Seguir o O MINHO

Alto Minho

Discoteca de Caminha diz que brutais agressões não ocorreram no seu interior nem nas imediações

em

A discoteca “Club Alfândaga” enviou na noite desta segunda-feira um comunicado à redação de O MINHO para esclarecer a sua versão sobre as brutais agressões a um jovem esta domingo, em Caminha.

Recorde-se que um jovem de 20 anos, residente em Vila Nova de Cerveira, ficou em estado crítico após ser agredido por um grupo de quatro homens.

A agressão aconteceu por volta das 06:00 de domingo na sequência de um desentendimento entre dois grupos, que, segundo o “Correio da Manhã” terá começado no interior da discoteca e continuou na rua. O jovem acabou por ficar sozinho e foi agredido sob ameaças de morte.

No comunicado, a discoteca avança que as agressões não ocorreram no seu interior, nem tão pouco nas suas imediações, assim como, ao contrário do que tem sido divulgado, também não foi resultado de qualquer desentendimento ocorrido entre grupos rivais, que se encontrava dentro deste espaço.

Leia o comunicado na íntegra:

“O Club Alfândega vem pelo presente, tomar posição face a tudo quanto tem sido divulgado acerca de alguns acontecimentos ocorridos na madrugada de 29 de julho, em Caminha.

O Club Alfândega é um espaço de divertimento noturno que conta com 29 anos de existência, sendo uma casa de referência no Norte de Portugal. Nas últimas horas e para sua surpresa, tem visto o seu nome associado a um infeliz e grave episódio de violência, ocorrido na passada madrugada de sábado, 29 de julho, sentindo por isso necessidade de vir esclarecer o seguinte:

Chegou-nos ao conhecimento o relato deste trágico episódio de violência, motivo pelo qual sentimos necessidade de nos demarcar deste tipo de comportamentos, sublinhando, desde já, que tal acontecimento não ocorreu no espaço do Club Alfândega, nem tão pouco nas suas imediações, assim como, ao contrário do que tem sido divulgado, também não foi resultado de qualquer desentendimento ocorrido entre grupos rivais, que se encontrava dentro deste espaço.

Várias tem sido as notícias veiculadas pelos órgãos de comunicação social, no sentido de responsabilizar ou envolver este espaço, nos acontecimentos já reportados.

Salienta-se que até à elaboração do presente Comunicado, o Club Alfândega ou qualquer dos seus representantes não foi, em momento algum, contactado por qualquer órgão de comunicação social a fim de prestar os devidos esclarecimentos sobre a situação, pelo que vem, desde já, repudiar todas as informações que envolvem o nome deste espaço associado a este trágico acontecimento.

O Club Alfândega encontra-se disponível para colaborar, como sempre o fez, com as competentes autoridades, a fim de que se possa aferir a verdade dos factos.

O Club Alfândega e seus representantes repudiam qualquer ato de violência, dentro ou fora do espaço, pautando-se por princípios de idoneidade e seriedade, cumprindo pontual e integralmente todos os deveres a que se encontram adstritos”.

Populares