Atual presidente por inerência concorre para reforçar maioria PSD em Valença

Autárquicas
Foto: Divulgação / CM Valença

O atual presidente, por inerência, da Câmara de Valença, vai concorrer, pela primeira vez, como cabeça-de-lista para reforçar a maioria PSD e “dar continuidade a um trabalho com 12 anos”.

“O meu objetivo é reforçar a maioria social-democrata na Câmara de Valença”, disse hoje à Lusa Manuel Lopes que em agosto vai apresentar publicamente a candidatura às eleições marcadas para 26 de setembro.

Manuel Lopes assumiu a presidência da câmara da segunda cidade do Alto Minho em novembro de 2019, substituindo no cargo Jorge Mendes, que foi eleito deputado do PSD nas legislativas de outubro desse ano.

Manuel Lopes, o ‘número dois’ da lista que concorreu às eleições autárquicas de 2017, desempenhou até então as funções de vice-presidente da autarquia.

O anterior presidente social-democrata da Câmara de Valença, Jorge Mendes, economista, suspendeu o mandato autárquico em agosto de 2019 e renunciou ao cargo antes da tomada de posse como deputado pelo círculo eleitoral de Viana do Castelo, a que concorreu como cabeça-de-lista.

Em 2009, Jorge Mendes protagonizou a grande novidade das autárquicas no distrito de Viana do Castelo, ao conquistar a Câmara de Valença por 250 votos ao PS.

Atualmente, o executivo municipal é composto por sete elementos, sendo cinco do PSD e dois do PS.

Manuel Lopes, que entre 2009 e 2019 exerceu a vice-presidência da autarquia, disse encarar a candidatura “com otimismo e vontade de trabalhar” para “continuar o caminho iniciado há 12 anos, melhorando-o ainda mais”

“Vou concorrer com os vereadores que, neste momento, me acompanham e sempre me acompanharam neste trajeto e vou reformular e refrescar a equipa com novos vereadores”, disse.

Em janeiro, José Monte, vereador das coletividades, cultura, desporto, juventude, parques de estacionamento públicos, transportes, turismo, eurocidade e projeto transfronteiriços renunciou aos pelouros por discordar do rumo político seguido pelo atual presidente, mas permanecendo em funções até ao final do mandato autárquico.

Em março, José Monte anunciou a candidatura como independente às autárquicas deste ano, pelo movimento independente Fortalecer Valença.

António Dias, ex-presidente da Concelhia do PS, concorre como independente pelo Movimento Nós Cidadãos à Câmara de Valença depois de se ter demitido da concelhia socialista, acusando a distrital de “impor” o candidato àquela autarquia.

Às eleições de 26 de setembro concorrem ainda pelo PS José Manuel Carpinteira e pela CDU – Paula Gomes.

Nas eleições autárquicas de 2017, o PSD alcançou 57,29% dos votos e cinco mandatos e o PS 33,14%, garantindo 2 lugares no executivo municipal de Valença.

A CDU contou 3,22 % dos votos e o CDS-PP 2,65%.

Notícia atualizada às 12h37 acrescentando a candidatura independente de António Dias.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Braga promove Bienal de Ilustração com base no património do Eixo Atlântico

Próximo Artigo

Polícias protestam em Viana por aumento do subsídio de risco. "Exigimos respeito e dignidade"

Artigos Relacionados
x