Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Luís Nobre (PS) avança à Câmara de Viana prometendo liderar retoma económica

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Divulgação

O candidato do Partido Socialista (PS) à Câmara de Viana do Castelo, Luís Nobre, afirmou hoje que vai liderar a “mobilização dos vianenses” na retoma económica e social do concelho no pós-pandemia, “convencendo, unindo e mostrando o caminho”.

Perante mais de 150 convidados que, com as regras sanitárias em vigor, esgotaram a capacidade do Casino Afifense, Luís Nobre, que é também vereador da autarquia há 16 anos, apresentou este domingo publicamente as candidaturas do PS aos órgãos autárquicos em Viana do Castelo nas eleições de 26 de setembro, deixando uma garantia: “Com o PS e o projeto que estamos a construir, juntos, nenhum vianense ficará para trás. nenhum mesmo”.

Tiago Brandão Rodrigues, Jorge Delgado e Miguel Alves foram alguns dos convidados presentes do PS na apresentação de todas as candidaturas do partido em Viana do Castelo.

“Sabemos que por trás de muitas das concretizações da Câmara de Viana do Castelo está também o Luís Nobre. Vi o Luís sonhar, concretizar e construir. É um homem que sabe liderar e fazer equipas e que terá a audácia e o arrojo de continuar o trabalho feito”, destacou Tiago Brandão Rodrigues, ministro da Educação.

A candidatura “Acreditar no Futuro”, liderada por Luís Nobre, foi preparada nos últimos meses ao mesmo tempo que o concelho, como o país e o mundo, sofrem as consequências económicas, sanitárias e sociais provocadas pela pandemia, mas que está “assumidamente voltada para o futuro e para a recuperação”.

“Quero, queremos, liderar a mobilização dos vianenses para a retoma económica e social do concelho pós-pandemia: convencendo, unindo, mostrando o caminho, o futuro”, afirmou Luís Nobre, ao apresentar os candidatos do PS, na presença ainda de responsáveis locais, distritais e nacionais do partido.

Afirmou que esta candidatura foi construída com o “envolvimento e contributo de muitos”, o que levou a um programa “mais coeso, mais competente, mais abrangente, mais próximo e mais inclusivo”, fruto de um “diálogo, nos últimos meses, com mais de 300 organizações, entidades, associações e mais de 1.000 personalidades e cidadãos ativos do concelho nas áreas sociais, culturais e económicas.

“Acreditem que não somos uma equipa que resulta de coligações ou movimentos negativos, sem uma única ideia ou projeto que nos garanta desenvolvimento, apenas com o propósito de nos enfraquecer, como se isso fosse suficiente para serem encarados como alternativa pelos vianenses”, disse ainda. O candidato, e presidente da concelhia de Viana do Castelo do PS, apontou ainda o “alerta para a realidade do país” que representam os recentes números dos censos sobre a população.

“As grandes áreas urbanas de Lisboa e do Porto continuam a tirar a população do restante território. No nosso distrito, Viana do Castelo foi o concelho que sofreu menos impacto com esta realidade. Entre as capitais de distrito também fomos das menos afetadas. Mas isto, obviamente, não nos deixa tranquilos”, afirmou.

Acrescentou que “ainda antes” de serem conhecidos estes números, a candidatura que lidera apresentou os Eixos Estratégicos, com o compromisso de lançar 48 medidas nos primeiros 48 meses de mandato e o objetivo bem claro e definido de fixar as pessoas no território.

“Vamos aumentar em 25% as vagas nas creches de todo o concelho, através de uma agenda de apoio e compromisso do município com as Instituições Particulares de Solidariedade Social, nossas parceiras prioritárias no terreno. E vamos lançar um programa de habitação a custos controlados para a classe média e para os jovens. Isto é criar condições para fixar as pessoas no concelho, mas é também de atrair outras, de outras zonas, para Viana do Castelo”, afirmou.

Luís Nobre lidera a lista do PS à Câmara Municipal de Viana do Castelo e Flora Silva a lista à Assembleia Municipal. Nas eleições autárquicas de 26 de setembro o partido vai ainda concorrer com listas próprias (12) ou apoiar listas independentes (14) a todas as assembleias de Freguesia ou de Uniões de Freguesia.

“Acredito que somos uma equipa que tem como única prioridade as pessoas: com e para as pessoas, os vianenses”, concluiu.

Populares