Seguir o O MINHO

Futebol

“Vou parar para um período de reflexão”

Ivo Vieira

em

Foto: DR

Declarações no final do encontro Santa Clara – Vitória SC (2-2), da 34.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado na Cidade do Futebol:

Ivo Vieira (treinador do Vitória SC): “Tive há poucos dias a possibilidade de iniciar outro projeto em breve, mas pelo que foi a época, prolongada, não sinto que tenha espaço para iniciar um projeto no imediato. Vou parar para um período de reflexão, dedicar algum tempo à minha família e para perceber como posso crescer como treinador e como homem. Aprendi imenso e tenho a agradecer o apoio de todos os vitorianos. Não posso enjeitar que venha a acontecer alguma surpresa num futuro próximo, mas neste momento é essa a minha ideia: descansar para regressar mais forte, nada está definido para o imediato.

Durante muitos jogos tivemos um futebol atrativo, qualidade de jogo, embora em muitas partidas não tivéssemos a eficácia que desejávamos. Acho que o Vitória teve qualidade, dominou, quis ganhar e faltou o pormenor que muitas vezes fez a diferença. A equipa também é muito jovem, com muitos jogadores que não conhecem o nosso campeonato, e certamente para o ano o Vitória vai tirar proveito da aprendizagem que fizemos este ano”.

João Henriques (treinador do Santa Clara): “Não tenho nada concreto em termos de futuro, mas estou disponível para projetos ambiciosos e novos desafios, preferencialmente em Portugal. Se não aparecer o projeto indicado, ponderarei o estrangeiro. Mas a vontade é continuar em Portugal.

Saio com o sentimento de dever cumprido. Cumprimos desportivamente, valorizamos ativos e o clube vai para uma terceira época mais forte do que quando aqui chegámos. Sinto um tremendo gozo em ver a satisfação de uma região pelo que conseguimos nestas duas épocas e o orgulho que sentem. Isso enche-nos o coração.

[Interesse do FC Porto em Zaidu] O Zaidu é um dos jogadores do Santa Clara que pode partir para outros patamares. Cresceu muito e tem capacidade para desempenhar o seu papel”.

Populares