Seguir o O MINHO

Braga

Vila Verde “isenta temporariamente” pagamento de ligação a rede de saneamento

Política

em

António Vilela, presidente da Câmara de Vila Verde. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A câmara de Vila Verde vai isentar temporariamente o pagamento de ramais e tarifas de ligação às redes de saneamento, criando “uma nova oportunidade” para os munícipes pedirem aquelas ligações, anunciou hoje a autarquia.

Em comunicado, publicado na página da internet daquela câmara, a autarquia explica que a medida foi aprovada por unanimidade pelo executivo camarário e se insere “num forte investimento na concretização de uma estratégia planeada para conseguir uma significativa ampliação da rede de saneamento de águas residuais urbanas, estando prevista”.

Segundo o texto, em 2021 a autarquia prevê investir “um montante superior a dois milhões de urros na implementação de novas infraestruturas” relacionadas com o saneamento.

“Esta isenção representa uma nova oportunidade para todos os vilaverdenses que têm a possibilidade de requerer a ligação à rede de saneamento o fazerem, independentemente da data em que o serviço ficou disponível”, salienta a autarquia.

No texto, a câmara refere que “concede agora a isenção do pagamento dos respetivos ramais e tarifas de ligação às redes de saneamento de águas residuais urbanas a todos os consumidores que, até 31 de julho do corrente ano de 2021, requeiram a adesão ao serviço ou promovam a regularização de ligações de saneamento de águas residuais urbanas nas zonas já servidas pelas atuais redes de saneamento”.

A “aposta na extensão da rede deste serviço de nuclear relevância para a qualidade de vida das pessoas e para o equilíbrio ambiental é um dos importantes pilares da estratégia de desenvolvimento sustentável do território concelhio”, refere a autarquia, garantindo que “a sua concretização está a ter lugar em conformidade com o criterioso planeamento efetuado para o feito”.

A autarquia salienta que fez um “claro esforço” para “proceder ao alargamento das redes de saneamento, em diversas freguesias do concelho, acompanhados de um período de isenção do pagamento dos respetivos ramais e tarifas de ligação nos 30 dias subsequentes à realização das respetivas obras”.

No entanto, explica, “ainda existem situações em que, nas áreas abrangidas pelas redes públicas de saneamento, os consumidores não aderiram ou não beneficiaram dos serviços por terem deixado passar os prazos estabelecidos para a isenção das tarifas de ligação em virtude do momento pandémico que o país e o concelho viveram durante o ano de 2020”.

Populares