Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Iniciativa Liberal cumpriu objetivo e “deixou semente” em Viana do Castelo

Eleições autárquicas

em

Foto: DR

O candidato da IL à presidência da Câmara de Viana do Castelo disse hoje que o resultado nas autárquicas de domingo correspondeu às expectativas e que a participação nas eleições visou “deixar a semente” do partido no concelho.

“Começámos a nossa caminhada liberal em Viana do Castelo. Foi a primeira eleição autárquica. O resultado está dentro da média do que era almejado, cerca dos 2%”, afirmou hoje à agência Lusa Maurício Antunes da Silva.

Segundo os resultados oficiais divulgados hoje pelo Ministério da Administração Interna, depois de apurados os resultados das 27 freguesias do concelho de Viana do Castelo, o PS foi o vencedor com 45,05% dos votos (cinco mandatos), seguido do PSD/CDS-PP (três mandatos), com 24,59%, e da CDU (PCP-PEV), com 10,04% (um mandato).

O BE obteve 4,54% dos votos, o Aliança 3,84%, o Chega 3,45%, a Iniciativa Liberal 1,80% (836 votos) e Nós, Cidadãos! 1,01%.

Maurício Antunes da Silva admitiu que o resultado para a Assembleia Municipal de Viana do Castelo o resultado ficou “um bocadinho abaixo” do que tinha sido estabelecido pelo partido, que “seria eleger um deputado municipal”.

“Deixamos a nossa semente plantada para a nossa caminhada liberal”, disse.

O candidato da IL desejou “sorte” à candidatura do PS que venceu as eleições autárquicas e que viu Luís Nobre tornar-se o próximo presidente da Câmara da capital do Alto Minho.

“Já ontem [domingo] telefonei ao arquiteto Luís Nobre para o felicitar pelo nosso projeto, agora como presidente da Câmara. Que seja o melhor para Viana do Castelo. Foi o que os vianenses decidiram e que faça o melhor que possa pelo concelho”, frisou.

O PS mantém-se à frente da Câmara de Viana do Castelo, depois de ter vencido as eleições autárquicas de domingo, mas mudou de presidente devido à lei de limitação de mandatos.

O socialista José Maria Costa, com 60 anos, não pode concorrer novamente à presidência por ter atingido o limite de mandatos (três consecutivos), tendo passado o testemunho para Luís Nobre, com 50 anos, que se torna assim o novo presidente da Câmara de Viana do Castelo.

Populares