Seguir o O MINHO

Região

Empresa de Barcelos integra 74 funcionários de fábrica que fechou em Celorico de Basto

Economia

em

Foto: DR / Arquivo

A Sonix, empresa têxtil de Barcelos, vai integrar 74 funcionários de uma unidade industrial de confeção que encerrou recentemente em Celorico de Basto, informou hoje fonte autárquica.

Segundo o município de Celorico de Basto, a integração dos recursos humanos vai realizar-se de forma faseada e ocorrerá nas instalações da unidade que encerrou, situada em Gandarela de Basto.

A articulação entre o grupo empresarial Sonix, sediado em Barcelos, e os demais intervenientes no processo foi realizado pela junta de freguesia e pela câmara municipal.

Após vários contactos, assinala hoje a autarquia, foi possível chegar a um acordo com os proprietários das atuais instalações e com o administrador da massa insolvente, que deixará as máquinas da empresa falida à guarda do presidente da junta.

O acordo prevê, ainda, que os funcionários passem a auferir de uma remuneração superior à que tinham na empresa anterior.

“No final da reunião, os administradores do grupo Sonix, Conceição Dias e Samuel Costa, transmitiram o seu agrado pela forma rápida e eficiente como o município e junta de freguesia agilizaram a resolução do processo, realçando que encontraram um grupo motivado, com vontade de regressar ao trabalho, esperando que possa iniciar a produção já no início de maio”, lê-se num comunicado enviado à agência Lusa.

Fábrica têxtil de Celorico de Basto encerra e atira 110 trabalhadores para o desemprego

Joaquim Mota e Silva, presidente de Celorico, também citado no comunicado, congratulou-se com a “rápida resolução de um problema dramático, que deixou no desemprego mais de 70 pessoas do concelho”.

“A postura proativa do município e da junta de freguesia permitiu encontrar uma solução com um grupo credível e de competência comprovada, que se apresentou de forma determinada”, concluiu o presidente da câmara.

Populares