Seguir o O MINHO

Braga

Braga avança para conclusão do troço da Variante do Cávado

Obra de mais de 1,6 milhões

em

Foto: Sérgio Freitas / CM Braga / Divulgação

A câmara de Braga aprovou hoje o concurso público para a conclusão do segundo troço da variante do Cávado para “aliviar fluxo de trânsito” no acesso ao centro da cidade, no valor de cerca de 1,6 milhões de euros.


A proposta, aprovada na reunião de executivo de hoje, representa, segundo o presidente da autarquia, Ricardo Rio, “uma enorme mais-valia para as populações da zona de Frossos, Palmeira, Real e Dume”.

A intervenção compreende-se entre a rotunda do centro comercial Nova Arcada e a rotunda do Estádio Municipal, a regularização do Rio Torto, que lhe é paralelo, entre a mesma rotunda e a Estrada Nacional 201 e ainda a criação de bacias de retenção no Rio Torto e o arranjo da superfície de toda a área envolvente.

“Um dos grandes problemas com que Braga se confronta é o enorme fluxo de trânsito de atravessamento no centro da cidade. Esta variante do Cávado será um dissuasor desse mesmo fluxo e vai criar condições de escapatória mais acessíveis e mais céleres para quem não necessita de ir para o centro de Braga”, justificou o autarca.

Em 2018, foi aberto ao trânsito a primeira fase do troço da variante do Cávado e agora será concluída a segunda fase que vai permitir a ligação à zona de Frossos.

O objetivo da autarquia é “dar sequência a esta variante do Cávado, de forma a melhorar circulação de trânsito e retirar fluxo do centro da Cidade, bem como dar apoio às atividades económicas, garantindo as ligações aos parques industriais de Adaúfe e Pitancinhos e às autoestradas A3 e A11”.

A Câmara de Braga quer ainda fazer a ligação da rotunda da Avenida do Estádio à circular de Braga, em Ferreiros, com saída para as autoestradas, cujo projeto está estimado em cerca de 9 milhões de euros.

Já no sentido Norte, com a ligação entre a rotunda do Nova Arcada e os parques industriais de Adaúfe e Pitancinhos, está previsto um investimento de quatro milhões de euros.

 

Notícia atualizada às 18h09.

Anúncio

Braga

105 ‘aceleras’ em corridas ilegais na cidade de Braga ‘apanhados’ pela PSP

Crime

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A PSP multou 105 condutores por excesso de velocidade em vários locais da cidade de Braga, no âmbito de uma operação de combate às corridas ilegais, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a PSP refere que a operação decorreu na noite de sexta-feira para sábado, tendo ainda sido levantados três autos por alteração das caraterísticas das viaturas.

No total, a PSP fiscalizou 109 viaturas e levantou 116 autos.

Continuar a ler

Braga

Fujitsu está a contratar para várias áreas em Braga

Emprego

em

Foto: DR

A multinacional Fujitsu tem abertas várias vagas de emprego para os escritórios instalados em Braga, que passam por cargos de gestão de risco, apoio ao cliente, help desk, engenharias e vendas.

Através da página do Linkedin da empresa, é possível verificar que existem 74 anúncios de emprego, na sua grande maioria para a cidade de Braga.

“Venha trabalhar conosco. Procuramos candidatos apaixonados por tecnologia e inovação, próximos dos clientes, capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo e dotados de um grande sentido de organização, comunicação e bom relacionamento interpessoal”, escreve a empresa numa breve nota publicada no seu portal.

Embora existam vagas para fluentes em inglês e alemão, a preferência passa pela língua francesa, para apoio ao cliente. Em troca, a empresa garante oferecer salários “atrativos” com bónus de turno e língua, seguro de saúde extensível ao agregado familiar, seguro de vida e possibilidade de ficar efetivo.

A multinacional japonesa conta atualmente com 130 mil colaboradores em todo o mundo, estando presente em mais de 100 países.

Continuar a ler

Braga

Lançada primeira fase da via pedonal ribeirinha no Gerês (entre Rio Caldo e Vilar da Veiga)

Junto à Caniçada

em

Foto: Divulgação / CM Terras de Bouro

A Câmara de Terras de Bouro vai investir mais de 300 mil euros para criar uma via pedonal, já tendo sido lançada a primeira fase da obra, anunciou a autarquia em comunicado publicado nas redes sociais da autarquia.

Segundo a informação daquela autarquia, a obra, cujo contrato de execução já foi assinado, vai permitir a criação da rede pedonal estruturante e acessível de ligação às centralidades de Rio Caldo e Vilar da Veiga.

O prazo de execução global da empreitada é de cento e vinte dias e terá um custo total de 357.798,20 euros.

“A intervenção irá permitir a criação de uma rede pedonal, dividia em partes de madeira de pinho tratado e betão poroso colorido, com as respetivas infraestruturas de suporte. Será efetuada, nesta primeira fase, entre os lugares de Alqueirão e de Bairros”, lê-se.

Continuar a ler

Populares