Seguir o O MINHO

Ave

Via ciclo-pedonal que vai ligar Famalicão à Povoa de Varzim está “quase pronta”

Mobilidade

em

Fotos: Fernando André Silva / O MINHO e CM Famalicão

A via ciclo-pedonal que vai ligar as cidades de Famalicão e Póvoa de Varzim está quase concluída e já ostenta sinalética ao longo de todo o percurso, foi hoje anunciado.

Fonte da Câmara de Famalicão disse a O MINHO que as obras decorrem em bom plano e estes dias soalheiros que se apresentam nas próximas semanas podem ser uma impulsão para a conclusão dos trabalhos.

Esta sexta-feira, a autarquia publicou na rede social Facebook algumas imagens da sinalética horizontal e vertical já instalada naquela via que, outrora, serviu para ligar ambas as cidades através da ferrovia.

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

Foto: CM Famalicão

“Já faltou mais para que possa desfrutar em pleno desta experiência que o levará numa viagem pela nossa história, património, tradições e memórias coletivas”, pode ler-se na publicação.

O MINHO sabe que ainda faltam obras cirúrgicas para o bom funcionamento daquele equipamento, como a instalação de semáforos para atravessamento nas estradas nacionais no Louro e em Outiz e também a construção de um bar de apoio, também em Outiz, na antiga estação da CP.

Local que terá semáforos em Barradas. Foto: Fernando André Silva / O MINHO

O troço famalicense possui cerca de onze quilómetros e atravessa as freguesias de Famalicão, Brufe, Louro, Outiz, Cavalões e Gondifelos. Tem início na Rua Daniel Rodrigues nas imediações da Estação Ferroviária, e aí será criada uma ligação à Rede Ciclável Urbana.

Também a iluminação já foi instalada, conforme havia noticiado O MINHO, o que irá permitir que “seja utilizada durante a noite, no verão ou no inverno, em condições de segurança”, segundo fonte da autarquia.

Foto: Pedro Miguel Silva / O MINHO

Foto: Pedro Miguel Silva / O MINHO

Todo o trajeto da via foi pavimentado em asfalto com uma pintura a distinguir os espaços para peões e bicicletas. A largura é de 3,30 metros. Nos cruzamentos com as estradas nacionais o atravessamento é feito com recurso a semáforos. Para além disso, será colocado diverso mobiliário urbano e paisagístico.

Atraso nas obras

A 23 de julho de 2019, o presidente da Câmara, Paulo Cunha (PSD), anunciava a requalificação da via já existente, ainda em terra batida, de forma a que no verão de 2020 já fosse possível usufruir da obra em plenitude.

Todavia, a construção atrasou em ano de pandemia e deverá ficar concluída até ao verão de 2021.

A obra está entregue à empresa DACOP – Construções e Obras Públicas, contemplando o troço que liga Famalicão até Gondifelos. A restante via (22 quilómetros) é suportada pela Câmara da Póvoa de Varzim.

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Foto: Fernando André Silva / O MINHO

Na hora de descrever a importância desta intervenção para o concelho, Paulo Cunha, apelidou-a como “uma intervenção ambiciosa que permite rasgar horizontes” e falou da “concretização de uma ambição dos famalicenses”.

Paulo Cunha afirmou que “o grande objetivo desta intervenção é a mobilidade, é que as pessoas tenham aqui um novo eixo de transporte, que possa substituir as estradas e o automóvel. Mas é também um canal de comunicação que vai servir as pessoas nas suas mais variadas funções, seja ao nível do desporto ou ainda do lazer”.

Por outro lado, segundo o autarca, com esta via “a cidade ficará mais próxima da costa e da Póvoa de Varzim permitindo que as pessoas a utilizem para chegar a Famalicão, para visitar o nosso património e a nossa cultura.

No total, a intervenção tem um custo de dois milhões de euros. Com verbas aprovadas no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), assinado entre a autarquia e o Programa Operacional Norte 2020, o município tem garantido um cofinanciamento FEDER no valor de 1,7 milhão de euros.

Populares