Lusa, a associação referiu que no ano letivo em curso “existe uma lista oficial com mais de 25 docentes especializados” que a Conselharia de Educação da região Galiza, em Espanha, “demorou a publicar, o que permitiu a contratação de docentes sem especialização”.

A associação disse ainda “não ser aceitável” que aquela lista “continue a ser ignorada e que continuem a ser feitas contratações sem atender à qualidade profissional e à existência de docentes especializados”.

“Desde setembro, a DPG tem vindo a alertar a Conselharia de Educação para levar a sério a publicação das listas de substituição de docentes português, assim como para começar a regulamentar a nova realidade no ensino secundário, com docentes contratados através da especialidade”, refere a nota.

Segundo aquela associação, dos 15 centros escolares que ministram o ensino do português, em três as vagas para o ensino de português não foram preenchidas com docentes especializados”.

Os docentes de português na Galiza pretendem que a Direção-Geral de Recursos Humanos da Conselharia de Educação informe esses centros escolares para a existência dessa lista de 25 professores especializados.

“A contratação através da lista da especialidade tem de se tornar uma prioridade até esta se esgotar”, destaca a associação, reforçando a “urgência para não continuar a desvalorizar a qualidade do ensino de português no ensino secundário”.

Anúncio

Aqui Perto

Discoteca galega recebe DJ portugueses para celebrar reabertura de fronteiras

Em Sanguiñeda

em

Foto: Divulgação / Discoteca Queen

A discoteca Queen, em Sanguiñeda, na Galiza, vai receber um conjunto de DJ portugueses no sábado, para “celebrar a abertura de fronteiras depois de meses encerradas”, numa altura em que, do lado português, estes espaços continuam fechados.

Num evento intitulado “Iberian Connection”, a discoteca recebe as atuações de Pete Tha Zouk e Mayze X Faria, com G-Soul, Rafael Barros b2b Ricardo Ribeiro e Urze, como convidados.

A entrada no que a discoteca classifica de uma “grande noite ibérica” tem o custo de oito euros.

O evento de sábado acontece dias depois da reabertura da fronteira entre Portugal e Espanha, e quando os bares e discotecas portugueses ainda se encontram encerrados.

Na segunda-feira, a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu a reabertura daqueles espaços, ressalvando que, caso não seja viável, o Governo deve acolher as propostas de apoio apresentadas, evitando a destruição deste setor.

IBERIAN CONECTION 🇪🇦 🇵🇹Sábado 11 de junio!La fiesta para celebrar la apertura de Fronteras después de meses…

Publicado por Sala QUEEN em Segunda-feira, 6 de julho de 2020

“A AHRESP, reconhecendo os riscos sanitários que todos atravessamos, não pode deixar de considerar que a abertura destas empresas deve acontecer mesmo que, para tal, as autoridades sanitárias devam exigir condições de segurança no seu funcionamento”, defendeu, em comunicado, a associação.

Neste sentido, a AHRESP apresentou à tutela uma proposta de guia de boas práticas para animação noturna.

Porém, a associação sublinhou que, caso estes espaços permaneçam encerrados, as autoridades devem avançar com um programa de discriminação positiva “no sentido de proporcionar as condições económico-financeiras que permitam evitar insolvências em massa com as consequências previsíveis”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 535 mil mortos e infetou mais de 11,52 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.620 pessoas das 44.129 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Aqui Perto

Motociclista de 36 anos morre em acidente na A3

Óbito

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um motociclista de 36 anos morreu ao início da noite desta segunda-feira, na sequência de um acidente na A3, na zona da portagem de Santo Tirso, adianta o Jornal de Notícias.

Segundo aquele jornal, a vítima despistou-se no motociclo em que seguia e foi projetada cerca de 10 metros.

O acidente ocorreu cerca das 20 horas, na curva de acesso à A3, no sentido Santo Tirso – Porto.

Para o local, foram mobilizadas equipas dos Bombeiros Voluntários da Trofa e das ambulâncias SIV de Santo Tirso e VMER de Famalicão.

Continuar a ler

Aqui Perto

Galiza decreta confinamento de 70 mil pessoas por causa da covid

Em Lugo

em

Foto: DR

Cerca de 70 mil galegos vão ficar em confinamento obrigatório durante cinco dias após ordens da Junta da Galiza, foi hoje anunciado.

A medida surge para combater a proliferação da covid-19 que se tem expandido na zona costeira da província de Lugo, em A Marina, local que estará confinado.

De acordo com o jornal “A Voz da Galiza“, Lugo conta com mais de 100 infetados ativos, levando a que as autoridades decidissem confinar a população de 14 povoações.

Para saírem da área de residência, os moradores têm de apresentar uma justificação válida, à semelhança do que aconteceu em Portugal durante o Estado de Emergência.

Em toda a província de Lugo, as máscaras passam a ser obrigatórias em espaços interiores e exteriores, assim como é obrigatório o distanciamento de quatro metros entre pessoas nas praias.

Continuar a ler

Populares