Redes Sociais

Barcelos

Cerca de 100 pessoas contagiadas em surto de sarna em Barcelos

a

O Hospital de Barcelos está a sofrer um surto de sarna, avança o Porto Canal. Terá sido em dezembro que os primeiros casos foram diagnosticados entre funcionários e familiares do Hospital de Barcelos. Pelo menos 100 pessoas terão sido infetadas. 

Segundo fonte ouvida pelo canal, o hospital ofereceu apoio através de avaliações feitas por uma dermatologista, que deu as indicações do tratamento.

No entanto, alguns remédios chegaram apenas esta quarta-feira, e o tratamento acabou por se iniciar de forma atrasada.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Barcelos

BarcelosBUS: PSD e BE saúdam novo serviço de transporte urbano, mas pedem mais

Autocarros urbanos circulam desde hoje em Barcelos.

Publicado

a

Foto: O MINHO

A Comissão Política do Bloco de Esquerda (BE) Barcelos saudou esta segunda-feira a inauguração do BarcelosBus, serviço de transporte urbano da cidade, que decorreu durante a tarde, sugerindo, no entanto, que a mesma chega com atraso.

“Lembramos que esta pretensão está inscrita nos nossos programas eleitorais desde 2001, aquando da primeira candidatura do BE em Barcelos”, ressalva, acrescentando que “a existência de transportes coletivos no perímetro urbano da nossa cidade é uma necessidade premente há décadas. O que hoje, pomposamente, foi apresentado peca por tardio e as sucessivas governações autárquicas devem ser responsabilizadas por esta incúria para com os barcelenses”.

Em relação às duas linhas criadas, o BE Barcelos considera que o seu alcance não é suficiente.

“As linhas criadas (vermelha e amarela numa percurso total de 23 Km) para a prestação deste serviço são demasiado redutoras abrangendo uma curta extensão de área de superfície e uma reduzida dimensão populacional”, defende. E pede mais: “Admitindo que este é um processo experimental, impõe-se que num curto período de tempo se faça uma avaliação à adesão dos utentes e se projete, no imediato, novas linhas com novas áreas de cobertura, lançando as bases para uma futura empresa municipal de transportes coletivos”.

Num contexto mais alargado, os bloquistas apontam outras medidas a ter em conta no âmbito da construção de uma cidade inteligente.

“Por outro lado, numa perspetiva de sustentação ambiental e de ordenação do território ao jeito de Smart City , é imperioso que se comecem a desenhar corredores verdes, ciclovias, parque urbano, cursos de água despoluídos e fruição fluvial, ligando os componentes de infraestrutura e de serviços de uma forma inteligente e eficiente”, acrescentam.

“As cidades são pessoas e como tal têm como preceito melhorar a qualidade de vida dos seus habitantes”, remata o Bloco.

PSD “não compreende (…) mini-autocarro minimalista”

Já esta terça-feira, o Partido Social Democrata (PSD) de Barcelos congratulou-se com a chegada do transporte urbano à cidade.

“A criação dos transportes públicos urbanos representa um velho anseio dos barcelenses, o qual foi sendo adiado e Barcelos era a última cidade do Quadrilátero Urbano (Barcelos, Braga, Guimarães e Famalicão) que não possuia o serviço”, afirma o PSD.

BarcelosBUS. Foto: Divulgação

Num comunicado assinado pelo presidente da concelhia, José Novais, que é também vereador na autarquia, é ainda apresentado um reparo: “Tratando-se de um serviço de raiz, [este] deveria ser amigo do ambiente, atendendo a que os mini-autocarros, com 31 lugares, são movidos a gasóleo”, pode ler-se, aludindo ao contrato de desenvolvimento do “Programa Laboratórios Vivos para a Descarbonização”, assinado pelo município barcelense e que pressupõe que a cidade deveria “afirmar-se como espaço de baixo carbono”, “fomentando a demonstração de soluções tecnológicas integradas”.

Sobre o itinerário, os sociais-democratas defendem que o mesmo deveria ser mais abrangente, incluindo “uma paragem e interligação com a Central Rodoviária, passar no Centro de Saúde de Barcelos e compatibilizar com as escolas, nomeadamente”.

BarcelosBUS arrancou esta terça-feira

O serviço experimental de transportes urbanos de Barcelos entrou em funcionamento esta terça-feira, com dois itinerários “económicos” servindo os principais aglomerados populacionais e estabelecendo ligação com os principais equipamentos da cidade.

O serviço pode ser experimentado gratuitamente até ao final do mês.

A linha amarela, com cerca de 10 quilómetros, ligará Vila Frescainha de S. Pedro a Arcozelo, passando pelo acesso pedonal do Instituto Politécnico do Cávado e Ave e pela Estação dos Caminhos-de-ferro.

A linha vermelha, com cerca de 13 quilómetros, vai ligar o Estádio Cidade de Barcelos à freguesia de Rio Covo Santa Eugénia e à EB 2,3 Rosa Ramalho, em Barcelinhos, passando, ainda, pelas principais escolas.

Os bilhetes simples custarão um euro e o passe mensal 20 euros, sendo que haverá desconto de 50 por cento nos passes para pessoas com mobilidade reduzida, estudantes, reformados, pessoas com idade igual ou superior a 65 anos e menores de 13 anos.

As crianças até aos quatro anos não pagam.

O serviço foi concessionado à empresa Transdev, no âmbito da gama SIM – Soluções Integradas de Mobilidade, que a empresa tem vindo a implementar em concelhos localizados, sobretudo, no norte do país.

O serviço será assegurado por duas viaturas adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida e equipadas com Wi-Fi.

 

Notícia atualizada às 11h20.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Barcelos

Rede urbana de transportes inaugurada. BarcelosBUS começa a circular esta terça

Transportes Urbanos de Barcelos arrancam esta terça-feira.

Publicado

a

Foto: Divulgação

Operada pela Transdev, a rede BARCELOSBUS inicia atividade a partir de amanhã, 18 de setembro, dotando o município de Barcelos de uma solução económica de transporte.

A rede será constituída por duas linhas, que se cruzam na Avenida dos Combatentes – a linha amarela, com cerca de 10 quilómetros, garante uma frequência de passagem em cada paragem de 40 minutos e ligará Vila Frescainha de S. Pedro a Arcozelo, passando pelo acesso pedonal do IPCA e pela Estação da CP e a linha vermelha, com cerca de 13 quilómetros, garante uma frequência de passagem de 1 hora e liga o Estádio Cidade de Barcelos à freguesia de Rio Covo Santa Eugénia e à EB 2,3 Rosa Ramalho, em Barcelinhos, passando, ainda, pelas principais escolas.

Paragem de “Albergaria”. Barcelos BUS. Foto: O MINHO

Para o Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, “esta rede urbana de transportes é uma mais-valia para os barcelenses e vem colmatar uma lacuna de muitos anos, conferindo uma melhor qualidade de vida aos munícipes”.

Além disso, acrescentou que “este executivo decidiu avançar neste momento com um serviço experimental que irá ser consolidado ao longo do próximo ano, fazendo os respetivos ajustes”.

“A rede BARCELOSBUS insere-se na gama SIM – Soluções Integradas de Mobilidade, que a Transdev tem vindo a implementar em dezenas de concelhos localizados, sobretudo, no norte do país. Ao desenvolvermos este serviço, e em conjunto com a autarquia, tivemos como objetivo apresentar uma solução à medida das necessidades de mobilidade da população de Barcelos”, explicou Pierre Jaffard, CEO da Transdev Portugal, no decorrer da apresentação pública do projeto, que decorreu esta tarde, em Barcelos.

Refira-se que o serviço será assegurado por duas viaturas adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida e equipadas com Wi-Fi.

Nos dias úteis, a BARCELOSBUS funcionará das 06h40 às 19h30. Aos sábados, a rede vai operar das 06h40 às 13h30. Estas e outras informações detalhadas sobre o funcionamento da BARCELOSBUS estarão disponíveis em todas as paragens que compõem a rede e ainda em www.cm-barcelos.ptou www.transdev.pt.

Para promover a adaptação dos barcelenses a este novo serviço, todas as viagens serão inteiramente gratuitas até ao próximo sábado, dia 22, ao longo da Semana da Mobilidade. A partir dessa data, o custo por viagem será de €1 e o custo do passe mensal de €20.

Além da possibilidade de adquirir os passes e bilhetes simples a bordo, os passageiros da BARCELOSBUS poderão utilizar também o Cartão Valor, usufruindo de um desconto adicional de 10%. Os estudantes, reformados e pessoas com mais de 65 anos ou com mobilidade reduzida beneficiarão de um desconto de 50% na aquisição do passe mensal.

Recorde-se que este é já o 13.º projeto SIM implementado pela Transdev em Portugal, estando a empresa em fase de negociações com vista à contratualização desta solução em mais 7 municípios.

No último ano, os projetos SIM já implementados pela Transdev, movimentaram uma média de 14.000 passageiros por mês.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Barcelos

BarcelosBus: Transporte Urbano de Barcelos vai ter duas linhas

Publicado

a

Foto: DR

A inauguração do novo serviço de transportes públicos urbanos de Barcelos, designado BarcelosBus, decorre na próxima segunda-feira e vai ter duas linhas. O evento vai marcar a Semana Europeia da Mobilidade, uma iniciativa da Agência Portuguesa do Ambiente que tem como lema, em 2018, “Combina e Move-te”.

A inauguração realiza-se pelas 15:00, na Avenida da Liberdade, com a linha vermelha e linha amarela, servindo os principais aglomerados populacionais e estabelecendo uma ligação entre eles e com os principais equipamentos da cidade e da área urbana.

O serviço experimental inicia na terça-feira, dia 18 de setembro, da parte da manhã, sendo gratuito durante toda a semana, até dia 22 de setembro.

A linha amarela, com cerca de 10 quilómetros, garante uma frequência de passagem em cada paragem de 40 minutos e ligará Vila Frescainha de S. Pedro a Arcozelo, passando pelo acesso pedonal do IPCA e pela Estação da CP.

A linha vermelha, com cerca de 13 quilómetros, garante uma frequência de passagem de 1 hora e liga o Estádio Cidade de Barcelos à freguesia de Rio Covo Santa Eugénia e à EB 2,3 Rosa Ramalho, em Barcelinhos, passando, ainda, pelas principais escolas.

As duas linhas cruzam-se no ponto central da cidade: o Campo da Feira.

Relativamente aos preços, o bilhete inteiro tem o valor de 1 euro, meio-bilhete 50 cêntimos, o cartão valor tem um custo de 90 cêntimos, o passe estudante e o passe sénior têm o valor de 10 euros e o passe social tem o valor de 20 euros mensais.

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Continuar a ler

Populares