Seguir o O MINHO

Futebol

“[O Aves] limitou-se a chutar para a frente e a esperar por um erro nosso”

Declarações dos treinadores no Aves-Braga, da 13.ª jornada da Liga

em

Foto: DR / Arquivo

Declarações após o jogo Desportivo das Aves-SC Braga (1-0), da 13.ª jornada da I Liga de futebol, disputado hoje no Estádio do CD Aves, na Vila das Aves:

Ricardo Sá Pinto (treinador do SC Braga): “[O Aves] lutou com as armas com que lhe deixaram lutar. Em termos de jogo, limitou-se a chutar para a frente e a esperar por um erro nosso. Utilizou essa estratégia de agressividade nos duelos, num terreno mau para se jogar, em que tivemos de dar mais dois ou três toques do que o normal para poder dominar.

Não foi possível jogar o que queríamos e adaptar-nos ao terreno. O golo inicial criou-nos alguma ansiedade e não soubemos ser práticos e simples perante estas condicionantes. No final da primeira parte e no início da segunda criámos algumas oportunidades, mas a sorte e a felicidade não quiseram nada connosco.

Sou apologista de agressividade, com lealdade, mas hoje foi permitido demasiado. Houve muitas paragens que condicionaram a nossa dinâmica. Depois houve muito anti-jogo, que já estávamos à espera.

Até o próprio Aves ficou surpreendido com o golo que fez. Depois apostou em duelos e não soubemos reagir. O André [Horta] tem sido muito importante na nossa estratégia, mas o jogo não estava para ele, porque não estávamos a igualar o adversário nos contactos. Faltou um golo para entrar o jogo e ir à procura da vitória.

[Sobre a confusão entre Fransérgio e adeptos no final] Não percebi bem o que se estava a passar. Fui buscar o jogador como normalmente faço. Estamos tristes, porque queríamos aproveitar os deslizes dos adversários e eram três pontos muito importantes para continuar a subir na tabela”.

Nuno Manta Santos (treinador do Desportivo das Aves): “A estratégia resultou e o Aves ganhou. São mais três pontos, faltam disputar mais 63 neste campeonato e o Aves tem de conquistar os pontos necessários para a manutenção. Alguns desafios são decisivos para nós, no sentido de deixarmos uma imagem e uma atitude positiva. Hoje, estivemos vivos, concentrados e conseguimos uma vitória que é fruto de muito trabalho da nossa parte.

Gostei muito do rigor individual e coletivo. Pedi a cada jogador que soubesse qual era a sua tarefa e a intensidade que teria de colocar em cada momento de jogo. Depois teríamos de aproveitar a bola para causar desconforto ao Braga.

Só na parte final, com o ascendente que o adversário colocou, é que tivemos alguma dificuldade para suster cruzamentos e bolas paradas. Houve sorte, mas faz parte do jogo e quem trabalha mais tem sempre mais sorte.

O Aves tem muitos atletas profissionais e todos podem fazer parte do plantel principal ou da equipa de sub-23. Aqui não há estatuto nem experiência, mas aquilo que eles podem dar de bom ao Aves. Tenho de aproveitar isso e colocá-los a jogar.

Não quer dizer que na próxima semana estarão a jogar. Isso depende do dia de amanhã e todos têm de trabalhar para conquistar um lugar. Neste momento estou a procurar implementar no Aves a competitividade interna”.

Anúncio

Futebol

“Esperamos erguer a Taça no sábado”

Final four da Taça da Liga

em

O avançado angolano Wilson Eduardo espera chegar à conquista da Taça da Liga, onde hoje defronta o Sporting, na meia-final, em ano em que a finar four da competição se despede da cidade.

“O ano passado soubemos o que é a vivência destes dias aqui na cidade, o que isto atrai, e agora este ano esperamos que – sendo a última – possamos erguer a Taça no sábado, dia 25”, afirmou o futebolista bracarense.

Numa conversa conduzida por Alan, ex-jogador do Braga, Wilson Eduardo lembrou que em 2019 a equipa foi precisamente eliminada pelo Sporting nas meias-finais, nos penáltis, um desfecho que espera ser agora diferente.

“O ano passado tivemos a meia-final contra o mesmo adversário, acabámos por perder nos penáltis, esperemos que este ano, durante os 90 minutos, consigamos a vitória”, lembrou o jogador.

Alan lembrou ao extremo que este costuma marcar aos ‘leões’, cenário que o jogador diz não facilitar, se houver oportunidade, mas salientando que mais importante é marcar um lugar na final de sábado.

“Se não estou em erro, seis golos [marcados ao Sporting]. Espero que consiga fazer mais um, mas se conseguirmos estar na final, independentemente de quem marque, é isso que esperamos. Se puder fazer mais um, não vou facilitar”, disse.

O avançado arsenalista anteviu a competição de Braga tal como Mathieu, igualmente em declarações à Liga TV, em conversa com o ex-guarda-redes Ricardo.

“SC Braga é mais favorito do que nós, joga em casa”

Sporting e SC Braga defrontam-se hoje no Estádio Municipal de Braga, a partir das 19:45, numa meia-final com arbitragem de Nuno Almeida, do Algarve.

A outra meia-final irá opor na quarta-feira, no mesmo horário, o FC Porto ao Vitória SC.

Continuar a ler

Futebol

“SC Braga é mais favorito do que nós, joga em casa”

Final four da Taça da Liga

em

O central francês Jérémy Mathieu considera que o Sporting não é o favorito hoje na meia-final da Taça da Liga de futebol, com o fator casa a ser mais favorável ao SC Braga.

“Creio que o SC Braga é mais favorito do que nós, joga em casa, mas nós, como sempre, queremos ganhar e vamos tentar dar o máximo possível”, disse o central leonino, em declarações à Liga TV.

Mathieu, de 36 anos, que chegou ao Sporting em 2017/18 e conquistou as duas últimas Taças da Liga, primeiro diante do Vitória de Setúbal e depois com o FC Porto, ambas nos penáltis, reconhece que não tem sido um ano fácil.

“Ganhámos a Taça em dois anos, e acabámos, nesta mesma fase da época, por ganhar, por termos mais confiança para o futuro. Tornou-nos mais fortes, vamos ver se acontece o mesmo este ano”, adiantou o jogador, num momento em que o Sporting já não está na Taça de Portugal e está a 19 pontos da liderança na I Liga.

O defesa leonino anteviu a competição de Braga tal como Wilson Eduardo, igualmente em declarações à Liga TV, com o extremo a só pensar em conquistar o troféu, naquela que deverá ser a última edição em Braga.

“Esperamos erguer a Taça no sábado”

Sporting e SC Braga defrontam-se hoje no Estádio Municipal de Braga, a partir das 19:45, numa meia-final com arbitragem de Nuno Almeida, do Algarve.

A outra meia-final irá opor na quarta-feira, no mesmo horário, o FC Porto ao Vitória SC.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente: Lourency na mira de clubes espanhóis

em

Foto: Divulgação / Arquivo

Lourency, jogador do Gil Vicente, é desejado por vários clubes, incluindo o Maiorca e o Espanhol, que já se mostraram dispostos a fazer chegar a Barcelos propostas pelo extremo brasileiro, escreve hoje o jornal A BOLA.

Muito do interesse destes clubes vem no seguimento do jogo com o FC Porto, na 1.ª ronda da Liga, onde Lourency apontou um golo “vistoso” e mais recentemente frente ao Belenenses SAD, onde também fez o gosto ao pé.

Com apenas 24 anos, o ex-Chapecoense tem sido uma escolha habitual do treinador Vítor Oliveira e um dos mais promissores reforços da equipa dos galos nesta temporada.

Segundo a mesma publicação, os clubes interessados deverão apresentar propostas pelo brasileiro nas próximas horas.

Continuar a ler

Populares