Seguir o O MINHO

SC Braga

Aves e alterações tramam SC Braga na Liga Europa e obrigam a começar época mais cedo

em

Abel Ferreira. Foto: Divulgação / scbraga.pt

O Desportivo das Aves conquistou este domingo a Taça de Portugal e garantiu entrada direta na fase de grupos da edição de 2018/2019 da Liga Europa, confirmou a UEFA, obrigando o SC Braga – e também ao Sporting – a começar a época mais cedo.

Apesar de ter terminado o campeonato na quarta posição, o SC Braga vê-se obrigado a disputar seis jogos na fase de qualificação, tendo de entrar em competição logo a segunda pré-eliminatória, cuja primeira mão tem data marcada para 26 de julho.

Posteriormente, para se apurar para a fase de grupos, os ‘arsenalistas’ terão ainda pela frente a terceira pré-eliminatória, fase em que entra o Sporting, e ainda um “playoff”. E pior: este ano, pela primeira vez, dos possíveis adversários irão fazer parte clubes eliminados nas pré-eliminatórias da Liga dos Campeões, naquilo a que a UEFA chama de “uma segunda oportunidade” para estas equipas.

Os jogadores orientados por Abel Ferreira, que esta semana prolongou o seu contrato com o clube até 2021, terão então de disputar seis jogos, em vez dos quatro que teriam de fazer caso o vencedor da Taça de Portugal tivesse sido o Sporting. Nesse cenário, a entrada em prova apenas aconteceria na terceira pré-eliminatória, cuja primeira mão se disputa a 09 de agosto. Onze dias mais tarde.

Junho
19 de Junho: sorteio de primeira e da segunda pré-eliminatória

Julho
23 de Julho: sorteio da terceira pré-eliminatória

26 de Julho: segunda pré-eliminatória, primeira mão

Agosto

2 de Agosto: segunda pré-eliminatória, segunda mão

6 de Agosto: sorteio do “play-off”

9 de Agosto: terceira pré-eliminatória, primeira mão

16 de Agosto: terceira pré-eliminatória, segunda mão

23 de Agosto: ”play-off”, primeira mão

30 de Agosto:” play-off”, segunda mão

31 de Agosto: sorteio na fase de grupos

Setembro
20 de Setembro: fase de grupos, 1ª jornada

Recorde-se que a Liga Europa sofreu alterações. No site oficial, a UEFA destaca as seguintes:

“1. Todas as equipas afastadas nas pré-eliminatórias da UEFA Champions League terão uma segunda oportunidade na UEFA Europa League

2. Dezassete equipas têm agora entrada directa na fase de grupos da UEFA Europa League, com dez transferidos do “play-off” da UEFA Champions League e da terceira pré-eliminatória, além de mais 21 vagas em disputa na qualificação através de dois caminhos distintos (caminho dos campeões da UEFA Europa League e caminho das ligas)

3. Haverá uma fase preliminar na qualificação para a UEFA Champions League (disputada num mini-torneio a eliminar) e para a UEFA Europa League (disputada numa eliminatória a duas mãos)

4. Não há alterações nos formatos a partir das fases de grupos, mas passa a haver dois horários nos jogos – 17h55 (de Portugal Continental) e 20h00 – na UEFA Champions League e na UEFA Europa League”.

Também de acordo com a UEFA, neste momento, 15 das 17 equipas apuradas automaticamente para a fase de grupos de 2018/2019 já são conhecidas:

Espanha: Villarreal, Real Betis
Alemanha: Leverkusen, Eintracht
Inglaterra: Chelsea, Arsenal
Itáçia: Lazio, AC Milan
França: Marseille, Rennes
Rússia: Krasnodar
Portugal: Aves
Ucrânia: Vorskla
Bélgica: Anderlecht
Turquia: Akhisar

A final da Liga Europa 2018/2019 disputa-se a 29 de maio de 2019 no Estádio Olímpico de Baku, no Azerbeijão.

Anúncio

Futebol

SC Braga suspende comemorações do centenário até agosto

Covid-19

em

Foto: Twitter

Todos os eventos relacionados com as comemorações do centenário do SC Braga foram suspensos até ao final do mês de agosto por causa da pandemia de covid-19, informou hoje o clube minhoto.

O programa do centenário foi apresentado a 09 de março, poucos dias antes do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ter decretado o estado de emergência nacional devido à pandemia de covid-19, e o SC Braga já tinha, entretanto, suspendido os eventos previstos de março a maio.

“Face às medidas impostas e às recomendações que devem prevalecer no que respeita à realização de grandes eventos e a grandes concentrações populares, o clube e a comissão do centenário concluíram não estarem reunidas as condições para a realização das atividades previstas para os próximos meses”, estendendo a suspensão até agosto, pode ler-se numa nota no sítio oficial dos ‘arsenalistas’.

Contudo, esta “decisão não implica o cancelamento das mesmas, pelo que os reajustes que o programa tenha de sofrer estarão sempre sujeitos à avaliação contínua que está a ser feita à evolução do surto e às indicações dadas pelas autoridades”.

Também a assembleia-geral extraordinária da SAD prevista para 14 de abril foi, pelos mesmos motivos, adiada para 05 de maio, devendo realizar-se por videoconferência, caso, nessa data, se mantenha o estado de emergência nacional.

Nessa reunião magna dos acionistas da SAD bracarense pretende discutir-se e aprovar-se o projeto referente à segunda fase da cidade desportiva do Sporting de Braga, assim como, no ponto dois, apresentar o projeto denominado “Estádio Centenário”, nomeadamente a aprovação dos custos previsíveis com a obra e deliberação sobre o arranque da sua execução.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 73 mil. Dos casos de infeção, cerca de 250 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia, e o continente europeu é neste momento o mais atingido, com cerca de 696 mil infetados e de 53 mil mortos.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 17 de abril, registaram-se 345 mortos associados à covid-19, mais 34 do que na segunda-feira, e 12.442 infetados (mais 712), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Continuar a ler

Futebol

Matheus já é português e sonha com a seleção

SC Braga

em

Foto: DR / Arquivo

O guarda-redes do SC Braga, Matheus, nascido no Brasil, já é cidadão português e revelou hoje que alimenta agora o sonho de ser chamado à seleção nacional de futebol.

O processo de naturalização do gurarda-redes, que cumpriu no domingo 28 anos e está em Portugal há seis, foi aceite na semana passada.

“É uma alegria imensa. Já me sentia português, mas não tinha documentos. Todos os jogadores têm o sonho de chegar à seleção e agora tenho o privilégio de poder sonhar em chegar à seleção do meu país. Mas não penso nisso no imediato, agora quero desfrutar dos meus direitos, deveres e privilégios como cidadão português”, disse o guarda-redes, em videoconferência à comunicação social.

Da quarentena forçada pelo novo coronavírus encontra o “lado bom” de estar mais tempo com a família, algo difícil para um futebolista profissional, tendo eleito a presente temporada como a sua melhor até agora ao serviço dos bracarenses, depois da fase difícil da rutura do ligamento cruzado anterior do joelho direito que o afastou durante quase toda a época passada.

“Muitas vezes, pensei em desistir, acordei a chorar e triste, mas com a ajuda dos meus colegas e da minha família recuperei. Tem sido uma época muito boa, a melhor no SC Braga até agora, conquistámos uma Taça da Liga, é um título e fica na história”, lembrou.

A rotação dos guarda-redes implementada pelo anterior treinador Ricardo Sá Pinto não foi esquecida.

“Não foi fácil, mas nós os três [Matheus, Eduardo e Tiago Sá] conversávamos sempre, sobretudo o Eduardo, que é o mais experiente, dizia-nos que tínhamos que estar preparados porque nunca sabíamos quem ia jogar. Foi difícil, mas foi uma opção do treinador, vivi uma experiência diferente e acabou por ser uma aprendizagem”, disse.

O jogador, natural de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, no Brasil, mostrou ainda preocupação com as declarações públicas do presidente brasileiro Jair Bolsonaro em relação à covid-19, desvalorizando a pandemia.

“Preocupa-me [ouvir essas declarações], não só como brasileiro, mas como se tivesse outra nacionalidade porque o que está em jogo é a vida do ser humano, acho que isso é preocupante. As pessoas que estão na linha da frente, que sabem que isto é grave, dão orientações para nos cuidarmos, evitarmos sair e lavar bem as mãos e, se cada um tiver essa consciência, pode ser um presidente ou qualquer outro a falar, mas a população vai ter consciência de quem tem que ficar em casa e ajudar para isso não piorar”, afirmou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 142.300 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 140 mortes e 6.408 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Ricardo Horta futebolista do ano do SC Braga

Gala Legião de Ouro

em

Foto: Divulgação / SC Braga

O internacional português Ricardo Horta venceu hoje o prémio de futebolista do ano do SC Braga, na Gala Legião Ouro, que decorre no Theatro Circo (e que está a ser transmitida, em direto, na SportTV1 e no Facebook).

O jogador agradeceu aos colegas de equipa “porque o futebol é um desporto coletivo e nada se ganha sozinho” e admitiu “acalentar o sonho” de voltar a ser chamado à seleção nacional

Já a pensar no próximo jogo, Ricardo Horta garantiu uma equipa para tentar ganhar no Estádio da Luz, sábado, na 21.ª jornada da I Liga.

“Chegamos bem a esse jogo, este empate com o Gil Vicente (2-2) foi apenas um deslize. Tínhamos o jogo controlado na primeira parte, mas depois tivemos a expulsão do Bruno [Viana] que complicou um bocado, mas a equipa vai limpar este jogo e vamos chegar à Luz com uma boa motivação”, afirmou à entrada para a cerimónia.

Ricardo Horta, de 25 anos, disse que esse jogo “é importante como todos os que vêm aí”.

“Entrámos em todos os jogos para ganhar e o jogo na Luz é mais um para ganhar. O histórico desfavorável? Acho que não tem influência, acho que vai ser um bom jogo entre duas grandes equipas. A derrota do Benfica no Dragão pode reacender o campeonato e certamente vai ser um jogo difícil para nós, mas também para eles”, afirmou.

Já António Salvador realçou a reunião da família ‘arsenalista’ e considerou que o clube que lidera desde 2003 tem “dado passos firmes no crescimento, não apenas nos resultados, mas na base social que é muito importante”, assim como “para envolver a cidade e as estruturas civis com o clube”.

“Temos encurtado distâncias para os três crónicos do futebol português. É bom para Portugal aparecerem clubes que encurtem essa distância para os dois crónicos, em teoria três crónicos grandes do futebol português”, disse.

Sobre a venda de Trincão para o FC Barcelona disse que a aposta na formação “é o caminho, não há dúvida nenhuma que o crescimento do SC Braga passa por aí”.

“Temos feito um investimento muito grande em infraestruturas para que a formação possa criar talento e está à vista de toda a gente. Vamos continuar a investir para que a esse nível sejamos dos melhores clubes em Portugal com essas condições”, referiu.

Questionado sobre se Rúben Amorim é uma aposta ganha, afirmou que “tem sido um trabalho bem feito”.

“Estamos numa boa fase, mas é como o Rúben Amorim já disse, qualquer dia vamos passar por uma fase menos boa e temos de estar preparados para tudo”, disse.

Continuar a ler

Populares