Seguir o O MINHO

Ave

Soraia Chaves homenageada no Festival de Cinema Jovem de Famalicão

Atriz celebrizou-se no filme “O crime do padre Amaro”

em

Atriz celebrizou-se no filme "O crime do padre Amaro". Foto: DR

Soraia Chaves vai ser a grande homenageada da 8.ª edição do Ymotion – Festival de Cinema Jovem de Famalicão, que se realiza de 21 a 26 de novembro, foi hoje anunciado. A homenagem à atriz portuguesa é um dos pontos altos da sessão de encerramento do certame.

A estreia da atriz na sétima arte aconteceu em 2005, com o papel da protagonista Amélia no filme “O Crime do Padre Amaro”, de Carlos Coelho da Silva. A sua interpretação no filme, que foi um sucesso em Portugal, deu-lhe fama imediata e captou a atenção nacional. Seguiram-se mais de 13 longas-metragens, entre elas, “Call Girl” (2007), que lhe valeu o Prémio de Melhor Atriz nos Globos de Ouro de 2007, e “A Bela e o Paparazzo” (2010) de António-Pedro Vasconcelos, que se revelaram dois sucessos de bilheteira. Mais recentemente, fez parte do elenco de “Linhas de Sangue” (2018), de Manuel Pureza e Sérgio Graciano.

Soraia Chaves tem integrado também o elenco de vários projetos televisivos, como “A Vida Privada de Salazar” (2009), com o qual recebeu o Globo de Ouro para Melhor Atriz em 2009, “3 Mulheres” (2018-2022) onde interpretou o papel da escritora Natália Correia ou “A Generala” (2020), série que protagonizou assumindo a personagem de Maria Luísa Paiva Monteiro, uma mulher que decide desafiar todas as regras, afrontando a sociedade patriarcal nas décadas de 60 a 90, e a luta pela liberdade e pelos direitos e privilégios que, à data, estavam reservados quase exclusivamente aos homens.

“Importa celebrar os nossos maiores talentos. Soraia Chaves é um exemplo feliz de um caso de evolução e consistência. Mais importante, uma atriz em plena atividade, algo que se torna importante realçar. Ao longo destes anos, este festival mantém a coerência de prestar tributo aos atores que estão em atividade e servem como exemplo para os mais novos”, destaca o comissário do festival, Rui Pedro Tendinha. citado em comunicado da autarquia.

Ao longo dos últimos anos, o festival Ymotion, que já carimbou Famalicão como a Capital do Cinema Jovem Português, mantém a sua aposta na valorização do ator no panorama cinematográfico, celebrando os maiores talentos nacionais, prestando-lhes tributo e reconhecimento público pelo seu percurso profissional.

“Para além de estarmos a dar palco a jovens talentos nacionais, através da competição de curtas-metragens e das inúmeras atividades em torno da temática junto das camadas mais jovens, desenvolvidas ao longo do ano, também é dado espaço para homenagear a carreira de grandes atores e atrizes nacionais, como valorização e promoção do talento” sublinha o presidente da Câmara, Mário Passos, também citado no comunicado.

Está em curso o ‘open call’ da competição de curtas-metragens do Ymotion 2022. As inscrições e candidaturas à 8.ª edição do Festival de Cinema Jovem de Famalicão decorrem até ao próximo dia 14 de outubro. A competição contempla prémios pecuniários que vão até aos 2.500 euros.

Populares