Seguir o O MINHO

Ave

Ferrari cai a um campo em Fafe

Vila Cova

em

Foto: Ivo Borges / O MNHO

Um homem de 67 anos sofreu ferimentos na sequência de um despiste seguido de queda a um campo, a meio da tarde deste sábado, em Fafe, apurou O MINHO no local.


O condutor seguia na Estrada Nacional 207, entre Freitas e Vila Cova, quando por motivos desconhecidos entrou em despiste, acabando por a viatura em que seguia, de marca Ferrari, cair a um campo.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Para o local foram acionados os Bombeiros de Fafe que prestaram primeira assistência à vítima.

Foi transportada para o Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães, por precaução.

A GNR registou a ocorrência.

Anúncio

Ave

Sentença de juiz de Famalicão acusado de violência doméstica adiada pela 3.ª vez

Desta vez, devido às limitações de circulação entre concelhos

em

Foto: Ilustrativa / DR

O Tribunal da Relação do Porto determinou hoje um novo adiamento, o terceiro, da leitura do acórdão do caso de um juiz de Famalicão pronunciado por violência doméstica sobre a ex-mulher.

A leitura do acórdão está agora agendada para 04 de novembro, depois de ter estado marcada para 16 de setembro, para 07 de outubro e para a tarde de hoje.

Os dois adiamentos anteriores ocorreram porque o juiz arguido alegou que nesses dias tinha julgamentos urgentes, alguns deles relacionados precisamente com violência doméstica.

Juiz de Famalicão julgado por violência doméstica contra a mulher

Por não querer proferir o veredicto na ausência do arguido, a Relação forneceu às partes seis datas possíveis para remarcação da leitura do acórdão, recaindo a escolha no dia de hoje.

Já durante a manhã, a leitura da decisão judicial foi remarcada para 04 de novembro, disse fonte judicial, justificando a opção pelas limitações às deslocações entre concelhos, devido à pandemia da covid-19.

O juiz de primeira instância Porfírio Vale está a ser julgado pela 4.ª secção criminal do Tribunal da Relação do Porto por alegada violência doméstica vitimando a sua ex-mulher.

Violência doméstica: Seis datas à escolha para sentenciar juiz de Famalicão

Para efeitos de julgamento de magistrados, um tribunal da Relação funciona como se fosse um tribunal de Comarca.

O Ministério Público tinha arquivado uma queixa da mulher, mas a Relação do Porto e o Supremo Tribunal de Justiça determinaram que um coletivo de juízes julgasse o magistrado judicial, da primeira instância de Vila Nova de Famalicão, na comarca e distrito de Braga, por alegadamente “atormentar” a ofendida através de conversas telefónicas, correios eletrónicos e centenas de mensagens de telemóvel (SMS), a partir de 2015, ano de oficialização do divórcio.

Continuar a ler

Guimarães

Pai e filho morrem no mesmo dia em Guimarães

Óbito

em

Foto: DR / Arquivo

É um caso insólito. Os Bombeiros das Caldas das Taipas foram chamados, na manhã desta sexta-feira, para uma doença súbita, em Sande S. Lourenço, Guimarães, cuja vítima acabaria por morrer. Entretanto, alertada a família, os bombeiros detetaram que o pai da vítima, no interior da residência, também falecera.

O alerta foi dado às 08:37 para uma doença súbita na via pública, na Rua da Liberdade, em Sande S. Lourenço, à entrada da casa da vítima. À chegada dos bombeiros, o homem de 55 anos encontrava-se em paragem cardiorrespiratória. Apesar das manobras de reanimação, não resistiu.

Entretanto, foi encontrado também em paragem cardiorrespiratória, dentro de casa, o pai da vítima. O homem, de 78 anos, era doente oncológico, mas desconhecem-se, no entanto, as causas da morte.

Ao que O MINHO apurou, os familiares encontravam-se em casa, pelo que a morte do idoso ter-se-á dados na mesma altura em que o filho sucumbira a um enfarte.

Os Bombeiros das Caldas das Taipas mobilizaram para o local quatro operacionais apoiados por duas ambulâncias.

A vítima de 55 anos foi transportada para o Gabinete Médico Legal do Hospital de Guimarães.

Continuar a ler

Guimarães

Funcionários do Multiusos de Guimarães com covid-19

Pandemia

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Há uma série de funcionários da Tempo Livre, entre eles alguns do Multiusos de Guimarães, infetados com covid-19.

Amadeu Portilha, o presidente da Tempo Livre, cooperativa que gere as instalações desportivas da Câmara de Guimarães, disse a O MINHO que “há vários funcionários infetados em todo o universo da Tempo Livre, inclusivamente alguns professores das AEC´s, que não se trata apenas do Pavilhão Multiusos”. Entre os funcionários infetados, há até alguns que já voltaram ao serviço.

O presidente da Tempo Livre faz questão de sublinhar que todos os casos tiveram origem em contatos fora das instalações do Multiusos. “Aquilo que aconteceu foram infeções no seio familiar, com filhos que foram infetados na escola, por exemplo”.

Multidão em Guimarães gera polémica: “Queriam que fosse medir a febre a cada um?”

Segundo Amadeu Portilha, nesta altura, há quatro funcionários do Multiusos infetados, um primeiro caso que foi infetado no meio familiar e que acabou por infetar mais três colegas com quem trabalha diretamente, antes de ter conhecimento da infeção.

O próprio Amadeu Portilha está, neste momento, em isolamento. O presidente da Tempo Livrem que já fez quatro testes, apesar de ter testado negativo, ficou em isolamento profilático, por trabalhar no mesmo piso que os infetados.

O presidente da Tempo Livre afirma que está a todo o momento a receber testes de funcionários e que, portanto, a situação é dinâmica. “Na segunda-feira algumas destas pessoas já regressam ao trabalho”, adiantou Amadeu Portilha.

Ainda segundo o mesmo responsável, apesar de as infeções e os isolamentos afetarem várias áreas da Tempo Livre, como a piscina – onde também há um infetado, nesta altura -, o normal funcionamento de todas as instalações e atividades da cooperativa não está posto em causa.

(notícia atualizada às 18h12 com alteração da foto de destaque, por potencialmente poder induzir em erro os nossos leitores)

Continuar a ler

Populares