Seguir o O MINHO

Ave

Bases da candidatura do “Minho IN” lançadas em Guimarães

em

O Paço dos Duques de Bragança recebeu, na manhã desta quarta-feira, uma reunião de trabalho com o objetivo de lançar as bases da candidatura da nova edição do consórcio “Minho IN”, no âmbito do programa de ação “PROVERE”. Este consórcio, que integra três Comunidades Intermunicipais e um conjunto de 24 autarquias da região, tem como principal finalidade promover a inovação, o emprego e o investimento, através da captação de verbas comunitárias.

Nesta fase, o objetivo é reunir ideias para preparar candidaturas que reforcem a promoção e o desenvolvimento do espaço rural nos chamados “territórios de baixa densidade”, como referiu Francisco Calheiros, coordenador executivo do projeto, no final de uma reunião onde marcou presença Domingos Bragança, presidente do Município de Guimarães, António Ponte, diretor Regional de Cultura do Norte, entre outras individualidades.

No dia 14 de janeiro, decorrerá uma sessão de esclarecimento nas regiões do Ave e do Cávado e no dia seguinte no Alto Minho.

“Estamos a desenvolver ações relacionadas com o aumento de investimento no nosso território, aumentar a visibilidade do Minho, a nível nacional e internacional, dar mais espaço à inovação e conhecimento, gerando mais oportunidades de empreendedorismo e fixação de jovens”, disse José Maria Costa, presidente da CIM do Alto Minho e da Câmara de Viana do Castelo.

O consórcio “Minho IN” reúne as Comunidades Intermunicipais (CIM) do Ave, Alto Minho e Cávado, associações de desenvolvimento destas três regiões, Universidade do Minho, Universidade Católica e Institutos Politécnicos. Potenciar o turismo, a paisagem, o património e a gastronomia são, igualmente, objetivos desta ação conjunta no âmbito do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos que, no anterior quadro comunitário de apoio, conquistou 13 milhões de euros em projetos-âncora.

Populares