Seguir o O MINHO

Futebol

Bruno Lage espera jogo difícil mas quer ganhar em Braga

Antevisão da 4.ª jornada da I Liga

em

Foto: Divulgação / SL Benfica

O treinador do Benfica, Bruno Lage, disse este sábado esperar um jogo difícil no terreno do Sporting Clube (SC) de Braga, no domingo, mas espera vencer o embate da quarta jornada da I Liga de futebol.

“Trata-se de um jogo difícil, fora de portas. Acredito que seja um jogo muito competitivo, mas nós vamos com a ambição de fazer um bom jogo e vencer”, disse o técnico encarnado, antevisão ao jogo com os bracarenses, marcada para domingo, às 21:00.

Lage assegura que a derrota com o FC Porto (2-0), na terceira ronda, já é passado e que já sabia que ia ter um ciclo de jogos difíceis no início da época.

“Todos os adversários trazem problemas e oportunidades. O calendário é este. Sabíamos antecipadamente que teríamos de jogar contra o Sporting na Supertaça, o Paços de Ferreira, o Belenenses o FC Porto e ir a casa do SC Braga, que fez, no ano passado, uma primeira volta fantástica e lutou pelos primeiros lugares”, disse.

Apesar do desafio, o técnico assegurou empenho em fazer um bom início de campeonato.

“A nossa intenção era essa e continua a ser, ter uma entrada forte no campeonato. Queremos voltar à linha de continuidade que tem sido o nosso registo desde janeiro, e conquistar os três pontos”, frisou.

De acordo com o técnico, não vai ser a sua primeira derrota na I Liga que vai mudar a sua maneira de trabalhar.

“A diferença é apenas o resultado, a nossa forma de trabalhar não muda. Tenho repetido isso. Saímos de um jogo, fazemos a análise daquilo que correu menos bem e bem, uma ou outra questão estratégica que possa ter resultado ou não. Ou seja, analisamos o jogo da melhor maneira, para preparar a nossa semana de treinos e continuarmos a crescer, enquanto equipa, e simultaneamente, a preparar o jogo seguinte”, explicou.

Questionado sobre a ineficácia de Raul de Tomás, que ainda não marcou nenhum golo, Bruno Lage mostrou-se convicto de que o reforço do Benfica irá começar a marcar muito breve.

O Benfica ocupa o sexto lugar com seis pontos, menos dois do que o líder provisório, o Boavista, que tem mais um jogo, e mais dois do que o Sporting de Braga, que tem quatro.

O embate entre SC Braga e Benfica, está marcado para domingo, às 21:00.

Anúncio

Futebol

Quarteto português entra em campo na Liga Europa em edição com recorde

SC Braga, Vitória, FC Porto e Sporting

em

Foto: DR / Arquivo

As quatro equipas portuguesas na Liga Europa de futebol, o maior número numa fase de grupos no atual modelo, entram hoje em campo, com SC Braga, Vitória SC e Sporting a jogarem fora, e FC Porto em casa.

O Vitória SC dá o ‘pontapé de saída’ no primeiro bloco de jogos da tarde, em casa do Standard Liège, equipa do português Orlando Sá, enquanto o SC Braga joga a partir das 20:00 no terreno do Wolverhamptom.

No Molinex Stadium, o SC Braga encontra um adversário treinado pelo português Nuno Espírito Santo e que na última temporada foi equipa sensação na Liga inglesa, ao terminar em sétimo, sendo a primeira equipa atrás dos habituais candidatos ao título.

Um desempenho muito positivo dos ‘Wolves’ numa época em que tinham subido, com a equipa a manter na atual uma espinha dorsal de jogadores portugueses: Rui Patrício, Rúben Vinagre, João Moutinho, Rúben Neves, Diogo Jota e, atualmente, Bruno Jordão e Pedro Neto.

Já os ‘dragões’, vencedores da competição em 2010/11 já no atual figurino, entram na segunda prova da UEFA depois de terem sido eliminados na fase preliminar da Liga dos Campeões, com o Krasnodar, e recebem o Youn Boys.

A equipa de Sérgio Conceição é favorita diante dos campeões suíços, igualmente relegados para a Liga Europa, depois de eliminados no ‘play-off’ da Liga dos Campeões pelos sérvios do Estrela Vermelha.

Fora de portas, o Sporting não conta com Mathieu, Jesé e Luiz Phellyppe e tem Vietto de regresso, num jogo com início às 17:55 e em que defronta o PSV, de Bruma, antigo jogador da formação ‘leonina’, e Mitroglou, ex-avançado do Benfica.

A edição esta época da Liga Europa contará novamente com alguns nomes de peso, como são os casos de Manchester United, Arsenal, Roma, de Paulo Fonseca, Lazio ou Sevilha.

Continuar a ler

Futebol

Sá Pinto espera que Braga ‘roube’ pontos ao Wolverhampton

1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa

em

O SC Braga espera contrariar o favoritismo do Wolverhampton e conquistar pontos em Inglaterra, na quinta-feira, no jogo de estreia no Grupo K da Liga Europa de futebol, disse, na quarta-feira, o treinador, Ricardo Sá Pinto.

“Claro que queremos conquistar pontos, somos ambiciosos e vimos cá para conquistar pontos. Se pudermos conquistar três, fantástico, se for só um, enfim, logo veremos durante o jogo como é que corre e aquilo que representa os pontos que ganharmos. Mas não gostávamos de sair daqui sem pontos”, disse o treinador dos ‘arsenalistas’ na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

Sá Pinto considera que o favoritismo pertence ao clube inglês, sétimo classificado da Premier League na época passada, devido ao grande investimento financeiro que representa em termos de jogadores.

“Não sentimos pressão nenhuma. O nosso objetivo em termos de época, para esta competição, era qualificar-nos para a fase de grupos e conseguimos de uma forma notável. Nesta altura, nós, Braga, somos ambiciosos e não abdicamos de nada nem de nenhum resultado, queremos mais e melhor”, vincou.

Entre elogios ao “percurso excelente” do treinador do ‘Wolves’, Nuno Espírito Santo, Sá Pinto destacou também “excelentes jogadores”, como o guarda-redes Rui Patrício, que dirigiu no Sporting, o médio João Moutinho, que viu chegar à equipa principal dos ‘leões’ aos 18 anos quando Sá Pinto estava a terminar a sua, Diogo Jota, Rúben Vinagre e ainda Rúben Neves, que considera “um dos grandes talentos do futebol português”.

Referiu ainda, a nível individual, o mexicano Raúl Jiménez e o espanhol Adama Traoré, este último “muito rápido, muito explosivo, difícil de parar”, por isso antevê um “grande jogo” entre duas equipas que ainda não perderam para a Liga Europa nesta fase de qualificação.

“O Wolverhampton [tem] jogadores de grande nível, com grande experiência. Vamos encontrar aqui um ambiente difícil para nós, um estádio cheio, onde o público exerce uma grande pressão sobre o árbitro, o que motiva muito a equipa. Sabemos que é um adversário que gosta de impor o seu ritmo, que gosta de impor grande intensidade nos seus jogos, que gosta de entrar forte. Prevê-se um jogo difícil para nós. Tem a particularidade de ser forte nas bolas paradas”, adiantou Ricardo Sá Pinto.

Dos seus jogadores, o treinador espera que se divirtam, mas “com responsabilidade, que façam um jogo competente dentro dessa diversão, quer a nível ofensivo quer ofensivo, e que mostrem ambição”.

É no espírito coletivo que o médio João Novais acredita que o SC Braga tem mais argumentos para disputar o jogo de quinta-feira, frente a um clube com um poderio financeiro superior.

“A nossa ambição poderá igualar se calhar essa capacidade financeira dentro do campo, o nosso querer, a nossa vontade, a nossa qualidade também. Temos muita qualidade para disputar os três pontos aqui em Inglaterra, sabendo que eles são uma equipa forte, com muito público em casa”, disse na conferência de imprensa.

O Wolverhampton recebe o SC Braga em jogo d o Grupo K da Liga Europa, a partir das 20:00 no estádio Molineux.

Continuar a ler

Futebol

Ivo Vieira quer Vitória com filosofia atacante no duelo com Standard Liège

1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa

em

Foto: Arquivo

O treinador Ivo Vieira afirmou, na quarta-feira, que o Vitória SC quer apresentar o futebol ofensivo até agora treinado, para vencer o Standard de Liège, na Bélgica, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa de futebol.

Depois de ter ultrapassado três pré-eliminatórias, com 15 golos marcados e nenhum sofrido, a equipa portuguesa vai estrear-se, na quinta-feira, na fase de grupos e, perante o atual líder do campeonato belga, deseja exprimir os princípios de “atacar a baliza do adversário”, “ter bola” e “proporcionar um bom espetáculo”, frisou o técnico.

“Vamos lutar, acima de tudo, por um resultado positivo, tendo consciência de que é um jogo de grau de dificuldade elevado. Vamos acreditar na ideia que implementamos no campo, sempre com o objetivo de ganhar qualquer jogo”, realçou, na conferência de antevisão ao duelo marcado para as 18:55 locais (17:55 de Lisboa), em Liège.

Ivo Vieira lembrou, contudo, que o potencial ofensivo do Vitória depende da valia do Standard, uma equipa, a seu ver, “muito competitiva” e “motivada” por iniciar a competição perante o seu público, com “atletas bem compostos em termos atléticos”, na frente, e jogadores que tratam bem a bola no meio-campo.

O treinador dos belgas, Michel Preud’homme frisou, na sua antevisão, que Standard e Vitória são ‘outsiders’ no Grupo F, perante os ingleses do Arsenal e os alemães do Eintracht de Frankfurt, mas Ivo Vieira, apesar de ter concordado, frisou que as “duas equipas têm uma palavra a dizer”.

O ‘timoneiro’ vitoriano elogiou o belga pela carreira que teve como guarda-redes – passou pelo Benfica entre 1994 e 1999 – e também pela “valia como treinador”, mas disse querer “ganhar a ‘guerra’”, na ronda inaugural da fase de grupos.

O treinador disse ainda que o plantel está disposto a escrever algo mais na história vitoriana com um eventual triunfo, já que os minhotos ficaram sempre em branco nas deslocações anteriores à Bélgica: empataram 0-0 no primeiro duelo com o Standard de Liège, em 1995/96, e com o Anderlecht, em 1996/97, e perderam por 1-0 com o Beveren, em 1987/88, sempre para a antiga Taça UEFA.

Depois da vitória inaugural para a Liga portuguesa, sobre o Aves (5-1), no sábado, Ivo Vieira disse que o tempo de recuperação para quinta-feira foi “pouco”, mas disse, por outro lado, ser “gratificante” viver uma “dinâmica de jogos” tão elevada.

Ao lado do técnico, o extremo Rochinha, com uma passagem longe de “positiva” pelo emblema belga, em 2015/16, realçou que a confiança da equipa subiu após o primeiro triunfo para o campeonato, mesmo que a “envolvência” da Liga Europa seja diferente e a “qualidade” do adversário superior à do Aves.

O Vitória SC, 10.º classificado da I Liga portuguesa, defronta o Standard de Liège, líder do campeonato belga, no Estádio Maurice Dufrasne, em Liège, a partir das 18:55 locais (17:55 em Lisboa), em jogo que vai ser arbitrado pelo russo Sergei Ivanov.

Continuar a ler

Populares