Seguir o O MINHO

Barcelos

19 moradores do loteamento da Malhadoura tentam acordo com a Câmara

em

Loteamento da Malhadoura. Foto: DR

A tentativa de conciliação é terça-feira. Mas o entendimento afigura-se difícil, diz fonte ligada ao processo. A Câmara de Barcelos propõe-se reabilitar as casas de 19 moradores do loteamento da Malhadoura, em Milhazes, que recorreram ao Tribunal de Braga por alegados “defeitos de fabrico”, como humidades e fissuras.

O Município quer investir 465 mil euros em obras na fachada das casas, para banir as infiltrações, mas os proprietários não aceitaram, argumentando que o projeto de intervenção “é vago e incompleto” e não tem data de começo e de termo. Consideram, ainda, que a obra nas fachadas não é suficiente para acabar com os problemas de construção, já que houve pavimentos que cederam nas garagens e janelas, mal acabadas, e com mais humidade.

Face a esta discordância, o Tribunal Cível marcou uma primeira audiência prévia, e pediu que a Autarquia levasse o projeto de intervenção e que este tenha em atenção as deficiências encontradas numa peritagem. Mas não houve acordo, ficando agora o Tribunal de verificar se há novas propostas que conduzam a um entendimento. Caso contrário, há julgamento.

Os donos exigem à Câmara o pagamento de uma indemnização, a calcular em sede de sentença, pelo facto de as casas que compraram terem mais de 81 defeitos de construção. “Uma quantia que se considere adequada à eliminação dos defeitos existentes”, dizem.

A queixa, que corre na Unidade Cível, diz que as deficiências ocorrem no interior e no exterior das casas englobando paredes e tetos – afetados pela humidade – com a tinta a descascar, aparecimento de fissuras, falta de acabamentos e de impermeabilidade.

O loteamento, construído pelas empresas Alberto Couto Alves, de Famalicão e Sá Machado &Filhos, de Vila Verde, foi recebida pela Câmara em outubro de 2013. Foi adjudicada no executivo anterior de Fernando Reis (PSD) por 2,898 milhões de euros e concluída já no atual mandato de Miguel Gomes, do PS.

O Município não se deu como responsável pelos defeitos e culpava as duas firmas, tendo por isso acionado, em dezembro de 2014, a caução que estas entregaram quando tomaram conta da empreitada. As duas construtoras recorreram, também, ao Tribunal pois não assumem a responsabilidade pelas deficiências. Recentemente, as três partes chegaram a um acordo, desistindo de todos os processos. Falta, agora, o entendimento com os moradores.

Anúncio

Barcelos

Droga: Traficante detido e consumidores identificados em Barcelos

Em Alvelos

em

Foto: GNR

Um homem, de 44 anos, foi detido por tráfico de estupefacientes, esta segunda-feira, em Alvelos, Barcelos, anunciou hoje o Comando Territorial de Braga da GNR.

Em comunicado, a fonte indica que a detenção ocorreu durante uma operação de prevenção criminal, na qual os militares detetaram, na via pública, um homem já referenciado por tráfico, o qual acabaram por deter em flagrante a fazer uma transação.

Fruto disso, foram-lhe apreendidas 30 doses de cocaína, 13 doses de heroína e 38 euros em dinheiro. Foram ainda identificados dois consumumidores.

O detido foi constituído arguido e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Barcelos

Dois anos e quatro meses de prisão, suspensos, por tentativa de homicídio numa rixa em Barcelos

Na zona do Largo da Porta Nova, no centro da cidade

em

Foto: DR / Arquivo

Dois anos e quatro meses de prisão, suspensos na sua execução. Foi esta a pena aplicada pelo Tribunal de Braga a um homem de Barcelos, José Miranda, que foi julgado pela prática de um crime de homicídio qualificado, na forma tentada.

O arguido fica, ainda, obrigado a pagar seis mil euros à vítima, Luís Ferreira, que é assistente (ofendido), no caso. Tem, ainda, de se sujeitar a um plano de reinserção social que será coordenado pelos técnicos da Direção-Geral de Reinserção Social.

O coletivo de juízes deu como provada a acusação que dizia que, na noite do crime, em dezembro de 2014, José Miranda e cinco amigos tentaram forçar diálogo com três amigas de Luís Ferreira, entre as quais a namorada, que estavam nas cercanias de um café-bar.

As mulheres rejeitaram a tentativa de conversa e o Luís Ferreira interveio pedindo ao José Miranda para se afastar. De seguida, o arguido partiu uma garrafa de cerveja contra a parede, colocando-a em riste e disse ao Luís Ferreira: “Tu ficas já aqui, filho da puta!”, espetando-lhe a garrafa na têmpora. Este facto obrigou-o a internamento hospitalar, causando-lhe uma ferida que resultou numa cicatriz de 7 centímetros.

Na ocasião, José Miranda apresentava uma taxa de alcoolémia de 1,44 g/l.

Continuar a ler

Barcelos

Consternação em Barcelos pela morte de jovem em acidente com ambulância

Diana Rego tinha 25 anos

em

Foto: DR

Diana Rego, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos depois de ter colidido com uma ambulância e embatido contra o muro de uma habitação, ao final da manhã deste sábado, na freguesia de Cossourado, em Barcelos.

Mulher de 25 anos morre em colisão com ambulância em Barcelos

A jovem, natural de Panque, seguia ao volante da sua viatura, a caminho da freguesia de Silva, onde trabalhava numa pastelaria, quando, por razões desconhecidas, entrou em despiste, colidindo com uma ambulância INEM alocada aos Bombeiros de Barcelos, que circulava na direção oposta.

Foto: Vitor Vasconcelos / O MINHO

Após embater na ambulância, acabou por embater frontalmente contra uma parede, perdendo a vida quase de imediato.

Familiares da jovem receberam acompanhamento de uma equipa de psicólogos do INEM.

Foto: Vitor Vasconcelos / O MINHO

No auxílio estiveram os Bombeiros de Barcelos, meios do INEM e a GNR.

A Estrada Nacional 204 esteve cortada ao trânsito para as operações de socorro, sendo reaberta ao início da tarde deste sábado.

Foto: Vitor Vasconcelos / O MINHO

Ainda não há data para as cerimónias fúnebres.

Continuar a ler

Populares