Seguir o O MINHO

Braga

Petição para regresso da Feira de Braga já com 330 assinaturas

“Monte do Picoto tem droga e seringas”, diz Braga para Todos

em

Foto: DR

Uma petição para a Feira Semanal de Braga voltar ao seu lugar de sempre, o antigo Parque de Exposições de Braga, atual Fórum Altice, em vez de interromper a Estrada Nacional 101, já tem 330 assinaturas.

Segundo os seus proponentes, o movimento político Braga para Todos, aquando das obras “o atual presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, usou como justificativa as obras, situação que foi aceite pelos cerca de 300 comerciantes que todas as terças-feiras usavam o espaço”.

Ricardo Rio. Foto: DR

“No entanto, os mesmos souberam pelos meios de comunicação social que não voltariam ao seu local de trabalho, apesar de no passado terem a palavra de Ricardo Rio, revoltados, já tentaram agendar reunião com o mesmo e com a administração do Fórum, que até ao momento não aceitaram reunir”, refere o texto da petição pública.

“Os comerciantes, estão há dois anos a trabalhar numa estrada nacional, que é cortada ao trânsito automóvel todas as terças-feiras, em plena estrada, estão sujeitos a poças gigantes que faz com que em dias chuvosos não seja possível trabalhar, e outros a um descampado em terra”, acrescenta o Braga para Todos.

“Os últimos, face à terrível condição não estão a pagar avença, mas quem trabalha na rua, limitado por questões climatéricas paga o valor mensal correspondente ao espaço”, ainda segundo refere aquele movimento político.

Feirantes vão à Câmara protestar contra condições da feira de Braga

“A Feira Semanal de Braga por norma rendia 360 mil euros anuais à autarquia, uma média de 80 euros por mês cada comerciante – uns pagam mais, outros menos mediante o espaço que necessitam – e neste momento tem menos comerciantes porque não têm condições de trabalho, atraindo cada vez menos pessoas”, dizem os proponentes.

“Ricardo Rio, além de não dar uma justificativa aos comerciantes pela sua mentira, já que não os deixa voltar para o local onde sempre trabalharam em Braga, prometeu há cerca de quatro meses fazer melhorias na parte em terra, no entanto, está é pequena para 300 espaços e que tem uma estrada nacional atravessar a mesma, constituindo perigo para crianças, pessoas mais idosas e com mobilidade reduzida, porque a estrada nacional em algumas partes tem separadores”, explicam os responsáveis pela iniciativa.

“Acreditamos que é dever intrínseco de um presidente de uma câmara zelar pela cidade, pelos seus cidadãos e por quem cá vem e faz entrar valor nos cofres da autarquia, por isso, visto que não há nenhum impedimento legal fazemos esta petição para exigir a Ricardo Rio que cumpra a sua promessa e a nossa feira volte a ser no local de sempre, poupando 400 mil euros, valor previsto pela autarquia para requalificar o sopé do Monte do Picoto”, diz o Braga para Todos.

Foto: DR

Até por o Monte do Picoto “ser um local mais distante, em nada atrativo face a problemas com droga e repleto de seringas, que Ricardo Rio considera digno para 300 famílias trabalharem e para milhares fazerem as suas compras semanais”, na perspetiva da petição.

“Alertamos também, que face às grandes superfícies o trabalho destas pessoas torna-se cada vez mais difícil sendo uma obrigação as autarquias disponibilizar locais centrais e com condições básicas tanto para pessoas com menor mobilidade como casas de banho”, destaca o Braga para Todos.

“Ricardo Rio quer esconder a feira”

“Por outro lado, há recomendações da União Europeia para este tipo de comércio a par de fundos, pois Ricardo Rio usou os fundos para a reformulação do Altice Forum, no entanto, a sua memória curta leva-o a ignorar e a optar por esconder a feira e fazer tudo para que cada vez tenha menos pessoas, aliás, apenas por a querer esconder é que a retirou do Altice Fórum”, segundo o mesmo movimento político.

“Não nos revemos no elitismo de Ricardo Rio, nem na governação em prol dos amigos, queremos que os comerciantes da Feira de Braga voltem ao local de sempre, que tem ótimas condições e que Ricardo Rio os receba, tal como deve receber qualquer munícipe, pois vivemos em democracia e não podemos permitir em Braga uma minoria mandar em prol de interesses pessoais”, conclui o Braga para Todos.

Anúncio

Braga

Motociclista ferido após acidente em Braga

Em Crespos

em

Foto: O MINHO

Um homem, de 64 anos, sofreu ferimentos na sequência de uma colisão com um automóvel, a meio da tarde deste domingo, em Crespos, concelho de Braga.

A vítima seguia na EN 205 quando se deu a colisão, por circunstâncias ainda não apuradas.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e a equipa médica da VMER de Braga.

O acidentado foi transportado para o hospital local com ferimentos num braço, sendo considerado “ferido ligeiro”, disse fonte do CDOS.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Colisão violenta faz quatro feridos em Vieira do Minho

Acidente

em

Fotos cedidas a O MINHO por Duarte Prestes

Quatro pessoas ficaram feridas, entre os quais um jovem de 16 anos, após uma colisão entre duas viaturas ligeiras na Rua da Igreja, em Soutelo, concelho de Vieira do Minho, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Desconhecem-se ainda as causas do acidente, apenas que terá envolvido duas viaturas, com uma delas a colidir contra um poste da EDP, derrubando o mesmo, que acabou por atingir os intervenientes.

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

Foto cedida a O MINHO por Duarte Prestes

No local estiveram os Bombeiros de Vieira do Minho que efetuaram o transporte dos quatro feridos.

Uma ambulância dos Bombeiros de Póvoa de Lanhoso também foi ativada para transportar o jovem de 16 anos mas acabou por ser desmobilizada, com a vítima a ser transportada em conjunto com a mãe, na mesma ambulância.

As vítimas, todas da mesma família, foram transportadas para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

Segundo fonte da Proteção Civil, o alerta foi dado cerca das 15:08.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Braga

Padres de Braga dão a volta ao vírus no regresso das missas abertas

Covid-19

em

Foto: DR

Diferentes párocos do concelho de Braga deram a volta às recomendações da Direção-Geral de Saúde para o regresso das eucaristias, celebrando-as fora da igreja.

Em Ferreiros, o padre Miguel Simões celebrou, este domingo, a eucaristia no pavilhão municipal. Apesar da adesão não ter sido significativa, revelando ainda alguma timidez dos fiéis em marcar presença, a paróquia colocou cadeiras no recinto para alguns dos presentes, enquanto outros ficaram pela bancada já existente.

Também em Priscos, após desafio do padre João Torres, uma associação cultural local e a junta de freguesia disponibilizaram as instalações do pavilhão local para a celebração da eucaristia.

Em Guisande, o mesmo pároco, João Torres, celebrou missa no campo de futebol local, onde estiveram mais de 100 pessoas.

Durante a semana, as missas terão lugar nas igrejas paroquiais, já que a afluência de fiéis é substancialmente menor.

Portugal entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.

Continuar a ler

Populares