Seguir o O MINHO

Actual

Von der Leyen quer 70% de vacinados em meados de 2022

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, traçou hoje os objetivos de assegurar que 70% da população mundial seja vacinada contra a covid-19 até meados de 2022 e intensificar os esforços em África.

“Intensificaremos os nossos esforços para apoiar África onde a vacinação é mais baixa do que noutras partes do mundo”, adiantou Von der Leyen, num comunicado de imprensa em que sublinha ainda que o objetivo da União Europeia (UE) “é assegurar que 70% da população mundial seja vacinada até meados do próximo ano”.

A líder do executivo comunitário referiu também que a UE já partilhou com outros países 350 milhões de doses de vacinas da covid-19, das quais 300 mil foram enviadas para países de baixo e médio rendimento através do mecanismo COVAX, reconhecendo, no entanto, que este esforço é insuficiente, dado que só 44% da população mundial está vacinada.

“Só conseguiremos controlar esta pandemia se a combatermos em todos os cantos do mundo”, alertou ainda.

A covid-19 provocou pelo menos 5.249.851 mortes em todo o mundo, entre mais de 264,78 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.537 pessoas e foram contabilizados 1.166.787 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, classificada como “preocupante” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, a 24 de novembro, foram notificadas infeções em cerca de 30 países de todos os continentes, incluindo Portugal.

Populares