Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente, goleado em Portimão, cai para a zona de despromoção

I Liga

em

O Portimonense goleou hoje o Gil Vicente por 4-1, em Portimão, em jogo da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, quebrando um ciclo de quatro jornadas consecutivas sem vencer e afastando-se da zona de despromoção.

A vitória dos algarvios começou a ser construída no primeiro minuto, com Maurício a abrir o marcador, mas Samuel Lino (26) empatou, de grande penalidade, com Salmani (33) a colocar novamente o Portimonense na frente, e, já na segunda parte, Aylton Boa Morte (72) e Beto (85) assinaram os restantes tentos dos algarvios.

Com este resultado, a equipa de Portimão subiu ao 11.º lugar, com 19 pontos, enquanto o Gil Vicente ocupa o 16.º e antepenúltimo posto, com 16.

No Municipal de Portimão, a formação de Paulo Sérgio entrou praticamente a ganhar, com um golo madrugador, no primeiro minuto e no primeiro lance de ataque, que resultou num pontapé de canto cobrado por Salmani, com Maurício a surgir na área e a rematar de cabeça com êxito.

O Gil Vicente reagiu, tomou conta do jogo a meio-campo, mas sem conseguir ameaçar a baliza de Samuel, perante um Portimonense que apenas evidenciou maior perigo em lances de contra-ataque, com Aylton Boa Morte, Bruno Moreira e Lucas Possignolo a desperdiçarem oportunidades para dilatarem o marcador.

No período de maior ‘descontração’ dos algarvios, o Gil Vicente aproveitou e chegou ao empate, aos 26 minutos, através de uma grande penalidade apontada por Samuel Lino, depois de Maurício ter jogado a bola com o braço no interior da área algarvia.

O Portimonense acusou o golo e o Gil Vicente aproveitou para acentuar a sua pressão ofensiva, ‘atrevimento’ que acabou por ser aproveitado pelos algarvios para se colocarem novamente na frente, aos 33 minutos, num lance rápido de Aylton Boa Morte, que assistiu o iraniano Salmani, que finalizou sem hipóteses de defesa para Beunardeau.

Os algarvios tiveram oportunidade de chegar ao intervalo com uma folgada vantagem, mas tanto Salmani (41) como Moufi (42) foram incapazes de finalizar depois de surgirem isolados diante do guarda-redes ‘gilista’.

No segundo tempo, o Gil Vicente surgiu mais consistente a meio-campo, conseguiu ter mais tempo a posse de bola, período em que o Portimonense cedeu a iniciativa de jogo ao adversário, aproveitando o adiantamento da formação de Ricardo Soares para explorar o contra-ataque, criando lances para aumentar o marcador.

O terceiro golo dos comandados de Paulo Sérgio surgiu num desses lances, com Aylton Boa Morte, aos 72 minutos, depois de jogada individual pela direita, a rematar cruzado à entrada da área, fora do alcance de Beunardeau.

Aos 85 minutos, Beto, que tinha entrado aos 64 minutos para o lugar de Bruno Moreira, assinou o quarto golo dos algarvios: em jogada individual, tirou um defesa do Gil Vicente do caminho e fixou o resultado final.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Municipal de Portimão.

Portimonense – Gil Vicente: 4-1.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

1-0, Maurício, 01 minuto.

1-1, Samuel Lino, 26 (grande penalidade).

2-1, Salmani, 33.

3-1, Aylton Boa Morte, 72.

4-1, Beto, 85.

Equipas:

Portimonense: Samuel, Moufi (Fali Candé, 87), Maurício, Lucas Possignolo, Anzai, Ewerton (Pohua, 87), Willyan, Dener, Salmani (Henrique, 81), Aylton Boa Morte e Bruno Moreira (Beto, 64).

(Suplentes: Nakamura, Fabrício, Vaz Tê, Beto, Henrique, Luquinha, Lucas Tagliapietra, Fali Candé e Poha).

Treinador: Paulo Sérgio.

Gil Vicente: Beunardeau, Paulinho (Joel, 62), Nogueira, Ruben Fernandes, Talocha (Henrique Gomes, 46), Pedro, João Afonso (Lucas Mineiro, 46), Gonçalves (Baraye, 73), Lourency (Marques, 62), Samuel Lino e Kanya.

(Suplentes: Denis, Joel, Diogo Silves, Rodrigo, Vítor Carvalho, Baraye, Lucas Mineiro, Marques e Henrique Gomes).

Treinador: Ricardo Soares.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Lucas Possignolo (37) e Moufi (83).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares