Seguir o O MINHO

Braga

“Descentrar” reúne em Braga criações artísticas para divulgar e promover património

Cultura

em

Foto: CM Braga / Divulgação

O Programa “Descentrar” vai levar a sete espaços patrimoniais classificados de Braga, em sete datas, criações artísticas com o “objetivo primordial” de “divulgar e promover o património cultural” das freguesias daquele concelho, foi hoje anunciado.

A decorrer de 27 de junho a 18 de setembro, aquele programa assume-se, segundo aquela autarquia, como um “projeto inovador de turismo cultural” que visa “permitir um acesso à cultura em toda a sua variedade”, com espetáculos ao ar livre e de acesso gratuito.

O “Descentrar” inclui um total de 39 iniciativas culturais, entre as quais se destacam 14 visitas guiadas, quatro concertos comentados de música clássica e erudita, 12 concertos com artistas emergentes no panorama musical português e nove espetáculos de Novo Circo, com artistas consagrados a nível nacional e internacional.

O programa promete “práticas artísticas com um elevado potencial de transformação” quer dos territórios, quer dos participantes, oferecendo uma “transformação qualitativa da experiência dos visitantes ou a reinvenção das narrativas associadas a cada lugar e a cada elemento patrimonial”.

A Igreja de São Salvador (Figueiredo), o Núcleo Museológico de São Martinho de Dume (Dume), a Capela de S. Frutuoso (Real), a Igreja de Santa Maria Madalena da Falperra (Nogueira), o Castro (e Capela) do Monte de Nossa Senhora da Consolação (Nogueiró), Mosteiro de Tibães (Mire de Tibães) e Ponte de Prado (Merelim S. Paio) são os locais selecionados para o acolhimento do novo projeto.

A participação está limitada a inscrição prévia e condicionada à lotação do espaço em que decorrem, em total cumprimento com as regras de saúde pública aplicadas em cada momento.

O programa resulta de uma candidatura “NORTE-14-2020-25 Património Cultural – Programação Cultural em Rede – Imaterial”, sendo cofinanciada no âmbito do Programa Operacional Norte 2020, Portugal 2020 e pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

A inscrição pode ser feita aqui.

Populares