Seguir o O MINHO

Ave

Gabinete de psicologia quer devolver o “sol” a doentes com cancro em Guimarães

Apoio gratuito aos doentes e familiares

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

O concelho de Guimarães dispõe, a partir de hoje, de um gabinete de psico-oncologia para dar apoio gratuito aos doentes com cancro e familiares e aportar esperança, força e “sol” às suas vidas.

“Este é, sobretudo, um espaço afetivo. Queremos que os doentes com cancro e as suas famílias se sintam aqui completamente apoiados, numa altura em que travam aquela que, porventura, será a mais dura cruzada das suas vidas”, disse o presidente da câmara, Domingos Bragança, na inauguração do gabinete.

Situado na freguesia de Mesão Frio, o gabinete de psico-oncologia de Guimarães resulta de um protocolo entre a câmara municipal e a Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPC) – Núcleo Regional do Norte.

A câmara disponibilizou e equipou o espaço, num investimento de cerca de 100 mil euros, e assegura toda a logística, cabendo à LPC disponibilizar os psicólogos que farão o atendimento.

No gabinete, serão realizadas sessões de psicoterapia, tanto individuais como em grupo.

“Este gabinete pretende restituir o sol que o cancro rouba ao doente e à família”, disse ainda Domingos Bragança.

O presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Vítor Veloso, sublinhou que o doente oncológico “é muito especial, muito carente e não pode ser tratado como outro qualquer”.

“Há um distanciamento cada vez maior entre os profissionais de saúde e o doente oncológico e há que contrariar essa tendência. Tem de haver uma empatia muito grande com o doente, porque isso dá força, cria imunidade”, referiu.

Lembrou que a incidência oncológica “vai aumentar”, mas vincou que a mortalidade é hoje bem menor do que antes.

“Atualmente, temos 400 mil sobreviventes”, adiantou, para destacar o papel dos gabinetes de psico-oncologia na recuperação dos doentes com cancro.

O gabinete está também pronto para dar apoio psicológico aos profissionais de saúde, que muitas vezes acabam igualmente por “claudicar” com os casos que têm entre mãos.

Anúncio

Ave

Empresa de equipamentos doou 10 mil luvas e 3 mil máscaras aos Bombeiros Famalicenses

Covid-19

em

Foto: Divulgação

A empresa de equipamentos de proteção Raclac, com sede em Famalicão, entregou hoje mais de 13 mil peças aos Bombeiros Voluntários Famalicenses (BVF), em forma de donativo, anunciaram os bombeiros ao início da noite deste sábado.

Na sequência de um apelo deixado pela corporação famalicense durante o dia de hoje nas redes sociais, a empresa sediada na freguesia de Cruz decidiu doar dez mil máscaras, três mil luvas, 200 batas e 200 toucas aos soldados da paz.

De acordo com fonte dos BVF, este material irá “munir” os “voluntários com uma maior “capacidade de resposta em segurança” para enfrentar a pandemia de Covid-19.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães ativa plano de emergência e encerra ecovia, parques e cemitérios

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães mandou encerrar, a partir deste sábado, a ecovia/ciclovia, os parques de lazer em todo o concelho, todos os cemitérios das freguesias, feiras e pequenos mercados ao ar livre, numa prespetiva de contenção face à pandemia de Covid-19.

As medidas foram decretadas na sexta-feira, após reunião da comissão municipal de proteção civil, onde foi aprovada a ativação do plano de emergência municipal.

“A medida justifica-se pelo aumento de casos de infeção no distrito de Braga e no concelho de Guimarães e pela iminência de uma situação de acidente grave provocada pela infeção do coronavírus”, escreveu a autarquia, em comunicado.

Saliente-se a evolução epidemiológica no concelho de Guimarães que, até às 20:30 de quinta-feira, 26 de março, e segundo os dados fornecidos pelo ACES do Alto Ave, registava 58 casos confirmados de infetados, 755 casos em vigilância e 79 a aguardar resultados dos testes.

“Esta situação exige a tomada de medidas excecionais e temporárias com vista a robustecer e alargar o esforço de contenção da propagação epidémica, com o que se procura evitar, a todo o custo, um cenário de saturação dos meios de assistência hospitalar e, assim, proteger a vida dos cidadãos mais gravemente afetados pela COVID-19”, refere a autarquia.

Continuar a ler

Ave

Vizela encerra parque das termas e marginal ribeirinha

Covid-19

em

Foto: Divulgação

Na sequência do surto da nova estirpe de Coronavírus (COVID-19), foi decretado o Estado de Emergência Nacional, através do Decreto Presidencial n.º 14-A/2020, de 18 de março, tendo sido decretadas pelo Governo, através do Decreto n.º 2-A/2020, de 20 de março, um conjunto de medidas de ordem preventiva e restritiva, para evitar a transmissão da doença na comunidade.

Assim, no seguimento do decretado pelo governo, mais precisamente pelo Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e uma vez mais, atenta a realidade concelhia, a Câmara de Vizela encerrou o Parque das Termas e a Marginal Ribeirinha, locais onde habitualmente se concentram muitas pessoas.

A Câmara Municipal de Vizela apela à população vizelense para respeitar as recomendações das autoridades, em especial o cumprimento do Dever Geral de Recolhimento, devendo, sempre que possível, evitar deslocações para fora do domicílio, preservando o recolhimento domiciliário.

Continuar a ler

Populares