Seguir o O MINHO

Região

GNR apanha grupo que vendia retroescavadoras furtadas para África via Amesterdão

em

Foto: GNR

A GNR identificou seis homens, em Vila Nova de Famalicão e em Santarém, no sul do país, esta quarta-feira, por furto de máquinas industriais pesadas, incluindo retroescavadoras, que eram posteriormente enviadas para Amesterdão, na Holanda, para serem comercializadas em países do médio oriente e em África, informou hoje aquela força de segurança.

Os furtos ocorreram na zona norte do país, tendo a primeira ocorrência sido registado no concelho de Vieira do Minho.

No âmbito de uma investigação levada a cabo pelo Núcleo de Investigação Criminal da Póvoa de Lanhoso, desde início em outubro de 2017, foram realizadas sete buscas domiciliárias às residências dos suspeitos, e 27 não domiciliárias, nomeadamente em anexos, garagens e veículos.

Da lista de apreensões, consta o seguinte material:

· Uma arma de fogo, tipo “Shotgun”;

· Dois detetores de sinais GPS/GSM;

· Quatro comandos de alta frequência;

· Um computador portátil;

· Várias placas VIN (número de identificação/marca de segurança) de máquinas retroescavadoras;

· Um detetor de metais;

· 30 doses de haxixe;

· 28 telemóveis;

· 32 450 euros em numerário.

· Uma máquina de contar notas;

Nesta ação foram ainda apreendidas munições de vários calibres e diversas chaves de veículos.

Segundo a GNR, cinco dos suspeitos têm antecedentes criminais por falsificação de documentos, fraude fiscal, furto qualificado, abuso de confiança, coação e burla qualificada.

Os suspeitos, com idades entre 21 e 65 anos, foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência, sendo que quatro dos arguidos serão presentes no Tribunal Judicial de Vila Verde, no dia 14 de dezembro, sexta-feira, para primeiro inquérito judicial.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Alto Minho

Colisão entre ambulância e carro faz três feridos em Ponte da Barca

No começo da tarde

em

Foto: DR/Arquivo

Uma colisão registada hoje entre uma ambulância e uma viatura ligeira em Ponte da Barca provocou três feridos ligeiros, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) de Viana do Castelo.

“Temos uma colisão registada às 12:46, na Rua de Santo António, em Ponte da Barca, qual está envolvida uma ambulância e um veículo ligeiro” e da qual resultaram “três feridos leves”, avançou fonte do CDOS de Viana do Castelo, explicando que os feridos ligeiros estavam na viatura.

Na ambulância seguia o condutor e o tripulante e ficaram ilesos, acrescentou a mesma fonte.

Continuar a ler

Aqui Perto

Incêndio perto de Melgaço lavra no parque natural de Xurés, na Galiza

Perto da fronteira com Portugal

em

Um incêndio florestal ativo está a lavrar no parque natural de Xurés, no sul de Ourense, tendo já queimado 40 hectares de floresta, segundo as estimativas iniciais do Ministério do Meio Rural.

O local fica a cerca de cinco quilómetros da fronteira com o Minho e a menos de 10 do centro da vila de Castro Laboreiro, no concelho de Melgaço.

O incêndio, que começou minutos antes da meia-noite, na freguesia de San Xes de Vilariño, no município de Lobeira (Ourense), está a ser combatido por dois agentes florestais e quatro brigadas, com recurso a quatro motobombas.

Esperamos que em breve sejam incorporados os meios aéreos, refere o ministério num comunicado.

Além deste incêndio, o departamento autónomo deu conta da extinção, esta madrugada, de outro incêndio florestal em Padrenda (Ourense), após ter consumido 21 hectares.

Continuar a ler

Braga

Procuram-se jovens músicos bracarenses para se juntarem à Escola do Rock

Inscrições até 01 de abril

em

Foto: GNRation

A Escola de Rock de Paredes de Coura vai descer até Braga para apresentar um concerto que irá integrar jovens músicos bracarenses.

O convite partiu do gnration e está inserido nas comemorações do seu sexto aniversário. Para isso, a estrutura bracarense vai organizar uma “open call onde irá procurar jovens guitarristas e baixistas da cidade de Braga, com idades entre os 13 e os 17 anos.

O espetáculo sobe a palco a 27 de abril, sábado, pelas 16:30. Os ensaios de preparação decorrem a 13 e 14 de abril, sábado e domingo, respetivamente, das 14:30 às 18:30. Ainda a 27 de abril, da parte da manhã, haverá um ensaio-geral.

As inscrições são gratuitas e decorrem até 1 de abril. Os interessados deverão contactar o gnration através do e-mail [email protected]

Recorde-se que a Escola do Rock surgiu em Paredes de Coura, corria o ano de 2014, numa iniciativa municipal para potenciar o aparecimento de novas bandas e novos músicos. Composta por cerca de 50 jovens músicos, já atuou em diversas salas de espectáculos e festivais de música.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares