Seguir o O MINHO

Guimarães

Espanhóis, franceses e portugueses aumentam número de turistas em Guimarães

Em 2017, aumentou em 3,8% do número de visitantes aos museus

em

Foto: CM Guimarães

O aumento da atração de turistas em 2018 é confirmado por um conjunto de dados recentemente divulgados pelas entidades oficiais. A taxa média de ocupação hoteleira foi de 63,6% quase 5% mais do que em 2017.

O registo de visitantes aos pontos de informação turística, o número de visitas a equipamentos culturais e ainda os números fornecidos pelas principais unidades de alojamento do concelho serviram de base para a construção dos números.

“O posicionamento de Guimarães em relação ao mercado externo está a crescer de ano para ano, fruto de uma estratégia de promoção do nosso território assente no património edificado, na programação cultural e não só. Guimarães tem muito para oferecer a quem nos visita e esse é um trabalho que está a ser feito de forma gradual, em articulação com os agentes turísticos e empresários, assim como as associações do setor”, salienta a Vereadora da Cultura do Município de Guimarães.

Sofia Ferreira mostra-se “muito satisfeita” pelos números apresentados no relatório que traduz os dados estatísticos em relação à atração de visitantes no ano de 2018. “É muito interessante verificar que na taxa média de ocupação de quartos nos nossos hotéis atingimos uma percentagem muito próxima do ano 2012, sendo que esse foi um ano extraordinário, quase incomparável, fruto dos eventos na Capital Europeia da Cultura”, salientou ainda a responsável pelo pelouro do Turismo na Câmara de Guimarães.

O número de visitantes que, em 2018, passou pelos postos de informação turística foi de 80393, sendo mais de cinco mil em comparação com o ano anterior. A evolução é de tal forma visível ao comparar com o ano de 2013, onde se verifica um crescendo de quase 34 mil visitantes.

Numa análise aos valores totais de turistas por países de origem, Espanha, com 47% dos visitantes, mantém a posição de principal mercado emissor. Seguem-se a França com 13% dos visitantes e Portugal com 9% do total.

O Brasil é o quarto país entre os visitantes que chegam à Cidade-Berço, com 7%, registando a segunda maior subida do número total de visitantes relativamente ao ano anterior.

Nesta vertente de turismo é possível destacar ainda o impacto pela procura dos equipamentos culturais, conferindo um aumento de 3,8% do número de visitantes aos museus e outros equipamentos culturais, como a Plataforma das Artes e Casa da Memória. No ano passado o número de visitantes aos equipamentos culturais foi de 523 852.

O período entre abril e outubro, com especial incidência no mês de agosto, é quando Guimarães regista o maior número de visitantes.

Estes sete meses representaram, no ano de 2018, 79% do total de visitantes aos postos de informação turística. Julho, agosto e setembro, meses de verão registam 48% do total de visitantes.

Na semana Santa e fim-de-semana de Páscoa registou-se, igualmente, um pico significativo de turistas provenientes, essencialmente, do mercado espanhol.

Anúncio

Guimarães

Filho confirma que cadáver encontrado em Guimarães é de eletricista desaparecido há 2 semanas

No rio Ave

em

Foto: DR

O filho de um homem de 63 anos, de Guimarães, desaparecido desde 08 de janeiro confirmou, numa publicação no Facebook, que o cadáver hoje encontrado no rio Ave é do seu pai.

O corpo foi encontrado pelas 11:00, na freguesia de Barco, Guimarães.

A Polícia Judiciária esteve a fazer perícias ao cadáver no local, onde esteve também o filho do homem desaparecido.

O corpo foi removido ao início da tarde para o Instituto de Medicina Legal de Guimarães, para autópsia.

As autoridades ainda não confirmarm oficialmente a identidade da vítima.

Um homem de 63 anos, de Creixomil, Guimarães, estava desaparecido desde 08 de janeiro. Saiu de casa na noite desse dia, de carro, alegadamente para visitar um cliente em Caldas das Taipas, e desde então nunca mais foi visto.

O telemóvel foi entretanto encontrado, mas o carro ainda não.

As autoridades chegaram a promover buscas no rio Ave, mas sem sucesso. A Polícia Judiciária continua a investigar o caso.

Continuar a ler

Guimarães

Encontrado cadáver no rio Ave em Guimarães

Em Barco

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O cadáver de um homem foi hoje encontrado num rio na freguesia de Barco, Guimarães, estando as autoridades a efetuar diligências para apurar se se trata da pessoa que está desaparecida desde 08 de janeiro, disse fonte dos bombeiros.

Segundo a fonte, o alerta para “um corpo a boiar no rio” foi dado cerca das 11:00.

Um homem de 63 anos, de Creixomil, em Guimarães, distrito de Braga, está desaparecido desde o dia 08 de janeiro.

Saiu de casa na noite desse dia, de carro, alegadamente para visitar um cliente em Caldas das Taipas, e desde então nunca mais foi visto.

Entretanto, o telemóvel do desaparecido foi, mas o carro ainda não.

Continuar a ler

Guimarães

Homem de 35 anos em estado grave após colisão em Guimarães

Em Creixomil

em

Um homem, com 35 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de uma colisão frontal, ao início da noite deste domingo, na cidade de Guimarães.

A colisão ocorreu na Rua da Pisca, em Creixomil, provocando ainda ferimentos ligeiros num outro interveniente, um homem com 67 anos.

“Houve necessidade de desencarcerar a vítima mais nova”, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

No local, estiveram os Bombeiros de Guimarães com três viaturas e oito operacionais.

A equipa médica da VMER de Guimarães fez acompanhamento clínico do ferido grave até ao hospital local, para onde ambas as vítimas foram transportadas.

A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares