Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Nós, Cidadãos! admite resultado inesperado mas continua caminhada

Eleições autárquicas

em

Foto: DR / Arquivo

A candidata do Nós, Cidadãos à presidência da Câmara de Viana do Castelo reconheceu hoje que o resultado nas eleições autárquicas de domingo “não era o esperado”, mas garantiu que o partido não “desanimou e vai continuar a caminhada”.

“O resultado não foi o esperado porque tínhamos visto as sondagens e as perspetivas eram mais animadoras. Não podemos baixar os braços porque o projeto em Viana do Castelo é para prosseguir”, afirmou hoje à agência Lusa, Paula Veiga.

Segundo os resultados oficiais divulgados hoje pelo Ministério da Administração Interna, depois de apurados os resultados das 27 freguesias do concelho de Viana do Castelo, o PS foi o vencedor com 45,05% dos votos (cinco mandatos), seguido do PSD/CDS-PP (três mandatos), com 24,59%, e da CDU (PCP-PEV), com 10,04% (um mandato).

O BE obteve 4,54% dos votos, o Aliança 3,84%, o Chega 3,45%, a Iniciativa Liberal 1,80% e Nós, Cidadãos! 1,01% (472 votos).

Paula Veiga disse ter avançado como cabeça de lista à presidência da Câmara da capital do Alto Minho “para iniciar um projeto do Nós, Cidadãos! em Viana do Castelo”.

“Agora estamos preparados para trabalhar, já temos espaço, já temos condições para prosseguir para as próximas eleições. Nestas eleições o resultado não nos desanimou. De todo. Como se costuma dizer, o caminho faz-se caminhando e há sempre um começo. Este foi o nosso começo”, especificou.

Paula Veiga justificou o resultado final com “falhas na estrutura que ainda não está bem oleada e por faltam de apoios”.

“Não foi mau de todo, podia ter sido pior. Serviu como uma aprendizagem. Sabemos os erros que cometemos e vamos melhorar e tentar não cometer os mesmos erros”, acrescentou.

Sobre a vitória socialista, felicitou Luís Nobre “por ter alcançado os objetivos a que se propôs”, mas disse que “não era expectável” que ganhasse com maioria.

“Os resultados são o que são e não há nada a dizer”, rematou.

O PS mantém-se à frente da Câmara de Viana do Castelo, depois de ter vencido as eleições autárquicas de domingo, mas mudou de presidente devido à lei de limitação de mandatos.

O socialista José Maria Costa, com 60 anos, não pode concorrer novamente à presidência por ter atingido o limite de mandatos (três consecutivos), tendo passado o testemunho para Luís Nobre, com 50 anos, que se torna assim o novo presidente da Câmara de Viana do Castelo.

Populares