Redes Sociais

Viola Braguesa dá mais um passo rumo à certificação

Braga

Viola Braguesa dá mais um passo rumo à certificação

Imagem: Espaço Museu em Odivelas (Portugal)

Decorreu hoje, dia 21 de Julho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a apresentação pública do Registo de Marca e Logótipo da Viola Braguesa. Este é mais passo no processo de certificação do instrumento musical, cuja entidade promotora é o Município de Braga e que tem como organismo de certificação a Adere-Minho.

Viola Braguesa

De acordo com Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, a certificação da Viola Braguesa é uma forma de assegurar que as tradições e os valores são mantidos, ao longo do tempo, fieis à sua identidade.

“O Executivo Municipal definiu como prioridade a valorização do vastíssimo património que Braga tem para oferecer, tanto aos Bracarenses como a todos os que visitam o Concelho. Nesse sentido, consideramos a Viola Braguesa um factor de atracção e projecção do território merecedor de uma garantia da qualidade”, afirmou.

Segundo o autarca, Braga tem uma tradição musical enraizada que serve de traço distintivo da Cidade.

“Por razões culturais e económicas, em Braga concentra-se um vasto número de produtores de referência de instrumentos musicais. Entendemos que, no caso da Viola Braguesa, era importante dar este passo ambicioso e avançar para o processo de certificação, garantindo desta forma a sua preservação, promoção e manutenção dos padrões de qualidade definidos”, adiantou.

Viola Braguesa

Por seu turno, Miguel Bandeira, Vereador do Município de Braga, sublinhou que a sessão revestiu-se de ´enorme significado´ para o património de Braga e de toda a região.

“Ultrapassamos mais uma fase crucial no trabalho de certificação da Viola Braguesa. Estamos, com este processo, a contribuir para a defesa e manutenção da autenticidade deste património e, ao mesmo tempo, a ajudar a definir uma identidade colectiva que funcione como factor fundamental do desenvolvimento das comunidades”, afirmou.

Como explicou Teresa Costa, directora-geral da Adere-Minho, a expectativa é que, até ao final de 2015, se possam apresentar as primeiras Violas Braguesas com a marca da certificação.

“O processo exige que seja elaborado um caderno de especificações para o produto ser passível de ter uma indicação geográfica, sendo depois constituída uma comissão de acompanhamento da certificação. Esperamos ter o trabalho concluído ainda em 2015”, referiu, apontando como principais vantagens dessa certificação a ´melhoria no prestígio do produto, a preservação do património, o aumento da sua competitividade e a facilidade na entrada noutros mercados´.

A existência da Viola Braguesa, também designada de viola de Braga, surge documentada desde o século XVII e é o instrumento mais popular do Noroeste Português entre o Douro e Minho.

Toca-se a solo ou no acompanhamento do canto em “Rusgas”, “Chulas” e “Desafios”. Como todas as Violas Portuguesas, a Braguesa pertence a um género musical exclusivamente lúdico e festivo e integra o mesmo tipo fundamental comum a todos os cordofones da família das ”guitarras” espanholas e europeias, a que pertence.

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Braga