Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga ‘cai’ no Bessa após nove jogos sem perder

Nona jornada da I Liga

em

O Sporting Clube (SC) de Braga perdeu (2-0) esta noite no Estádio do Bessa, frente ao Boavista, em jogo a contar para a nona jornada da liga portuguesa de futebol.

Rafael Costa deu a vantagem madrugadora (6 minutos) aos axadrezados. Já nos minutos finais (90+3), Mateus aumentou a vantagem.

Recorde-se que o SC Braga já não perdia desde 13 de setembro, totalizando nove jogos sem conhecer o sabor das derrotas.

O Boavista começou bem, tendo marcado logo aos seis minutos, num remate de cabeça de Rafael Costa após cruzamento de Carraça, e sentenciou o jogo aos 90+3 minutos na sequência de um contra-ataque conduzido por Fabiano Leismann e finalizado com classe por Mateus.

Os primeiros 10 minutos do jogo, que decorreu sob algum nevoeiro e chuva, foram do Boavista, mas, depois, o Braga passou a ter mais bola e iniciativa e o adversário recuou, juntou as suas linhas e defendeu com grande determinação a vantagem alcançado cedo.

Desinspirado, lento e algo previsível, o Braga sentiu grandes dificuldades no jogo interior e por isso tentou atacar pelos flancos, mas a sólida organização defensiva axadrezada, com dois laterais e tês centrais apoiados por médios trabalhadores e disciplinados, revelou- se um muro intransponível.

A partir dos 15 minutos, o Boavista como que desistiu de atacar, fechou-se no seu meio-campo e o Braga instalou-se aí, sem porém criar situações de verdadeiro perigo para a baliza de Bracali, salvo num lance em que Ricardo Horta assistiu Rui Fonte com um passe longo, aos 29 minutos, e Bracali evitou o pior para a sua equipa com um saída segura.

Dez minutos depois, Marlon serviu Gustavo Sauer, este invadiu o meio-campo bracarense, assistiu Yusupha e o avançado internacional da Gâmbia rematou forte, mas para fora.

O central Wallace teve o empate ao seu alcance os 44, mas o resultado manteve-se inalterado e a segunda parte começou como havia acabado a primeira, com o Braga a ter mais iniciativa e o Boavista, pragmático, a defender unhas e dentes a sua magra vantagem.

Aos 58, Wilson Eduardo esteve perto do golo, Yusupha cedeu o seu lugar ao brasileiro Cassiano e Sá Pinto tentou revitalizar a sua linha atacante fazendo entrar Paulinho e Galeno para os lugares de Wallace e Ricardo Horta.

A pressão bracarense intensificou-se e Wilson Eduardo, aos 64 minutos, e João Novais, aos 67, voltaram a criar muito perigo, mas a defesa e o guarda-redes boavisteiros tiveram então intervenções decisivas e mantiveram a sua baliza intacta.

O Boavista resistiu com grande determinação à forte pressão bracarense, protegeu como pôde a sua baliza e muitas vezes apenas procurou afastar da sua baliza, com pontapés longos, em lugar de tentar sair a jogar e atacar.

Mateus substituiu Heriberto aos 72 minutos e acabou por ser decisivo com raides conduzidos pelo lado esquerdo. Num deles, já nos descontos, Fabiano Leismann serviu o avançado internacional angolano, que ultrapassou Palhinha, rematou e bateu Matheus, que, note-se, teve pouco trabalho que fazer neste jogo, fazendo o 2-0 final.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Bessa, no Porto.

Boavista – SC Braga, 2-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Rafael Costa, 06 minutos.

2-0, Mateus, 90+3.

Equipas:

– Boavista: Bracali, Fabiano Leismann, Ricardo Costa, Neris, Marlon, Obiora, Heriberto (Mateus, 72), Carraça, Rafael Costa, Gustavo Sauer (Dulanto, 90) e Yusupha (Cssiano, 58).

(Suplentes: Helton Leite, Mateus, Dulanto, Bueno, Cassiano, Idris e e Yaw Ackah).

Treinador: Lito Vidigal.

– SC Braga: Matheus, Esgaio, Pablo, Wallace (André Horta, 72), Sequeira, Palhinha, João Novais, Fransérgio (Paulinho, 58), Ricardo Horta (Galeno, 58), Wilson Eduardo e Rui Fontes.

(Suplentes: Eduardo, Agbo, Diogo Viana, André Horta¸ Paulinho, Trincão e Galeno).

Treinador: Ricardo Sá Pinto.

Árbitro: Tiago Martins (A.F. Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Fransérgio (29), Rafael Costa (38), Esgaio (54), Obiora (69), Gustavo Sauer (72) e Bracali (89).

Assistência: 8.452 espetadores.

Populares