Seguir o O MINHO

Braga

Em Braga, o Natal é para todos, sobretudo para as famílias

“Braga é Natal”

em

Fotos: Fernando André Silva / O MINHO

Milhares de pessoas voltaram a assistir à inauguração das luzes de Natal na cidade de Braga, criando uma dinâmica “importante” para os moradores e para a atividade comercial.

O MINHO entrevistou algumas pessoas que, a partir das 17:00, já se concentravam na Praça do Município, à espera do momento alto do arranque do Natal.

Braga já acendeu as luzes de Natal

Filipa Magalhães veio de Tadim. Embora seja de Braga, esta foi a segunda vez que veio assistir ao momento em que a cidade fica iluminada. A (agora) bracarense, nascida em Amares, revela que, no ano passado, ficou bastante impressionada com o espírito que se vive durante o ligar das luzes, logo não poderia faltar este ano.

“Voltamos porque o ano passado gostamos muito, das luzes, da época natalícia, do espírito que se vive, tudo isso traz-nos cá”, refere. “Também puxa para comprar no comércio, até já compramos algumas prendas para o Natal”, confessa.

Isaura Barbosa, de Lago, Amares, acompanhou Filipa neste périplo e aproveitou para comprar as prendas para a época festiva. “Ainda não tinha assim tanta gente nas lojas quando viemos às compras, ao início da tarde, por isso aproveitei”, explica.

Também Andreia Valença, de Sequeira, concelho de Braga, acompanhou as amigas, não para compras, mas para a inauguração. “Isto é lindo”, destacou.

Andreia Valença, Filipa Magalhães e Isaura Barbosa. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Céu Caldas, de São Vicente, cidade de Braga, vem à inauguração “desde que existe”. “Adoro este período, na minha família sempre foi incutido o espírito de Natal com uma festa muito grande e ainda hoje continua a ser. É a minha festa favorita”, revela.

Sobre as luzes, acha “que está muito bonito”. “Mas é preciso iluminar mais o centro da cidade durante todo o ano”, aponta. “Nunca tive nenhum susto, mas é um bocado chato investir-se um valor alto (300 mil euros) quando podia ser menos e dava para ajudar mais gente. Apesar de gostar da festa, acho o valor excessivo”, vinca.

Céu Caldas. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Celeste Silva, de São Vicente, aproveitou uma rara folga do trabalho como enfermeira e não quis perder a inauguração. “Gosto de ver muita gente aqui no centro, nota-se um aumento de pessoas, porque somos uma cidade muito jovem, dinâmica e as pessoas gostam disto”, destaca. “Aproveitei para fazer algumas compras, não para o Natal, mas para o dia-a-dia”, finaliza.

Francisco Gonçalves veio de Palmeira, e acompanhou Celeste nas compras e na inauguração. “Tenho vindo sempre nos últimos anos, pelo espírito natalício e porque é engraçado ver este arranque, com a cidade a mexer-se aqui no centro. É diferente e é muito bom”.

Celeste Silva e Francisco Gonçalves. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Alessandra Ceraldi, natural de São Paulo, mas a viver em Braga há alguns meses, mostrou-se extasiada com o evento. Este foi o primeiro ano que assistiu à inauguração e ficou maravilhada. “Adoro, estávamos muito entusiasmados, foi uma surpresa, gostámos muito”, realça.

“É muito positivo para Braga para atrair gente aqui para o centro. Em São Paulo também fazemos a inauguração, junta mais gente, mas aqui é mais organizado e é mais amigável para as famílias e muito mais seguro (risos)”.

Alessandra Ceraldi e família. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Léo Antunes, também de São Paulo, vive em Braga “há cerca de dois anos”, mas o ano passado não viu a inauguração. “Este ano viemos porque ficámos curiosos e vimos que no ano passado, pela internet, que era uma festa bonita”, aponta. “Isto é muito bom e seguro para as famílias”, acrescentou.

Léo Antunes e esposa. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Altino Bessa, vereador com os pelouros de Turismo e Comércio, não crê que o investimento seja “excessivo”, referindo que o mesmo se adequa à grandeza da cidade, que é, sublinha, “a terceira maior do país”.

A O MINHO, o vereador destaca “o ligar de luzes do Natal” como já sendo “um acontecimento para a cidade”. “Atrai muitos bracarenses e muitas pessoas que não são bracarenses, que vêm a este momento, passam cá o dia e fazem compras”.  “Verificamos muita gente com sacos a sair das lojas, o que significa que Braga é uma capital de comércio, com lojas de grande qualidade, uma vasta oferta para as compras de Natal ao longo do próximo mês. No fundo, hoje, as pessoas aproveitaram para isso”.

Altino Bessa. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Sobre fazer do ligar das luzes um momento, serve para “perceber a dinâmica da cidade”, explica o vereador. “São milhares de pessoas que acorrem a este momento, se recuássemos cinco ou seis anos, isto não era um momento, e agora é um momento de um programa vasto e contínuo – Braga é Natal – e tem uma repercussão de atratividade para a cidade, e até serve para o turista ficar surpreendido como a cidade se mobiliza de tal forma à volta de uma iluminação de Natal”.

Altino Bessa aponta ainda que esta festa é “também para as famílias”, e isso é algo que se pretende “enraizar”. “Embora Braga já seja uma cidade moderna, de certa forma cosmopolita, é também conservadora e valoriza os valores da família”.

Investimento

Sobre o investimento de 300 mil euros para o programa natalício, um aumento de mais de 30 por cento comparativamente ao ano anterior, Altino Bessa crê que o mesmo se justifica, e que “é bom para a imagem e comercio da cidade”.

“Repare, se compararmos cidades, algumas delas até mais pequenas que Braga, investem mais. Hoje, Braga é a terceira maior cidade do país, mas se formos ver os vários orçamentos dos municípios, Braga não está, sequer, no terceiro maior investimento de Natal”, assegura, garantindo que “é um investimento contido de acordo com as capacidades financeiras do município”.

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

“Tenho certeza que Cascais, Coimbra, Sintra, Óbidos, gastam muito mais dinheiro, logo a terceira cidade do país tem que se posicionar como tal e é preciso investir para trazer retorno.  Genericamente, acho que as pessoas percebem que isso é uma realidade, por isso o investimento é sempre bom porque tem retorno seguro para a dinâmica e para a atividade comercial”, finaliza.

Anúncio

Braga

Bombeiros e Proteção Civil desobstruem via após derrocada em Braga

Nó de Infias

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Uma equipa dos Bombeiros Sapadores de Braga, com apoio dos serviços da Proteção Civil da câmara local, ainda procedem, pelas 12:30, à desobstrução de um dos acessos à variante de Braga, no conhecido nó de Infias, sentido Infías-Hospital de Braga.

A derrocada ocorreu pouco depois das 09:30 desta manhã de domingo, surpreendendo automobilistas que circulavam naquele nó. Não há feridos.

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A chuva forte e persistente que se tem abatido durante a manhã, não só em Braga, mas um pouco por todo o Minho, tem levado a várias intervenções das autoridades, nomeadamente nos concelhos de Braga, Esposende, Póvoa de Lanhoso e Famalicão.

Atenção, Braga: Derrocada corta um dos acessos à variante no nó de Infias

Em Lamaçães, cidade de Braga, a chuva forte e um alegado entupimento dos colectores de águas pluviais levou a que uma viatura ficasse retida nas águas, levando à intervenção dos Bombeiros Sapadores de Braga.

Família resgatada de carro em estrada atingida por cheias em Braga

O distrito de Braga encontra-se sob aviso amarelo do IPMA até às 15:00 horas deste domingo.

 

Continuar a ler

Braga

Família resgatada de carro em estrada atingida por cheias em Braga

Em Lamaçães

em

Foto: Carlos Costa

Uma família foi resgatada de uma viatura automóvel, esta manhã de domingo, depois de ter ficado parcialmente submersa numa estrada, em Lamaçães, cidade de Braga, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Foto: Carlos Costa

A ocorrência deu-se na Avenida António Palha, junto ao novo edifício da Mercadona, levando a que vários populares captassem imagens de diversos carros que iam sofrendo para avançar.

Foto: Carlos Costa

No local estiveram os Bombeiros Sapadores de Braga, conseguindo deslocar a viatura para fora da área inundada e retirar as vítimas.

Não há feridos a registar, disse a mesma fonte.

Foto: João Cerqueira

Depois de resgatada a família, os bombeiros sapadores, com apoio da PSP de Braga, procederam à desobstrução dos coletores de águas pluviais, principal causa da inundação registada.Foto: Telma Silva

Foto: Telma Silva

Foto: Telma Silva

A forte chuva que se tem feito sentir durante a noite e manhã deste domingo não tem dado tréguas na cidade existindo vários pedidos de ajuda para com os bombeiros.

Continuar a ler

Braga

Atenção, Braga: Derrocada corta um dos acessos à variante no nó de Infias

Deslizamento de terra

em

Foto: Vera Rocha

Uma derrocada, ao início da manhã deste domingo, levou ao corte de um dos acessos do Nó de Infias, que dá acesso à variante no sentido Infias-Hospital/Braga Parque, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Sem feridos, a situação levou ao corte daquele acesso levando a que os automobilistas sigam por outras direções.

A mesma fonte indicou que os Bombeiros Sapadores de Braga já se encontram no local para limpeza de via, pelas 11:00.

Continuar a ler

Populares